Lista revela quanto ganham os influenciadores para promover criptomoedas suspeitas

Influenciador digital gravando vídeo sobre criptomoedas.
Influenciador digital gravando vídeo sobre criptomoedas.

Uma lista publicada por um usuário do Twitter mostra o preço cobrado por mais de 100 influenciadores digitais para promover criptomoedas suspeitas. Os valores iniciais são de 125 dólares e chegam a US$ 35.000 (R$ 160.000) no caso de celebridades.

Para ilustrar o perigo destas promoções, zachxbt mostra um golpe promovido pela atriz Lindsay Lohan. Na ocasião, a estrela de Hollywood promove um projeto chamado MetaNetflix, pouco tempo depois seu preço cai para zero, similar ao token SQUID.

Tuíte da atriz Lindsay Lohan promovendo criptomoeda MetaNetflix.
Atriz Lindsay Lohan promovendo criptomoeda MetaNetflix.
Gráfico da criptomoeda MetaNetFlix mostrando queda abrupta de preço.
Preço da MetaNetflix despencando para zero.

Além de Lohan, outros famosos como Kim Kardashian, Floyd Mayweather e Paul Pierce também estão ganhando dinheiro para enganar seus seguidores. Entretanto, estes famosos são processados, ao contrário de influenciadores menores, o que pode ser ainda pior.

O preço da enganação

Embora muitas contas apresentem um grande número de seguidores, é possível que muitos deles tenham sido comprados. Entretanto, tais números ajudam a enganar o público para pensar que estas pessoas possuem relevância no mercado.

Segundo a lista publicada por zachxbt, o preço de um tuíte promovendo uma criptomoeda custa algumas centenas de dólares. Contudo, alguns chegam a casa dos quatro dígitos, resultando em um montante superior ao que muitos brasileiros ganham em um ano, por um simples tuíte.

Tabela com preços cobrados por influenciadores para promover criptomoedas.
Preço cobrado por influenciadores para promover criptomoedas. Fonte: Twitter.
Tabela com preços cobrados por influenciadores para promover criptomoedas.
Preço cobrado por influenciadores para promover criptomoedas. Fonte: Twitter.
Tabela com preços cobrados por influenciadores para promover criptomoedas.
Preço cobrado por influenciadores para promover criptomoedas. Fonte: Twitter.

Contudo, é notável que estes influenciadores são usados como ferramentas para promover criptomoedas suspeitas. Em outras palavras, elas não possuem nenhum propósito e seu único objetivo é enriquecer seus desenvolvedores.

Segundo apuração do Livecoins, algumas dessas contas já foram suspensas pelo próprio Twitter por violação de regras. Muito provavelmente por conta da promoção de golpes relacionados a criptomoedas.

Influenciador de criptomoedas com conta suspensa no Twitter.

Entretanto, dezenas de outros influenciadores continuam ativos, enganando seus seguidores em troca de alguns dólares. Então estas pessoas acabam comprando criptomoedas, tokens e até mesmo NFTs que não possuem motivos para existir e, sem surpresa, amargam prejuízos.

No Brasil, recentemente observamos o caso do “mendigo pegador” que acabou virando garoto propaganda de um negócio suspeito. Na ocasião, Givaldo afirma ter virado um trader de Bitcoin muito rapidamente.

Portanto, o conselho é não acreditar em projetos mágicos com imenso potencial de valorização, principalmente com promoções pagas. Faça a sua própria pesquisa e invista apenas no que você entende, afinal os únicos que ganham dinheiro fácil são aqueles que não possuem nenhum escrúpulo.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias