Em live falsa, Elon Musk pede Bitcoin em canal hackeado de ex-jornalista da ESPN

Mauro Cezar Pereira é colunista no Estadão, Gazeta do Povo e UOL Esporte

Siga no
Live falsa de Elon Musk pedindo Bitcoin e Ethereum aparece no YouTube
Live falsa de Elon Musk pedindo Bitcoin e Ethereum aparece no YouTube - Reprodução

Uma live falsa de Elon Musk pedindo para pessoas enviarem Bitcoin tem sido comum em ataques hackers pelo YouTube. A mais nova vítima é um jornalista brasileiro do esporte, que tem mais de 520 mil inscritos em seu canal.

Ao anunciar que foi vítima de um ataque hacker, Mauro Cezar Pereira pediu que seus seguidores não cancelem inscrição no canal. Ele já teria entrado em contato com o suporte do YouTube e estaria tentando reaver seu acesso.

Nas últimas semanas, por exemplo, o Canal Ei Nerd também havia sido hackeado de forma semelhante. Outro que foi hackeado foi o Zangado, famoso gamer que compartilha conteúdos sobre o tema para seus seguidores.

O canal de Mauro Cezar ainda estaria em posse dos hackers até o fechamento da matéria.

Live de Elon Musk pedindo Bitcoin é falsa, afirma dono de canal hackeado no YouTube

O jornalista do UOL Esporte, Gazeta do Povo e Estadão, Mauro Cezar Pereira, foi alvo de um ataque hacker envolvendo Bitcoin no último domingo. De acordo com ele, o contato como suporte do YouTube já havia sido feito.

No lugar de seu canal, os hackers alteraram o nome para “Live News” e colocaram um golpe no lugar. No canal agora há uma “live” de Elon Musk, o homem mais rico do mundo pedindo para as pessoas enviarem Bitcoin e Ethereum.

A promessa seria de receber o dobro do enviado. Ou seja, alguém que supostamente envie para o endereço dos hackers algum valor, receberia o dobro. Essa estratégia tem sido utilizada em fraudes pelo YouTube e coloca em risco pessoas desavisadas.

No momento da escrita desta matéria, haviam mais de 600 pessoas online na live falsa do canal hackeado. De acordo com Mauro Cezar, todos os passos exigidos pelo YouTube já foram cumpridos, logo ele aguarda para reaver seu canal.

Mauro Cezar é um dos principais jornalistas esportivos do Brasil, tendo trabalhado por mais de 15 anos na ESPN. Ele tinha vários vídeos no canal, que foram todos apagados pelos hackers.

No momento em que seu canal foi hackeado, ele cobria o pós-jogo de derrota do Flamengo contra o Ceará, este último que venceu por 2 gols. Com o problema pelo YouTube, ele levou sua live para o Instagram no último domingo e chegou assustar seus seguidores.

De acordo com o jornalista, “seu canal ser hackeado foi pior que a atuação ridícula do Flamengo diante do Ceará”. Ele agradeceu o apoio recebido pelos seus seguidores e pede para que as pessoas não saiam do canal, pois, deverá reaver o acesso.

Problema recorrente no YouTube foi chamado de vulnerabilidade pelo jornalista

De acordo com Mauro Cezar, ele tinha tudo correto no Youtube, inclusive o 2FA habilitado. Mesmo assim, ele chamou os hackers de profissionais e afirmou que há uma vulnerabilidade no YouTube hoje.

Ele afirmou que foi irônico ser hackeado justamente agora, quando saiu da ESPN após vários anos na emissora. Quando saiu da ESPN, ele gostaria de ter liberdade para criar conteúdos, uma vez que a empresa exigia várias condições para um novo contrato com Mauro Cezar.

Ele lamentou seu trabalho ser perdido no canal, que dedicou vários anos a criar conteúdos ali. O jornalista ainda declarou que foi disciplinado com a criação de conteúdos para seu canal, com várias lives e vídeos.

Ele afirmou que os formulários para recuperar seu acesso o atrapalharam a cobertura do jogo Vasco e Botafogo. Ele não é o primeiro a ter problemas com ataque no YouTube, com vários casos nos últimos meses chamando atenção no Brasil.

O caso é ainda mais perigoso porque, no último sábado (9), Elon Musk de fato afirmou pelo Twitter que aceita Bitcoin como pagamento. Ou seja, muitos internautas, ao se deparar com uma live de Elon Musk pedindo Bitcoin, poderiam acreditar que é real. Contudo, isso não passa de um golpe.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Posto Ipiranga ataque hacker Ultrapar

Ultrapar é alvo de ataque hacker, ações caem e falta combustível em algumas cidades

A empresa brasileira Ultrapar (UGPA3) foi alvo de um ataque hacker na última semana. Com o caso, as ações na bolsa caíram e até...

Polkadot supera XRP e se torna quarta cripto mais valiosa do mercado

O criptomoeda Polkadot (DOT) superou a Ripple (XRP) e se tornou a quarta maior moeda digital em termos de capitalização de mercado. O preço...
Neil Liversidge

Consultor financeiro faz petição para governo do Reino Unido banir o Bitcoin

Um consultor financeiro independente e co-fundador de uma empresa de investimentos tradicionais criou uma petição exigindo que o governo e o parlamento do Reino...

Cotações por TradingView

Últimas notícias

Polkadot supera XRP e se torna quarta cripto mais valiosa do mercado

O criptomoeda Polkadot (DOT) superou a Ripple (XRP) e se tornou a quarta maior moeda digital em termos de capitalização de mercado. O preço...

Consultor financeiro faz petição para governo do Reino Unido banir o Bitcoin

Um consultor financeiro independente e co-fundador de uma empresa de investimentos tradicionais criou uma petição exigindo que o governo e o parlamento do Reino...

Conselho de segurança do Reino Unido diz que US $ 140 bi em bitcoins estão perdidos

Mais de quatro milhões de bitcoins, avaliados em US $ 140 bilhões, não foram movidos nos últimos cinco anos, de acordo com dados da...

DeFi dispara e bate novos recordes

O ecossistema Ethereum de Finanças Descentralizadas (DeFi) ultrapassou em muito seu recorde anterior. A capitalização de mercado de todos os tokens agora é de...

Miami pode ser a primeira cidade a ter reservas em Bitcoin

O prefeito de Miami, Francis Suarez, vem, desde dezembro de 2020, considerando apostar no Bitcoin para fazer parte das reservas da cidade. Segundo Suarez,...