Ministério de Minas e Energia busca profissional blockchain

Processo seletivo interno está com inscrições abertas até o dia 30 de julho, confira!

Siga no
Ministro Bento Albuquerque, de Minas e Energia, e Presidente Jair Bolsonaro
Ministro Bento Albuquerque e Presidente Jair Bolsonaro - Reprodução Bruno Spada / MME

Em busca de inovações, o Governo Federal do Brasil tem estado de olho nas tecnologias emergentes. Uma delas, a tecnologia blockchain, será necessária para profissionais que queiram se candidatar a uma vaga em aberto no Ministério de Minas e Energia.

Com o governo de Jair Bolsonaro (sem partido), o Brasil tem buscado inovações para reduzir custos do estado e aumentar a eficiência. Com o programa Governo Digital, por exemplo, é esperado que boas ações saiam das autarquias, que devem buscar eficiência máxima, principalmente com a crise instalada em 2020.

Em uma live recente, aberta ao público, o Ministro de Minas e Energia no Brasil, Bento Albuquerque afirmou que acredita que o país esteja pronto para a retomada do crescimento. A live organizada pelo Banco Citi, em 2 de julho, mostrou que o ministro acredita que o fim da crise está próximo.

Temos instrumentos e ferramentas para uma boa retomada. As oportunidades existem, o trabalho está sendo feito e tenho muito otimismo. Vejo sinais consistentes da nossa retomada

Ministério de Minas e Energia, de olho na retomada de crescimento do Brasil, traça plano de Transformação Digital que pode até ter blockchain

O Ministério de Minas e Energia, conhecido também apenas por MME, foi criado em 1960 no Brasil. Antes, as atividades deste ministério eram vinculadas à Agricultura, que são os setores de Energia Elétrica, Petróleo, Gás Natural, Geologia, entre outros.

Com setores certamente vitais para os brasileiros, o MME atualmente é comandado por Bento Albuquerque. O ministro tem se mostrado otimista com o futuro do Brasil após a crise do novo coronavírus, em afirmações públicas recentes.

Contudo, para sair da crise mais forte, o MME tem estado de olho na inovação. Chamado de Plano de Transformação Digital do Ministério de Minas e Energia, várias estratégias têm sido traçadas, e até a tecnologia blockchain poderá ser utilizada nas inovações.

Isso porque, ao abrir uma vaga de emprego para o cargo “Tecnologia da Informação & Gestão de Projetos“, uma das exigências foi conhecer sobre blockchain. A vaga é para servidores públicos vinculados ao Ministério de Minas e Energia, que irão receber a gratificação GSISP. Foram abertas 3 vagas para servidores públicos neste processo seletivo.

“1 – Requisitos básicos
– Ser servidor titular de cargo de provimento efetivo, regido pela Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, pertencente aos quadros de pessoal de órgãos e entidades da administração pública federal.
– Cumprir jornada semanal de 40 (quarenta) horas, resguardadas as disposições legais específicas.
– Residir no Distrito Federal ou entorno.
– Ter formação de nível superior, perfil e experiência profissionais compatíveis com as especificações indicadas nos itens 2 e 3 a seguir.”

Várias atividades serão exigidas dos profissionais que forem aprovados para Transformação Digital do MME

De fato, os profissionais aprovados no processo seletivo terão que desenvolver atividades com várias tecnologias. O processo seletivo para ajudar na transformação digital do Ministério de Minas e Energia está com as inscrições abertas ainda.

“Como se candidatar
O recebimento dos currículos será exclusivamente por e-mail até 25/07/2020. Os interessados devem enviar currículo para jairez@mme.gov.br e aege@mme.gov.br com o assunto “Seleção Transformação Digital MME”.
Etapas
A seleção será realizada em 2 (duas) etapas:
Até 30/07: análise de currículo
31/07 a 05/08: entrevista individual com os candidatos selecionados”

A partir do dia 7 de agosto então, os participantes saberão se foram aprovados no processo seletivo do MME. Os aprovados terão que de fato se empenhar nas tarefas, e conhecer bastante de tecnologias, processos, projetos, entre outros.

De fato, a tecnologia blockchain será uma das competências necessárias ao Ministério de Minas e Energia em sua transformação. Além disso, será necessário conhecer Internet das Coisas, Reconhecimento de Voz e Imagens, entre vários outros.

Por fim, confira abaixo a parte do edital que cita a necessidade de conhecer sobre a tecnologia blockchain:

“Utilizar tecnologias avançadas para a transformação digital dos serviços públicos como Internet das Coisas – IOT, Deep Learning, Análise de Grafos, Programação Paralela, Reconhecimento de Voz e Imagens, Processamento de Linguagem Natural, Visão Computacional, Sistemas Cognitivos, Blockchain;”

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Glaidson dos Santos, líder da Gas Consultoria Bitcoin em Cabo Frio

Empresa do “Faraó dos Bitcoins” nega liberação de saques na próxima semana

A GAS Consultoria Bitcoin, empresa do "Faraó dos Bitcoins", Glaidson Acácio dos Santos, nega que vá liberar os saques aos clientes nesta próxima semana. Isso...
Bitcoin em alta. Imagem: ShutterStock

Bitcoin flerta com novo recorde de preço

O Bitcoin atingiu um novo recorde de mais de 62 mil dólares na semana passada, e o sentimento de alta continua aumentando enquanto os...

A Euforia já toma conta do mercado? Sinais na rede Bitcoin dizem ainda não

pesar da Extrema Ganância indicada pelo index medo/ganância, análise em cadeia ainda mostra sinais positivos de acumulação. Historicamente nas altas de preço parabólica nos mercados...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias