É animador o fato de autoridades brasileiras discutirem criptomoedas, diz OCDE

Siga no

Para a OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), é animador o fato de as autoridades financeiras brasileiras discutirem a regulamentação das criptomoedas.

Além disso, segundo a organização intergovernamental, o uso de sistemas blockchain no governo e a implementação do open banking e do PIX ajudam a economia brasileira no processo de transformação digital.

As informações acima estão no relatório “A Caminho da Era Digital no Brasil”, divulgado nesta semana. O documento, de 254 páginas, foi feito pela entidade internacional a convite do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Discussão sobre regulamentação das criptos é positiva, diz OCDE

No estudo, a OCDE citou que o mercado brasileiro de criptomoedas é enorme e cerca de 1 milhão de pessoas investem em ativos digitais.

Informou, no entanto, que o setor é amplamente não regulamentado, o que gera tensão entre empresas da área e o governo. O processo aberto pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para investigar o fechamento de contas bancárias de exchanges foi mencionado.

A organização citou como positiva as discussões informais sobre criptomoedas promovidas pela ABCB (Associação Brasileira de Criptoativos e Blockchain). Mencionou também os debates sobre regulamentações ocorridos no Congresso e entre as autoridades financeiras.

“É animador o fato de que quatro diferentes autoridades financeiras e instituições governamentais, ou seja, a Secretaria Especial de Fazenda, o BCB, a CVM e a SUSEP, recentemente tenham anunciado sua intenção de melhorar a coordenação das abordagens específicas do setor, e de emitir regulamentações conjuntas sobre as fintechs e as criptomoedas”, afirmou a OCDE.

No trecho sobre ativos digitais, a organização só “não foi feliz” ao citar que o Grupo Bitcoin Banco seria uma fintech que tende a “acolher as novas regulamentações à medida que promovam a estrutura jurídica dos criptoativos”.

A empresa, como todo o mercado sabe, é suspeita de ser uma pirâmide financeira que lesou centenas de pessoas. Uma juíza do Paraná inclusive sugeriu que o grupo pode ter operacionalizado uma “fraude sofisticada”.

Promovendo a adoção digital por meio da blockchain

No estudo, a OCDE também apontou diversos projetos da administração pública que têm a tecnologia blockchain como pano de fundo. Essas inciativas, segundo a entidade, ajudam o país na caminhada para uma transformação digital.

A organização citou, por exemplo, que o governo está na fase de discussão do PL 3443/2019. Esse projeto de lei fala sobre a utilização de blockchain e IA (Inteligência Artificial) para aprimorar a eficiência e a eficácia do setor público.

A organização também mencionou que o governo brasileiro considera a aplicação das tecnologias de registro distribuído para aumentar a segurança da rede nacional de dados em saúde.

Citou ainda que o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) tem um projeto de incentivo a startups de tecnologia e blockchain.

PIX e open banking como propulsores do desenvolvimento econômico

No relatório, a OCDE também falou sobre o PIX, novo sistema de pagamento do BC (Banco Central). A plataforma, de acordo com a entidade, oferecerá uma alternativa rápida e segura para pagamentos e, portanto, ajudará o desenvolvimento do e-commerce nacional.

“Mais importante ainda, os brasileiros poderão pagar impostos federais por meio do PIX, e todas as instituições financeiras e de pagamento deverão participar do PIX, oferecendo aos seus clientes toda a funcionalidade necessária para realizar e receber pagamentos”, complementou a OCDE.

A organização, por fim, também disse que a iniciativa do open banking no Brasil vai beneficiar o ecossistema de fintechs.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Lucas Gabriel Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).
Hacker e Bitcoin

Protocolo DeFi sofre ataque hacker e perde R$720 milhões

O protocolo de finanças descentralizadas Cream Finance sofreu um ataque que drenou 720 milhões de reais em tokens através de um ataque que utilizou...
Foto da Fachada da Prefeitura de Niterói

Niterói observa tecnologia blockchain, prestes a criar moeda digital

A cidade de Niterói é uma das que observa o potencial da tecnologia blockchain de perto, período em que também avalia criar uma moeda...

Shiba Inu ultrapassa Dogecoin em valor total de mercado

Conforme a queda do Bitcoin arrastou a maioria das criptomoedas alternativas para baixo, isso fez a Dogecoin cair mais de 8% nas últimas 24...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias