Mais três pessoas são presas pelo assassinato do ‘Rei do Pullback”

Após morte de jovem, várias pirâmides usando a imagem em Cabo Frio foram encerradas.

Siga no
Pessoa sendo presa pela polícia
Pessoa sendo presa pela polícia

A polícia civil do Rio de Janeiro segue investigando o caso envolvendo o assassinato do trader Wesley Pessano, conhecido como “Rei Do Pullback” por investidores de empresas que trabalhavam com rendimentos fixos envolvendo a imagem das criptomoedas em Cabo Frio.

Após esse brutal crime, que chocou a população local, a região dos Lagos no Rio de Janeiro virou alvo das autoridades devido a enorme quantidade de empresas oferecendo investimentos sem autorização.

No último mês de agosto, a situação piorou e vários golpes começaram a ser encerrados pelas lideranças, escancarados por reportagens do Fantástico.

Situação preocupante em Cabo Frio

De modo geral, a violência na região já estava chamando atenção após algumas tentativas de assassinato contra líderes desses possíveis golpes.

Confirmando o alerta, recentemente aconteceu um ataque contra o líder da Black Warrior (BW). Ao sair de casa, ele teve seu carro alvejado por homens que passavam armados em uma moto — porém, não foi ferido porque seu veículo era blindado.

Polícia civil do Rio de Janeiro prende mais três pessoas por ligações com assassinato de alegado ‘Rei do Pullback’

O jovem Wesley Pessano foi morto a tiros no início de agosto quando trafegava em uma via, a caminho de um estabelecimento para cortar seu cabelo, afirmam testemunhas. Dentro um Porsche, ele acabou morrendo na hora após o atentado.

O caso segue sendo apurado pela polícia civil do Rio, que prendeu mais três pessoas por ligações com esse brutal assassinato contra o alegado ‘Rei do Pullback’.

Na ação policial, que tem como alvo 4 pessoas, três delas já foram capturadas e apenas o mandante segue foragido.

Na última quinta-feira (2), mais três prisões foram feitas, mesma quantidade de detenções ser acontecidas no último mês de agosto — incluindo, inclusive, o autor dos disparos.

Em nota, a polícia civil do Rio de Janeiro informou que as novas prisões foram possíveis graças as primeiras, visto que houve colaboração dos detentos sobre o caso.

“A partir de informações obtidas após as primeiras prisões, além do trabalho de investigação realizado pela força-tarefa, foi possível identificar outros envolvidos. Entre os alvos desta quinta-feira estão o homem que conduziu o executor na data do crime, o proprietário de um veículo usado para fazer comboio no dia do homicídio e um suspeito abordado por agentes da Polícia Rodoviária Federal conduzindo esse mesmo carro, ao lado do proprietário. O principal articulador do grupo permanece foragido da Justiça.”

O veículo utilizado no crime também já foi apreendido e as buscas contra o foragido seguem sendo feitas pela polícia do Estado.

Além disso, agora que ela escutará os novos presos, poderá ter mais informações que levem a conclusão do caso.

Esquemas de pirâmide usando a imagem do Bitcoin confunde reguladores e investidores

Este bárbaro crime acabou associando o Bitcoin a uma imagem de crimes e até pressionou autoridades a pedir por regulação da moeda no país.

Um deputado federal, por exemplo, chegou a pedir explicações para que a Polícia Federal explique sobre esses crimes.

Vale o destaque que muitas dessas empresas usaram apenas a imagem da moeda digital, que nem mesmo era fornecida aos investidores dos esquemas — ou seja, confundiram os reguladores e investidores sobre a verdadeira função do Bitcoin.

Atenção aos golpes

Esses esquemas da Região dos Lagos são alvos de uma força-tarefa composta por agentes das delegacias de São Pedro da Aldeia (125.ª DP), Cabo Frio (126.ª DP), Armação de Búzios (127.ª DP), Iguaba Grande (129.ª DP) e do 4.º DPA.

Esses agentes apuram os casos de violência envolvendo os investimentos falsos, que são considerados prática de estelionato no Brasil.

Secretaria de Estado de Polícia Civil do Rio de Janeiro assassinato prisão
Secretaria de Estado de Polícia Civil do Rio de Janeiro/Divulgação

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Praia do Forte em Cabo Frio pirâmide com Bitcoin

Eagle Eyes, empresa do “Pastor do Bitcoin” em Cabo Frio suspende saques

A empresa Eagle Eyes, que operava com sede na cidade de Cabo Frio (RJ), é mais uma possível pirâmide usando a imagem das criptomoedas...

Segunda maior pool de Ethereum encerra atividades devido a restrições na China

A SparkPool, segunda maior pool de mineração de Ethereum, anunciou que encerrará suas atividades no dia 30 deste mês. Hoje a pool é responsável...

Empreendedores vs investidores, quem ganhou mais dinheiro com criptomoedas?

Qual será a melhor estratégia para ganhar dinheiro, investir direto em criptomoedas ou empreender em setores essenciais relacionados a elas? Neste artigo faremos um comparativo...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias