FBI alerta para golpes com criptomoedas em meio a crise da Covid-19

Chantagem e extorsão são os mais usados

Siga no

A pandemia do coronavírus está gerando problemas em diferentes setores e industrias. Infelizmente, o momento atual também está abrindo várias oportunidades para pessoas nem um pouco bem-intencionadas.

Isso levou até mesmo o FBI a lançar um alerta sobre o aumento no número de golpes que utilizam criptomoedas e o coronavírus como forma de ganhar dinheiro.

O Escritório de Investigação Federal (FBI, na sigla original), alertou sobre o aumento dos casos e exemplificou alguns dos mais comuns, como extorsão, propagandas enganosas sobre trabalho em casa e investimentos falsos.

Os golpes durante a crise do coronavírus ficaram bem frequentes. Tanto nos EUA, com diferentes mensagens sobre o auxilio prometido pelo governo, quanto no Brasil, onde golpistas utilizaram o momento para tentar enganar beneficiários de diferentes programas.

Alerta do FBI para os golpes com criptomoedas em meio a pandemia

Coronavirus e Quarentena
Em meio ao Coronavirus e a Quarentena as pessoas tendem a ficar mais vulneráveis a golpes.

Durante a quarentena geral realizada para diminuir a aceleração do vírus, os golpistas têm se tornado cada vez mais ativos, aproveitando que durante o momento crítico, é mais fácil explorar e enganar as pessoas.

Alguns golpes até mesmo beiram o absurdo, com os atacantes ameaçando infectar toda a família da vítima com o coronavírus caso não receba um determinado valor em Bitcoin.

No comunicado oficial do FBI, o escritório de investigação diz que “Golpistas estão aproveitando o medo e a incerteza durante a pandemia da Covid-19 para roubar e lavar dinheiro através do complexo ecossistema de criptomoedas.”

A agência também informa que o aumento no uso das criptomoedas em diferentes setores aumentou consideravelmente nos últimos anos, o que fez com os criminosos passassem a adotar ainda mais os ativos digitais em seus golpes.

Principais golpes

O FBI informou os golpes caem em quatro categorias principais. São os golpes de chantagem e extorsão, principalmente com ameaças de publicar arquivos privados na internet (incluindo vídeos e fotos íntimas, conhecido como sextortion). Nesse tipo de golpe também temos o ransomware como uma forma crescente.

Em meio a pandemia também ficou comum as promessas de trabalho home-office com excelentes ganhos, mas que não passavam de um golpe.

De acordo com o comunicado, esse golpe tem uma segunda camada, onde o suposto empregador faz uma doação para o empregado. Isso é usado para lavar dinheiro em transferências ilegais.

O terceiro golpe mais comum são propagandas enganosas para produtos ligados ao coronavírus (como máscaras e luvas) em sites que realizam transações apenas com criptomoedas.

Algumas dessas lojas com propagandas falsas até prometiam a cura do coronavírus.

As pirâmides e os esquemas ponzi

O quarto golpe mais comum, de acordo com o FBI, são as grandes oportunidades de investimento que prometem gerar grandes riquezas, mesmo durante a quarentena.

Esses golpes são com certeza os que mais atraem investimentos e temos prova disso aqui no Brasil, que mesmo antes do coronavírus já tinha grandes problemas com pirâmides que acabaram ruindo. Não é difícil encontrar clientes que ainda esperam pagamento de uma dessas pirâmides.

Se proteger não é difícil, basta tomar cuidado com todas as suas informações na internet e, principalmente, desconfiar de tudo o que parece “bom demais para ser verdade”.

Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Maioria dos mineradores de Ethereum aceitam proposta para reduzir taxas

A grande maioria dos mineradores de Ethereum não devem protestar contra a proposta EIP-1559, que diminui as taxas da rede e, consequentemente, diminui a...
Bitcoin em destaque capa

‘Aprecie com moderação’: como gestoras de fundos de criptomoedas no Brasil veem valorização do...

A grande valorização recente experimentada pelo bitcoin — apesar da correção ocorrida nesta semana — novamente fez o mercado financeiro olhar mais profundamente para...

Líder da pirâmide com Bitcoin, ArbCrypto, é preso em Minas

Um dos fundadores da empresa ArbCrypto - que atuava com arbitragem de criptomoedas - Alexandre Cesário Kwok, foi preso em Uberaba, no Triângulo Mineiro, nesta quinta-feira (25). Havia...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

‘Aprecie com moderação’: como gestoras de fundos de criptomoedas no Brasil veem valorização do bitcoin

A grande valorização recente experimentada pelo bitcoin — apesar da correção ocorrida nesta semana — novamente fez o mercado financeiro olhar mais profundamente para...

Líder da pirâmide com Bitcoin, ArbCrypto, é preso em Minas

Um dos fundadores da empresa ArbCrypto - que atuava com arbitragem de criptomoedas - Alexandre Cesário Kwok, foi preso em Uberaba, no Triângulo Mineiro, nesta quinta-feira (25). Havia...

Bitcoin pode registrar maior queda semanal desde março de 2020

O preço do Bitcoin está em forte queda nesta sexta-feira (26). Com uma perda de 7% nas últimas 24 horas, o ativo digital está...

Tether cria dólares do nada, igual ao Fed, diz Pompliano

Um processo contra a Tether e a corretora Bitfinex foi encerrado no inicio desta semana, de acordo com a decisão, empresa enganou clientes e o...

Fundo em Dubai diz que vai trocar $ 750 milhões em Bitcoin por Cardano e Polkadot porque “bitcoin é inútil”

Com suposta sede em Dubai, o fundo FD7 Ventures anunciou na quinta-feira (26) que vai vender mais de US $ 750 milhões em Bitcoin...