Fundador do Twitter investe R$ 30 milhões em projeto de mineração de Bitcoin

Embora tenha fundado o Twitter, Jack Dorsey abandonou sua rede social após vendê-la para Elon Musk. Agora, o desenvolvedor está muito mais ativo no Nostr, uma rede social descentralizada criada por um brasileiro.

Jack Dorsey, fundador do Twitter, liderou uma rodada de investimento de US$ 6,2 milhões (R$ 30 milhões) ligada a OCEAN, um projeto de pool de mineração de Bitcoin descentralizado fundado por Luke Dashjr, famoso desenvolvedor do BTC.

Em suma, a principal diferença entre a OCEAN e outras pools é que ela não ficará com a custódia dos bitcoins minerados. Ou seja, os saldos serão enviados aos mineradores de imediato, logo após a mineração de cada bloco.

Conforme cada minerador individual receberia uma transação, o que poderia ter custos altos, os desenvolvedores da OCEAN estão estudando o uso da Lightning Network para driblar esse problema.

OCEAN recebe investimento de R$ 30 milhões liderado por Jack Dorsey

No site da OCEAN, o desenvolvedor Luke Dashjr comenta que começou a minerar Bitcoin ainda em 2011, mas que a segurança da rede está ameaçada. Portanto, seu projeto surge como uma possível solução ligadas as pools de bitcoin.

“O modelo de segurança do Bitcoin está em alto risco; já perdemos a propriedade resistente à censura que muitos consideram um dos principais benefícios do Bitcoin.”

Como exemplo, um recente estudo revelou que algumas pools podem estar censurando transações de Bitcoin. Dado que reguladores estão pressionando a indústria cada vez mais, isso poderia se transformar em um grande problema para o Bitcoin.

Sendo assim, a OCEAN surge com a proposta de descentralizar a mineração dentro das pools. Uma das estratégias é a permissão para os próprios mineradores montarem seus blocos, dificultando a censura de transações. Ao contrário do modelo atual de pagamento do mercado, a OCEAN também vai na contramão, oferecendo pagamentos instantâneos aos mineradores.

“Somos também a única pool sem custódia, fazendo com que vocês, mineradores, recebam novas recompensas em bloco diretamente do Bitcoin”, aponta o site da OCEAN.

Outro ponto citado é o uso do protocolo Stratum V2, também apoiado por Jack Dorsey, que permite melhorias no sistema de mineração, especialmente em locais com conexões ruins de internet.

Jack Dorsey comenta investimento na OCEAN

Embora tenha fundado o Twitter, Jack Dorsey abandonou sua rede social após vendê-la para Elon Musk. Agora, o desenvolvedor está muito mais ativo no Nostr, uma rede social descentralizada criada por um brasileiro.

“Pool de mineração descentralizado. Sem KYC, sem registro. As recompensas vão direto para o seu endereço bitcoin. Pontuação de hashrate real em tempo real, sem média móvel no período N. Pré-visualizações de modelos de bloco. Stratum v2. Lightning [Network] chegando no próximo ano”, revela uma publicação compartilhada por Dorsey sobre a OCEAN.

Jack Dorsey, fundador do Twitter, falando sobre a OCEAN.
Jack Dorsey, fundador do Twitter, falando sobre a OCEAN.

Segundo dados fornecidos pela própria OCEAN, a pool já conta com 126 PH/s de poder computacional e 163 mineradores. Em comparação, a Foundry possui 133 EH/s, sendo 100 vezes maior que a OCEAN enquanto detém 27% de todo hash rate do Bitcoin.

Hashrate da OCEAN, projeto que recebeu investimento milionário de Jack Dorsey.
Hashrate da OCEAN, projeto que recebeu investimento milionário de Jack Dorsey.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias