Investidor perde R$ 31 milhões em bitcoin no celular e contrata hacker

Ao final do hack ao dispositivo, valor encontrado era milhares de vezes menor.

Aparelho Samsung Galaxy com bitcoins perdidos foi recuperado
Aparelho Samsung Galaxy com bitcoins perdidos foi recuperado. YouTube: Joe Grand

Um hacker foi contratado para invadir um Samsung Galaxy, após um homem supostamente perder R$ 31 milhões em Bitcoin no aparelho. A situação foi narrada pelo youtuber Joe Grand, um engenheiro da computação que já foi contratado para invadir vários dispositivos eletrônicos.

As sagas de quem perde bitcoin comprados há alguns anos costumam ser dolorosas para os detentores da moeda, que viram seu preço disparar para altas históricas. Assim, quem perdeu 1 BTC, por exemplo, pode ter prejuízos de dezenas de dólares, mesmo com o atual mercado de baixa.

Um dos casos mais conhecidos é o do “HD no Lixão”, em que um homem dos Estados Unidos tenta desesperadamente reaver seu dispositivo jogado no lixo com 7.500 bitcoins.

Após perder Bitcoin em celular, homem contrata hacker para invadir dispositivo

Em janeiro de 2022, o hacker e youtuber Joe Grand ajudou um usuário a recuperar 10 milhões de reais em criptomoedas, após dizer que hackeou uma carteira de criptomoedas.

Como o vídeo viralizou pelo mundo, seu canal ficou conhecido e agora ele foi procurado por outro usuário que alegava ter perdido 6 milhões de dólares em bitcoin em seu celular, algo como R$ 31 milhões hoje.

O desafio para Joe então era fazer um estudo sobre o aparelho e ir em busca dos dados de acesso da carteira que tivessem perdidos no Samsung Galaxy. O dono do aparelho se chama Lavar, e conheceu o trabalho do hacker após pedir ajuda para seu amigo Jon, que viu o vídeo onde a carteira cripto havia sido hackeada.

Após entrar em contato com o hacker, eles foram para um hotel de Seattle, onde um verdadeiro laboratório de invasão foi montado em um quarto. Segundo o hacker, ver um dispositivo com possíveis US$ 6 milhões perdidos para sempre era um desafio que ele não poderia fugir.

Procedimento totalmente arriscado que poderia piorar situação

Após ter acesso ao aparelho Galaxy Samsung, de um modelo mais antigo, o hacker disse ao dono Lavar que o procedimento levaria várias horas e era totalmente arriscado. Ou seja, é possível que os bitcoins não poderiam ser recuperados mais.

Todo o procedimento foi gravado e acompanhado pelo dono do aparelho, que se mostrou ansioso por saber se ele seria um novo milionário do bitcoin, ou não.

O acesso direto ao aparelho foi realizado, com parte da invasão hacker sendo feita manualmente. Todo o procedimento demorou várias horas, mas no final eles conseguiram invadir o aparelho e copiar todos os dados de sua memória, o que deu esperança para que o procedimento seria bem-sucedido.

Após todo o procedimento de acesso, Lavar foi até sua carteira Mycelium, onde encontrou apenas 0,003 BTCs, ou seja, ele não tinha o valor que acreditava ter e não era um milionário mais, visto que esse valor valia apenas R$ 300,00.

O dono do Samsung hackeado se mostrou decepcionado por não ser rico, embora tenha acreditado que pudesse ser.

Ao final, o hacker disse que foi uma grande experiência e que revirar dispositivos antigos é uma caça ao tesouro, que pode ser positiva ou não.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias