Empresa acusada de pirâmide se defende: “falsas acusações”

Problemas continuam e investigações estão sob andamento no estado.

Siga no
Pirâmide
Pirâmide

Uma empresa acusada de operar um esquema de pirâmide se defende nos últimos dias, afirmando que foi vítima de falsas acusações. O possível golpe é alvo de um inquérito policial no estado de São Paulo, já conduzindo até uma operação contra o negócio.

Desde o final de 2019, com a deflagração da “Operação Lucro Fácil”, a E-Bit Investimentos FX entrou na rota da polícia. Nos últimos dias, um lavrador da região de Araçatuba, interior do estado, registrou mais um boletim contra a empresa.

Vários clientes acusam a E-Bit FX de operar um esquema, ao oferecer rendimentos sustentáveis com Bitcoin. Contudo, há alguns meses uma série de boletins de ocorrência levaram a polícia a intervir no negócio para apurar o suposto golpe.

Empresa que é acusada de operar um esquema de pirâmide financeira se defende de acusações

O Brasil de fato tem sido assolado por esquemas de pirâmide financeira, de todos os tipos. Na última terça, o Livecoins noticiou até um possível golpe em Brasília envolvendo café e Bitcoin, ou seja, os golpistas inovam para atrair investidores.

Com várias acusações pesando contra a E-bit FX, o negócio tem sido algo de investigação pela Polícia Civil de São Paulo. No final de 2019, a Operação Lucro Fácil foi até a sede da empresa cumprindo mandados de busca e apreensão, além da casa dos sócios.

Recentemente, um lavrador afirmou que investiu R$ 90 mil no negócio e perdeu metade do dinheiro. Além disso, outro homem, morador de Birigui (SP), afirmou no final de junho que perdeu R$ 200 mil na empresa, que já não paga os rendimentos prometidos há seis meses.

Em nota enviada para o Folha da Região, portal de Araçatuba (SP), a empresa acusada de operar um esquema de pirâmide se defende. De acordo com o departamento jurídico da E-bit FX, os boletins de ocorrência não teriam respaldo, pois a empresa tem cumprido com os pagamentos.

A empresa afirmou que trabalha com investimentos de alto risco, que seria de conhecimento comum. Ao buscar se justificar, afirmou ainda que passa por uma crise financeira e as denúncias de clientes com consequentes investigações não ajudam a E-Bit FX. Em casos de pirâmide financeira, é comum a empresa justificar seus erros colocando a culpa em terceiros, por vezes, até em seus próprios clientes.

“Há lastro para os investimentos feitos, com investidores tendo cartas fianças”, afirma empresa, mas será mesmo?

A Unick Forex, com sede no Rio Grande do Sul, fez uma fama negativa para o Bitcoin no Brasil, ao oferecer por todo o país altos rendimentos. Contudo, o esquema foi encerrado pela Polícia Federal em 2019, na chamada Operação Lamanai.

Ao oferecer rendimentos garantidos com Bitcoin para seus clientes, a Unick dava até certificados. Dessa forma, os investidores acreditavam que possuíam um investimento seguro e com lastro em um terreno em Brasília. O terreno, contudo, até hoje encontra-se intacto, com clientes enfrentando dificuldades para receber sua “fiança”.

De forma semelhante, a E-bit FX afirma que seus clientes tem carta fiança, sem deixar claro qual seria o lastro. Ao complementar sua defesa, deixa claro que irá processar clientes que acusem o negócio E-bit de operar um esquema de pirâmide ou de cometer algum crime.

Apesar da empresa buscar se desvincular da narrativa criminosa, os fatos seguem sendo apurados pelas autoridades. Caso a E-bit FX seja condenada, poderá ter bens bloqueados para pagar os investidores que afirmam estar com prejuízo ao investir no negócio.

O Bitcoin é uma moeda que está sendo constantemente associada a golpes, principalmente nos últimos anos. Contudo, quando alguma empresa oferece rendimentos fixos, normalmente o produto é só o engodo de um esquema muito mais elaborado, conhecido como ponzi. No Brasil já teve ponzi de avestruz, boi, entre outros, ou seja, o problema é o “rendimento garantido“, se receber uma proposta dessas, desconfie.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Ethereum se prepara para se tornar um ativo deflacionário

Os desenvolvedores da plataforma Ethereum aprovaram uma das maiores mudanças na rede desde sua criação em 2015, uma mudança que poderia elevar o preço...
IRS. Imagem: Youtube

Receita Federal dos EUA fecha cerco contra investidores em criptomoedas

A Receita Federal dos Estados Unidos (IRS) está intensificando esforços para detectar fraudes e evasão fiscal com criptomoedas. A agência tributária lançou um programa...

Banco Central da França considera XRP como base para o euro digital

De acordo com um relatório da CPA Australia, o Banco Central da França está considerando a XRP como uma possível plataforma para o euro...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Receita Federal dos EUA fecha cerco contra investidores em criptomoedas

A Receita Federal dos Estados Unidos (IRS) está intensificando esforços para detectar fraudes e evasão fiscal com criptomoedas. A agência tributária lançou um programa...

Banco Central da França considera XRP como base para o euro digital

De acordo com um relatório da CPA Australia, o Banco Central da França está considerando a XRP como uma possível plataforma para o euro...

Magnata norueguês do petróleo investe R$ 331 milhões em Bitcoin

Kjell Inge Rokke, um bilionário norueguês e magnata do petróleo publicou um comunicado fortemente a favor do Bitcoin, apostando na criptomoeda como a melhor...

Bitcoin volta a subir após EUA aprovar pacote de estimulo de US $ 1,9 trilhão

Depois de vários dias em queda, o Bitcoin voltou a ser negociado acima de US $ 50 mil neste domingo (7). A moeda digital...

Cardano e proteção de animais silvestres

Como holder da Cardano, você provavelmente está interessado em delegar suas ADAs a uma pool pra receber uma renda passiva. Resumindo, você está interessado em...