Polícia apreende 106 máquinas de mineração de Bitcoin em RS

Conforme as tarifas sobre a energia elétrica são extremamente caras no Brasil, o país não é o local preferido de grandes mineradores. Contudo, outros países já estão enfrentando problemas de abastecimento por conta da mineração.

Mineração de criptomoeda clandestina é descoberta em Morro Reuter. Imagem PC
Mineração de criptomoeda clandestina é descoberta em Morro Reuter. Imagem PC

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul anunciou a apreensão de 106 máquinas de mineração de Bitcoin nesta terça-feira (1) sob acusação de furto de energia. Além disso, dois homens foram presos em flagrante.

A fazenda de mineração estava localizada em Morro Reuter, pequeno município de 6.500 pessoas que fica há 60 km da capital gaúcha. Jornais locais apontam que o responsável pelos equipamentos é um empresário de 31 anos, sem identidade revelada, residente da cidade de Campo Bom.

Como a mineração de criptomoedas não é ilegal no Brasil, a operação teve início com base no furto de energia, usada para alimentar tais equipamentos.

Operação Krypto apreende máquinas de mineração no RS

Com a ajuda da concessionária responsável pela distribuição de energia na região, a RGE, e do Instituto-Geral de Perícias (IGP), a Operação Krypto foi liderada pela Polícia Civil de Dois Irmãos e resultou na apreensão de 106 equipamentos de mineração.

Segundo o Jornal Repercussão, dois homens foram presos. Um deles, responsável por cuidar do local, foi preso por posse de arma de fogo após a polícia encontrar um revólver no local. Já o segundo, dono da fazenda de mineração, foi preso em flagrante e responderá por crime de furto de energia elétrica. Ambos pagaram fiança e responderão em liberdade.

Conforme pode ser observado no vídeo da Polícia Civil, a fazenda era bem arquitetada, contendo tanto isolação acústica quanto um robusto sistema de ventilação.

“#OpKrypto prende 2 homens em flagrante e descobre uma mineração de criptomoedas clandestina em Morro Reuter. Foram apreendidas 106 máquinas mineradoras de criptomoedas, avaliadas em 9 mil reais cada. A ação contou com o apoio do @rs_igp e da @rge_cpflenergia. #DP_DoisIrmãos”

Embora não revelado os modelos, pode-se afirmar que tais máquinas eram ASICs, usadas para mineração exclusiva de Bitcoin. Segundo a Polícia Civil, o valor total do equipamento apreendido beira a faixa de 1 milhão de reais, sem contar outros gastos.

Por fim, é válido lembrar que não é ilegal minerar criptomoedas no Brasil e que este caso envolvia furto de energia elétrica. Em outras palavras, todos os outros cidadãos estavam pagando por este consumo.

Mineração é assunto mundial

Conforme as tarifas sobre a energia elétrica são extremamente caras no Brasil, o país não é o local preferido de grandes mineradores. Contudo, outros países já estão enfrentando problemas de abastecimento por conta da mineração.

Como exemplo, a Islândia já barrou a entrada de novos mineradores no país para prevenir a falta de abastecimento. Já o Casaquistão não soube preparar-se a tempo e chegou a enfrentar uma grande crise energética.

Todavia a atividade pode ser benéfica para o Estado conforme tais empreendedores podem ser obrigados a pagar imposto sobre tal produção que rende bilhões por ano. Contudo, para que um governo possa tributar a mineração, é preciso que suas leis entendam o Bitcoin como um ativo, e é exatamente isso que parlamentares russos estão propondo, indo na contramão das falas do Banco Central da Rússia que deseja banir tal atividade.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias