Em caso inédito, Receita Federal do Reino Unido apreende 3 NFTs

Em conversa com a BBC, Nick Sharp, responsável pelo setor de crimes econômicos da HMRC, afirmou que os suspeitos utilizavam métodos sofisticados como identidades falsas e roubadas, endereços falsos, bem como notas fiscais falsas e fingiam estar envolvidos em atividades legais.

NFT apreendido
NFT apreendido

A Receita Federal do Reino Unido, chamada HMRC, apreendeu três NFTs que teriam envolvimento em um esquema de evasão fiscal que conta com 25 empresas falsas. A notícia foi apurada pela BBC.

Segundo informações, três pessoas foram presas neste suposto esquema cujo montante envolvido chega a 1,4 milhão de libras esterlinas, equivalente a 10 milhões de reais.

Atualmente em seu ápice, o termo NFT já ultrapassou a palavra Bitcoin nas buscas do Google. Apesar de já serem usados a um bom tempo nos setores de arte e jogos, esta é a primeira vez que um governo apreende tais itens.

Métodos sofisticados

Em conversa com a BBC, Nick Sharp, responsável pelo setor de crimes econômicos da HMRC, afirmou que os suspeitos utilizavam métodos sofisticados como identidades falsas e roubadas, endereços falsos, bem como notas fiscais falsas e fingiam estar envolvidos em atividades legais.

“Nos adaptamos constantemente às novas tecnologias para garantir que acompanhamos a forma como os criminosos e evasores procuram esconder seus bens”.

Embora não tenham sido revelados quais foram os três NFTs apreendidos, nem mesmo seus valores, é válido notar que alguns deles valem dezenas de milhões de reais, podendo ser usado para ocultar capital.

Além dos NFTs, a Receita Federal do Reino Unido também apreendeu 5.000 libras esterlinas em outras criptomoedas, ou seja, cerca de R$ 35.000 em conversão direta.

Finalizando, Sharp afirma que tal apreensão serve de aviso para aqueles que pensam que podem utilizar criptoativos para esconder dinheiro do governo.

2022, o ano das apreensões

Além do caso destes três NFTs, o governo dos EUA realizou a maior apreensão de Bitcoin da história na terça-feira passada (8).

Embora não seja a maior em BTC, cujo recorde é 171.995 BTC no caso da Silk Road em 2013 equivalentes a 26 milhões de dólares na data, este último caso envolveu ~94.000 BTC avaliados em 19 bilhões de reais.

Portanto, governos de diversos países estão fechando o cerco para criminosos que pensam que estão a salvo graças ao pseudo-anonimato das criptomoedas. Além destes exemplos, também podemos citar um que aconteceu no Brasil no início deste mês após autoridades descobrirem desvio de energia para minerar Bitcoin.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias