Faltam 5 dias para o halving do bitcoin

O halving é um importante evento para a moeda digital pois a produção por meio de mineração é reduzida pela metade.

Siga no

A cada quatro anos o mundo dos investidores do mercado de criptomoedas fica mais agitado graças ao halving, evento que corta pela metade a produção de Bitcoin.

A expectativa para alguns é de que, a partir deste movimento, o bitcoin tenha um aumento de valor significativo, o que deve beneficiar diretamente seus detentores.

É claro que, no caso de quem está entrando no mercado e pensa em aproveitar o halving para lucrar, é preciso ter algumas coisas em mente. Em primeiro lugar, há muitos investidores que já tem reservas da criptomoeda guardadas para este momento, com meses e até anos de antecedência.

Além disso, entender sua lógica de funcionamento também ajuda muito na hora de definir se vale a pena ou não comprar Bitcoin antes do evento.

De forma geral, o halving cortará pela metade os bitcoins minerados. Levando em consideração que a quantidade total de criptomoedas que será produzida no mundo não ultrapassará os 21 milhões, a expectativa é de que menos moedas em circulação aumente seus preços.

A importância do halving

O motivo principal pelo qual o halving deve ser considerado importante é o fato de que este evento altera o balanço da oferta e da procura por Bitcoin.

Assim sendo, enquanto a oferta de criptomoedas diminui, em tese sua demanda permanece a mesma ou aumenta. Mas para garantir que de fato isso traga um aumento em seus preços, é preciso levar em consideração alguns fatores.

Em julho de 2016 ocorreu o último halving, mas foi somente em janeiro de 2017 que seus valores tiveram um aumento substancial, passado dos 1000 dólares para os 6 mil e em seguida para 20 mil.

Em 2012 o caso foi mais ou menos parecido, já que apenas em 2014 a criptomoeda apresentou uma alta nos valores. Assim sendo, pode parecer que isso poderá voltar a se repetir em 2021.

Preço do bitcoin pós halving

Porém, a realidade pode não ser esta, visto que há outras variáveis neste ano. Primeiramente, o conhecimento sobre o criptomercado aumentou muito nos últimos quatro anos, o que acaba impactando em seus preços.

Além disso, alguns analistas e mineradores de Bitcoin também devem ser levados em conta, uma vez que suas recompensas são baseadas na criptomoeda.

Assim sendo, depois que o halving acabar, há a expectativa de que vendam seus ativos digitais para manterem-se em funcionamento depois do fim do evento. Levando tudo isso em conta, a expectativa para alguns é de que o bitcoin valha de 12 mil a 15 mil dólares depois do corte.

Por fim, vale destacar também os impactos que o coronavírus terá no halving. Como a pandemia está afetando a produção de mineradores de bitcoin, que sofrem com a falta de equipamento adequado, isto pode trazer ainda mais instabilidade para seu preço depois do evento.

Assim sendo, antes de começar a se preparar para o acontecimento, ou até mesmo acumular reservas, leve estas considerações em conta sobre o corte na produção de Bitcoin deste mês.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Jeferson Scholz
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".
Imagem: Freepick

Dinheiro com data de vencimento e dívidas excessivas. Bitcoin resolve isso!

Estudos estimam que a dívida global representa 355% do PIB mundial, ou seja, o boleto do cartão de crédito mundial é de aproximadamente 284...

Yuan Digital terá data de validade

Já está claro que muitos países ao redor do mundo visam criar e implementar uma moeda digital controlada pelo banco central. O Brasil já...
ETF ou Fundos de investimento

Qual a diferença entre o novo ETF de Bitcoin (HASH11) e Fundos de investimentos?

Com o lançamento do primeiro ETF de Bitcoin e criptomoedas do Brasil e segundo do mundo, o HASH11, muitos investidores se perguntam qual a...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias