Irmãos Winklevoss são “frenemies” da criptomoeda do Facebook

Disputa entre bilionários é de longa data!

Siga no

Certamente os irmãos Winklevoss são conhecidos por serem os primeiros bilionários com Bitcoin. Além disso, são os donos da empresa Gemini e grandes entusiastas das moedas digitais. Entretanto, os irmãos emitiram sua opinião sobre a criptomoeda do Facebook para a CBS no último domingo.

Com certeza o fato ganhou as manchetes, visto que os gêmeos são antigos inimigos de Mark Zuckerberg. Este último que é o CEO do Facebook, e que ganhou a empresa em um processo contra os Winklevoss.

Irmãos Winklevoss estão de olho na criptomoeda do Facebook.

Os famosos irmãos transformaram uma parte do que ganharam no processo contra o Facebook em Bitcoin. Além disso, a quantia recebida de U$ 65 milhões já não se aproxima do atual patrimônio dos gêmeos.

Entretanto, com a entrada do Facebook no criptomercado, com o projeto Libra, novamente há uma relação entre ambos. A expectativa é que a testnet deste projeto seja lançada na próxima terça (18).

Com isso, muitos correram para buscar saber o que os bilionários do Bitcoin tinham a comentar. Os irmãos deram uma entrevista a CBS, que foi ao ar no último dia 16 de junho.

Amigos nem inimigos, mas sim frenemies

Os Winklevoss afirmaram que estão indiferentes com o sucesso da criptomoeda do Facebook. Entretanto, não torcem pelo sucesso deste, se assumindo no caso como frenemies. Isso indica uma mistura de inimigos (enemies) com amigos (friends).

Isso porque, de acordo com Cameron, há muito o que ser feito, sem espaço para brigas neste atual momento.

Há tanta coisa para crescer, quero dizer, neste momento, precisamos ser frenemies!

Mesmo assim, clima de armistício não poderá durar tanto tempo!

Um fato é que a criptomoeda do Facebook pode impactar o negócio dos irmãos Winklevoss. Isso porque, a empresa destes possui uma stablecoin lastreada no dólar, chamada Gemini dollar.

Certamente este é o ponto onde o choque pode voltar a acontecer entre o Facebook e os gêmeos. A Libra já foi tratada como uma moeda estável, com isso, é uma nova concorrente no pedaço.

O repórter da CBS foi direto com os gêmeos, ao indagar que isso pode afetar seriamente a empresa Gemini. Entretanto, se a criptomoeda do Facebook impactar positivamente o preço do Bitcoin eles ganham dinheiro.

Um cenário possível com o Facebook é que eles entram e mudam as coisas de uma maneira que prejudica a Gemini, mas isso também valida as coisas e aumenta o preço do bitcoin. Então, vocês perdem sua empresa, mas ganham muito mais dinheiro. Como se sentem?

Neste ponto Tyler respondeu de forma descontraída, ao dizer “Devemos contratá-lo para entrar e jogar essa guerra conosco!”.

Finalmente, na medida em que o projeto Libra sai do papel, amigos e inimigos vão aparecendo. Será que essa tem a mesma casca que o Bitcoin para lidar com grandes inimigos?

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Cápsula com Bitcoin dentro

Empresa russa cria “cápsula do tempo” para quem quiser deixar bitcoin para herdeiros

Uma empresa russa está criando um serviço de "cápsulas do tempo" que permitirá que os clientes armazenem e transfiram certas informações para pessoas específicas....
Criptomoeda Monero e códigos ao fundo

Monero tem falha no mecanismo de privacidade das transações

A equipe de desenvolvedores da Monero encontrou uma falha no mecanismo de privacidade das transações. O problema pode deixar informações sensíveis à mostra, revelando...
Nubank aplicativo financeiro blockchain

Nubank usará tecnologia da Ripple em nova função de transferências internacionais

O Nubank fechou uma parceria com a Remessa Online, empresa que trabalha com tecnologia da Ripple para enviar valores ao exterior. Esta é a primeira...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias