Charlie Munger diz que Bitcoin é maldito e nojento

Munger, braço direito de Warren Buffet, há muito tempo critica o Bitcoin por sua volatilidade e falta de regulamentação.

Siga no
Charlie Munger. Imagem Yahoo Finance Youtube.
Charlie Munger. Imagem Yahoo Finance Youtube.

Charlie Munger, o braço direito de Warren Buffet, voltou a atacar o Bitcoin. Durante uma assembleia de acionistas, quando surgiu a inevitável pergunta sobre a moeda digital, o investidor disse que “odeia o sucesso do Bitcoin”, que sente nojo da criptomoeda e acredita que ela vai “contra os interesses da civilização.”

Warren Buffett, parceiro de Munger por mais de 60 anos, evitou a questão, ele disse que optaria por não responder, já que centenas de milhares de telespectadores provavelmente seriam detentores da criptomoeda.

No passado Buffett disse que as criptomoedas “não têm valor” e “não produzem nada”.

Munger, de 97 anos, é vice-presidente da Berkshire Hathaway, empresa de Warren Buffett. A parceria deles é um dos principais motivos pelos quais a Berkshire passou de uma pequena fabricante têxtil com problemas a uma das maiores corporações do mundo.

Bitcoin é nojento

Munger começou respondendo que quem o conhece e faz pergunta sobre criptomoedas está agitando uma bandeira vermelha para o touro, claramente mostrando que não suporta ouvir falar de criptomoedas.

“Aqueles que me conhecem bem estão apenas agitando a bandeira vermelha para o touro”, disse Munger. “Claro que eu odeio o sucesso do Bitcoin. Eu não gosto de uma moeda que é tão útil para sequestradores.”, disse ele.

Munger há muito tempo critica o Bitcoin por sua volatilidade e falta de regulamentação.

Desta vez, no entanto, ele foi além, disse que o desenvolvimento da moeda digital é “maldito”, que ela é nojenta e contra os interesses da civilização.

“Não gosto de despejar bilhões e bilhões de dólares para alguém que acabou de inventar um novo produto financeiro saído do nada. Acho que devo dizer modestamente que acho todo o desenvolvimento [das criptomoedas] maldito, nojento e contrário aos interesses da civilização, e vou deixar as críticas para os outros.”

Charlie Munger

O comentário do renomado investidor não é surpresa para ninguém, Munger sempre foi um crítico do Bitcoin. Em 2017 ele chamou a moeda digital deinsanidade total. Em 2018 ele disse que o Bitcoin e outras criptomoedas eram “bolhas”.

No início deste ano ele foi perguntado se o Bitcoin poderia ser uma ameaça competitiva aos bancos americanos. Ele respondeu que não sabe qual o futuro dos bancos, mas que o Bitcoin não se tornará um meio de troca global.

“Não sei exatamente qual é o futuro dos bancos e não acho que sei como o sistema de pagamentos irá evoluir. Eu realmente acho que um banco administrado corretamente é um grande contribuinte para a civilização e que os bancos centrais do mundo gostam de controlar seu próprio sistema bancário e seu próprio suprimento de dinheiro . Portanto, não acho que o Bitcoin acabará sendo um meio de troca para o mundo.”

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Homem segurando criptomoedas em mão

Secretários de Macaé são acusados de enriquecimento ilícito e investimentos “elevados” em criptomoedas

Alguns secretários municipais de Macaé foram acusados em redes sociais de obter enriquecimento ilícito e negociar criptomoedas, obtendo para si vantagens indevidas. A negociação de...
Homem jogando dinheiro para cima bilionários do Bitcoin

Usuário compra bitcoin por 11 mil dólares durante flash crash da Binance

Durante uma queda repentina nos preços de várias moedas na Binance americana, onde o Bitcoin chegou a ser negociado por 8.200 dólares por menos...

Bitcoin atingiu novo recorde histórico, o que mudou na rede?

OÉ importante manter a conjuntura Macro clara, e para isso, os indicadores cíclicos continuam atualizar a cada dia que passa junto com o preço...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias