Mineradores de Bitcoin estão ganhando R$ 277 milhões por dia

Energia Eólica usada na mineração de Bitcoin
Energia Eólica usada na mineração de Bitcoin

Embora o mais recente halving do Bitcoin, ocorrido em maio deste ano, tenha reduzido o número de BTCs gerados por bloco, de 12,5 para 6,25, a atividade de mineração continua rentável graças a alta de preço da moeda digital.

Com 162 blocos minerados nas últimas 24 horas, o valor dos novos 1.012,5 BTC chega a 277 milhões de reais. O grande desafio dos mineradores é enfrentar a concorrência.

Assim como o hashrate sobe conforme o preço do Bitcoin sobe, com mineradores buscando lucros ao ligar mais equipamentos, a dificuldade da rede também limita a geração de novos bitcoins.

Preço e hashrate aumentando

Conforme o preço do Bitcoin dispara, chegando aos 50.000 dólares, a atividade de mineração torna-se mais rentável, fazendo com que mineradores comprem ASICs mais modernas e até mesmo liguem equipamentos mais antigos caso a receita cubra os custos de energia.

Os 162 blocos encontrados nas últimas 24 horas representam uma entrada de mais de 1.000 BTC por dia no mercado, fazendo com que os mineradores ganhem pelo menos 277 milhões de reais diariamente. Além da recompensa, os mineradores também ficam com todas as taxas de transações.

Apesar disso, boa parte desta receita é perdida com gastos energéticos pela maioria dos mineradores. Outros, que usam fontes renováveis e próprias como o caso de El Salvador, conseguem otimizar seus lucros, além de não dependerem de variações do custo da energia.

A grande questão é que quanto mais mineradores entram no negócio, menor é o lucro de todos. Afinal, há um limite de 6,25 moedas por bloco e mesmo que o hashrate suba, a dificuldade de mineração é ajustada para manter um equilibrio de 1 bloco a cada ~10 minutos.

Dificuldade de mineração

A dificuldade de mineração é uma métrica utilizada para determinar o quão difícil é encontrar um bloco. Ou seja, quanto maior a taxa de hash total da rede, maior a dificuldade. Isso implica que a geração de novas moedas tenha um limite, mesmo com a entrada de mais mineradores.

Em tese, cada bloco deve ser minerado a cada 10 minutos, todavia se o hashrate da rede aumentar, os blocos são encontrados mais rápido. Esta métrica da dificuldade é ajustada a cada 2.016 blocos, cerca de 14 dias, para refletir tais mudanças.

Por conta de um hashrate crescente nos últimos dias, o número de novos blocos por dia que deveria estar em 144, hoje está em 162. Sendo provável que a dificuldade de mineração aumente mais de 10% nos próximos dias.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias