Empresas economizam bilhões após Polícia Europeia criar site

Foco é ajudar na prevenção e combate a vírus de computadores, aqueles famosos ransomwares!

Siga no
Ransomware
Ransomware

A Europol criou um site importante no combate aos perigosos ransomwares, vírus de última geração. De acordo com um comunicado de imprensa da polícia Europeia, as empresas economizam muito dinheiro com o novo site, já superando R$ 3 bilhões de economia hoje.

Se você utiliza a internet e navega em sites suspeitos ou realiza downloads de fontes pouco confiáveis, as chances de se deparar com um ransomware são altas. Isso porque, ao baixar um arquivo contaminado para seu computador/celular, a ação é rápida e devastadora.

Ao ser instalado, os ransomwares correm para bloquear o acesso do usuário ao seu dispositivo. Dessa forma, os usuários perdem o controle e passam a ser chantageados por hackers, que normalmente pedem um pagamento como resgate. A prática é considerada estelionato, mas dificilmente os hackers são identificados para responder pelo crime.

Empresas economizam bilhões com ajuda da Polícia Europeia em combate a ransomwares

O Livecoins já relatou uma série de ataques feitos por ransomwares, no Brasil e no mundo. A praga virtual de última geração tem assolado pessoas, empresas e governos, que ficam reféns de hackers ao serem contaminados.

Dois casos recentes chamaram atenção pelo mundo, sendo o último realizado contra a Garmin, empresa de artigos de luxo. Além disso, a maior empresa da Argentina de telecomunicações, a Telecom, foi outra vítima desse mal.

Em casos como esses, os hackers costumam pedir Bitcoin ou Monero como resgate, moedas virtuais que funcionam pela internet. De acordo com um anúncio recente da Europol, o mal dos ransomwares, ainda grave, já está sendo combatido por empresas especializadas em segurança digital.

O site No More Ransom é o nome do projeto encabeçado pela Europol, que visa combater a atuação dos ransomwares. Segundo a Polícia Europeia, as empresas economizam bilhões de reais com o uso da solução hoje, com estimativas apontando que o site já mais de 4 milhões de visitas, ao longo dos últimos quatro anos.

Comemorando seu quarto aniversário neste mês, o repositório de ferramentas de descriptografia “No More Ransom” registrou desde o lançamento mais de 4,2 milhões de visitantes de 188 países e impediu que cerca de US $ 632 milhões em demandas de resgate acabem nos bolsos dos criminosos.

Kaspersky e McAfee fazem parte do projeto que ajuda a eliminar ransomwares de empresas e governos

O site No More Ransom é feito pela Polícia Europeia (Europol) em parceria com a Kaspersky, McAfee e Politie. O serviço é distribuído pela Amazon Web Services e Barracuda, grandes empresas do setor. A Europol afirma que tem hoje 163 parceiros nessa iniciativa.

Com a solução, disponível em 36 idiomas, inclusive português, é possível descriptografar arquivos de 140 categorias de ransomwares diferentes. Ou seja, a ferramenta pode ser uma referência hoje para pessoas que foram infectadas por ransomware e não sabem o que fazer para sair do problema.

O No More Ransom é a primeira parceria público-privada desse tipo, ajudando vítimas de ransomware a recuperar seus dados criptografados sem ter que pagar o valor do resgate aos criminosos cibernéticos.

Se precisar utilizar os serviços do No More Ransom, basta acessar o site oficial e seguir os passos do Crypto Sheriff. Caso o ransomware identificado já possua uma solução de descriptografia disponível, um link para download será oferecido.

Por fim, a Europol pede que as pessoas não paguem para os hackers pelo resgate, usando criptomoedas. Isso porque, ao pagar, não há garantias que o ransomware será desbloqueado, além do fato de que os hackers são patrocinados para manter suas atividades fraudulentas.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Debate Descentralizado: stablecoins podem impactar outras criptomoedas

As stablecoins são possivelmente um dos pilares do mercado de criptomoedas atualmente. O USDT, por exemplo, é usado como medidor de demanda por investidores....
Trade na Uniswap baleia

Criador da Uniswap quer melhorar negociações de baleias Ethereum

Hayden Adams, o criador da Uniswap quer implementar uma melhoria para as negociações de baleias de Ethereum. Um estudo está sendo feito em conjunto...
US Marshals na vigilância do telhado bitcoin

Polícia americana contrata empresa para armazenar bitcoins apreendidos

A polícia dos Estados Unidos quer guardar os bitcoins apreendidos em operações e para isso, contratou uma empresa especializada, a Anchorage Digital. De acordo com...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias