Minerar Bitcoin custa 23 vezes menos do que minerar o ouro

Siga no

Um tweet revela que minerar Bitcoin pode custar até 23 vezes menos que minerar o ouro. De um lado temos a criptomoeda mais famosa do mercado, e de outro temos o mineral mais cobiçado do mundo. O que os dois possuem em comum são a sua alta capacidade de reserva de valor. No caso do “ouro digital”, obter a criptomoeda pode ser bem menos oneroso que procurar o ouro através da exploração mineral.

Quando a maioria das pessoas escutam a expressão “minerar o Bitcoin (BTC)” já imaginam a criptomoeda sendo lapidada, assim como acontece com pedras preciosas. Porém, a mineração da moeda digital é realizada totalmente online, dependendo apenas do poder computacional de equipamentos computacionais.

Mineração de ouro custa US$ 105 bilhões anualmente

Segundo a publicação, somente para minerar o ouro são gastos cerca de US$ 105 bilhões na operação todos os anos. Além disso, as informações do tweet mostram que na mineração do ouro são utilizados até 475 milhões de GJ (Gigajoule).


Por outro lado, a mineração de Bitcoin custa bem menos que isso. Segundo a apuração publicada na internet, para minerar a criptomoeda são gastos apenas US$ 4,5 bilhões anualmente. Enquanto isso, o Bitcoin utiliza em sua mineração apenas 183 milhões de GJ.

Minerar o Bitcoin (BTC) é mais barato que reciclar o ouro

A publicação também trouxe também o custo estimado com a manutenção de outros fundos de valor. De acordo com a publicação, até mesmo a reciclagem do ouro é mais cara que a mineração do Bitcoin (BTC) de acordo com o perfil Asimow no Twitter. A pesquisa ainda apontou que sistemas bancários, papel-moeda e até mesmo governos são mais onerosos que o processo de mineração do Bitcoin (BTC).

O Bitcoin e o ouro são as reservas de valor mais cobiçadas nos últimos anos. O Ouro com sua alta capacidade de valorização pode ver o seu reinado ser perdido para o Bitcoin (BTC). Em alguns casos, especialistas preveem que a criptomoeda deverá ultrapassar o ouro em todo o mundo em relação a sua usabilidade como reserva de valor.

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

Golpistas e criptomoedas deveriam “arrumar um quarto”, diz Elon Musk

Os olhos do criptomercado estão focados no perfil de Elon Musk no Twitter, para muitos o magnata que é fundador e CEO Tesla e...

Escolhido de Biden à SEC diz que vai promover inovação das criptomoedas

O atual presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, está aos poucos organizando a sua administração através de diferentes indicações para cargos importantes. Um dos...

CBOE aumenta pressão por ETF de Bitcoin na SEC

A CBOE abriu a porta da SEC com o pé - metaforicamente falando - e jogou na mesa um documento de 102 páginas que...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Escolhido de Biden à SEC diz que vai promover inovação das criptomoedas

O atual presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, está aos poucos organizando a sua administração através de diferentes indicações para cargos importantes. Um dos...

CBOE aumenta pressão por ETF de Bitcoin na SEC

A CBOE abriu a porta da SEC com o pé - metaforicamente falando - e jogou na mesa um documento de 102 páginas que...

Futuro do Ethereum é muito mais incerto que do Bitcoin, diz Antonopoulos

O futuro do Ethereum é uma tela em branco, em comparação com o Bitcoin, disse o especialista veterano, Andreas Antonopoulos, em uma entrevista para...

Michael Burry: Bitcoin é uma bolha especulativa com mais riscos que oportunidades

Atualmente existem muitos touros do Bitcoin evangelizando a moeda digital como uma forma de reserva de valor e como o futuro do dinheiro. Alguns,...

NFT raro do ‘Homer Simpson Pepe’ é vendido por $ 1.7 milhão

No início de 2018, um leilão de Rare Pepes (NFTs colecionáveis de Pepe the Frog) foi realizado em Nova York durante o Rare Art Labs Digital Art Festival. Apesar...