DeFi da rede Binance passa a ser analisada por empresa de segurança

Transações feitas pela rede criada pela corretora passam a ser analisadas por ferramenta ligada à governos.

Siga no
Binance Smart Chain e Ciphertrace
Binance Smart Chain e Ciphertrace/Reprodução

A rede Binance Smart Chain e seu ecossistema de DeFi, rival da Ethereum, passa a ser analisada pela empresa de segurança Ciphertrace. Dessa forma, atividades fraudulentas que acontecem na serão investigadas por especialistas.

Em comunicado nesta sexta-feira (28), a Binance informou que essa medida melhora o ecossistema, livrando pessoas mal intencionadas da rede. Além disso, legítima a rede para a criação de novos negócios com blockchain, visto que a rede sofreu muitos ataques nos últimos dias.

O último deles, na última quinta-feira (27), foi a BurguerSwap, sendo alvo de um ataque chamado Flash Loan. Nos últimos dias, outra que sofreu a mesma invasão foi a Pancake Bunny Finance, causando enorme prejuízo para investidores.

Ciphertrace passa a analisar rede Binance e ecossistema DeFi

DeFi é um termo novo para muitos investidores de criptomoedas, que passam a entender o potencial das novas ferramentas financeiras descentralizadas. Algumas plataformas, por exemplo, atuam na prestação de serviços bancários, mas com uso das criptomoedas.

A principal rede Defi hoje é a Ethereum, que começa a ser seguida de perto pela Binance Smart Chain, rede criada pela maior corretora de criptomoedas do mundo. Chamada também de BSC, a rede passa por testes de segurança graves nos últimos dias, com os contratos inteligentes sendo invadidos com uma frequência assustadora.

Para ajudar a mitigar as invasões, a BSC agora contará com a ajuda da empresa Ciphertrace, que analisa dados da blockchain para relatórios de segurança cibernética.

“Estamos entusiasmados em dar as boas-vindas a uma empresa líder em inteligência em criptomoedas, CipherTrace, ao ecossistema Binance Smart Chain. Hoje, 27 de maio, CipherTrace anunciou suporte analítico para Binance Smart Chain, fornecendo o poder de identificar transações financeiras de alto risco no BSC e seus mais de 600 aplicativos descentralizados (dApps), com suporte da Binance.”

De acordo com a Binance, a chegada da empresa irá ajudar a diminuir transações ilícitas na rede, além de fraudes, como tem sido comum.

Além disso, a corretora acredita que a Ciphertrace ajudará a dar mais segurança para a chegada de novos projetos promissores na rede, que acredita competir com a Ethereum por conta de suas baixas taxas de transações.

Nova parceria ajuda rede da Binance em eventual regulamentação de mercado

Ao comentar sobre a parceria, o Chefe de Compliance da Binance, Samuel Lim, afirmou que combater fraudes é essencial não só para a chegada de novos projetos, mas também para uma eventual regulamentação de mercado.

Além disso, é importante para a rede observar se não está sendo utilizada para a lavagem de dinheiro, afirmou Lim.

Já Dave Jevans, CEO da Ciphertrace, afirmou que todos os tokens criados na rede Binance passam a ser analisados pela sua solução.

“Estamos muito entusiasmados em anunciar o suporte analítico para um dos blockchains de crescimento mais rápido que está sendo implantado por desenvolvedores. Uma das vantagens de nosso sistema de atribuição de dados é que, uma vez que adicionamos análises para um blockchain, também adicionamos suporte para todos os aplicativos construídos nessa rede. Este sistema eficiente nos dá a capacidade de nos ajustarmos ao cenário de criptomoedas em constante mudança muito mais rápido do que os concorrentes, nos diferenciando de outras empresas de análise de blockchain”

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias