Mineração de criptomoedas em 2019, problemas e soluções

Muitos problemas no setor, mas há soluções!

-

Siga no
Anúncio

A mineração de criptomoedas em 2019 passa por uma fase muito ruim, sendo melhor por vezes desligar os equipamentos do que tentar a sorte de obter algum lucro com a atividade.

Devido a isso, a empresa Argo afirmou no último dia 15 que estaria a abandonar a mineração de criptomoedas, com a justificativa do mercado bear impactando a suas atividades.

Esse caso chama a atenção, visto que a Argo era uma empresa inglesa, inclusive listada na bolsa de valores do país, que operava máquinas em Quebec, no Canadá.

Anúncio

As únicas operações que se mantém com um inverno cripto são as que estão em locais que possuem incentivos em relação à energia elétrica, mais do que isso, escolhendo muito bem a criptomoeda a ser minerada.

Como encontrar as melhores opções para se minerar?

Boas opções para se minerar são cada vez mais raras, logo ter lucro é para quem consegue analisar o cenário de forma fria e calculista.

Com isso algumas calculadoras de mineração podem ajudar os mineradores a encontrar a opção correta, como a Whattomine, CoinWarz e CoinCalculators. Por lá muitas ideias podem ser dadas a quem possui equipamentos destinados a essa atividade.

Outra possibilidade é trabalhar com pools de mineração multi-algoritmos (multi-algo), que permitem que você empreste seu poder de hash para uma determinada criptomoeda, mas ao receber a recompensa pode escolher em qual cripto você deseja seu prêmio. Algumas populares são Mining Pool Hub, zpool, Zergpool e BlockMasters.

Para comparar os ganhos entre criptomoedas e mesmo multi-algo pools, você pode checar também o Minerstat com sua Calculadora de Mineração. Ele é usado da mesma maneira que outras calculadoras de mineração, mas mostrará os ganhos estimados de moedas e os pools de multi-algoritmos mais populares.

Outros fatores a serem analisados?

Os mineradores devem observar o volume da moeda-alvo a ser minerada, mesmo sendo apontada como vantajosa por alguma calculadora.

De nada adianta minerar um cripto que não tenha liquidez. O valor da mesma no mercado também deve ser considerado.

Preste atenção também em taxas das corretoras, taxas de pools e qual o pagamento mínimo.

Analise as exchanges que aceitam as moedas e não deixe criptomoedas paradas nesses ambientes.

Verifique nas comunidades cripto também possíveis dúvidas sobre as pools de mineração, se são confiáveis, pagam certo e taxas.

Esse estudo faz com que pelo menos se conheça a realidade correta da criptomineração, antes de comprar equipamentos e ter prejuízos.

Os mineradores devem permanecer atentos as mudanças no setor, pois, uma criptomoeda vantajosa hoje pode não ser mais amanhã.

Posso começar a minerar em 2019?

É um trabalho que se feito da maneira certa pode render algo, mas deve ser muito bem estudado a sua viabilidade de forma prévia.

Apesar disso, muitas empresas estão fechando como a Argo, logo é necessária atenção aos mínimos detalhes.

A mineração de criptomoedas quando os preços estão em baixa é complicada de se manter, sendo melhor remunerado quem adotar estratégias fundamentadas para se buscar sucesso.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Leia mais

Verificador de saldo de endereços bitcoin

Verifique o Saldo de Endereços Bitcoin

O Verificador de Saldo de Endereços Bitcoin já está disponível. Desenvolvido no Brasil, o aplicativo permite verificar facilmente o saldo de diversos endereços bitcoin...
ONU (Nações Unidas, Blockchain e Bitcoin)

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Últimas notícias

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...