Corretora de Bitcoin que faliu em 2014 começa a pagar clientes e pode pressionar o mercado

Nas redes sociais, alguns usuários comemoraram o andamento do processo. Enquanto alguns compartilharam depósitos em suas contas bancárias, outros apontaram que estão recebendo instruções para completar as etapas estão faltando.

A Mt. Gox, corretora de Bitcoin que faliu em 2014, começou a pagar seus antigos clientes. Embora não seja o valor integral, a Mt. Gox possui cerca de 141.000 bitcoins (R$ 27,6 bilhões), número que pode pressionar ainda mais o mercado que opera em queda.

As informações estão circulando no Reddit, onde alguns usuários estão compartilhando e-mails recebidos. Enquanto algumas capturas de tela mostram pedidos de mais detalhes sobre o pagamento, outros compartilharam a entrada de dinheiro em suas contas bancárias.

“Acabei de ser pago! Sou um credor de três dígitos que mora no Japão”, escreveu um deles no subreddit MtGoxInsolvency.

Ex-cliente da corretora Mt.Gox compartilha captura de tela mostrando transferência recebida nesta terça-feira (23). Os valores não foram mostrados. Fonte: Reprodução.
Ex-cliente da corretora Mt.Gox compartilha captura de tela mostrando transferência recebida nesta terça-feira (23). Os valores não foram mostrados. Fonte: Reprodução.

Pagamentos da Mt. Gox podem pressionar o Bitcoin ainda mais

Nesta segunda-feira (22), fontes citaram que a FTX estaria por trás de uma venda bilionária de Bitcoin, o que explicaria a queda do mercado. Já nesta terça-feira (23), a Mt. Gox pode dar sequência a essa pressão vendedora.

Antes de sofrer um grande hack e ir à falência, a Mt. Gox chegou a dominar 92% do volume de negociações de Bitcoin do mundo. Devido à valorização do Bitcoin nos últimos anos, a corretora conseguiu criar um plano para ressarcir parte das perdas de seus clientes.

Embora o processo tenha passado por diversos adiamentos, os pagamentos parecem estar começando. Conforme suas carteiras ainda possuem cerca de 141.000 bitcoins, a notícia pode causar pânico no mercado.

Nas redes sociais, alguns usuários comemoraram o andamento do processo. Enquanto alguns compartilharam depósitos em suas contas bancárias, outros apontaram que estão recebendo instruções para completar as etapas estão faltando.

“Transferências bancárias recebidas em dólares americanos confirmadas no fórum polonês de bitcoin. 2 transferências reportadas em 18 de janeiro (bancos ING e Millennium)”, notou um usuário sobre o depoimento de um europeu.

Transferência bancária da Mt. Gox para um antigo cliente afetado pela sua falência em 2014. Fonte: Reprodução.
Transferência bancária da Mt. Gox para um antigo cliente afetado pela sua falência em 2014. Fonte: Reprodução.

Mesmo que alguns pagamentos estejam sendo feitos em moedas fiduciárias, vale notar que a Mt. Gox poderá vender alguns bitcoins para honrar essas transferências. Portanto, a forma de pagamento é quase irrelevante para o resto do mercado, que deve acompanhar o caso de perto.

“Meu perfil na GOX acabou de mudar, indicando que o pagamento foi iniciado HOJE”, escreveu outro.

Usuário afirma que sua conta na Mt. Gox mudou de estado, indicando que processo de reembolso está em andamento. Fonte: Reprodução.
Usuário afirma que sua conta na Mt. Gox mudou de estado, indicando que processo de reembolso está em andamento. Fonte: Reprodução.

“Novo e-mail — É bom ver que a verificação dos detalhes das exchanges está acontecendo”, escreveu um terceiro. Nos comentários, diversos outros afirmaram que também receberam um e-mail da Mt. Gox.

Usuário do Reddit, ex-cliente da Mt. Gox, afirma que corretora enviou e-mail para ele. Fonte: Reprodução.
Usuário do Reddit, ex-cliente da Mt. Gox, afirma que corretora enviou e-mail para ele. Fonte: Reprodução.

Por fim, embora seja uma boa notícia para aqueles que estão com seus investimentos presos há uma década, é importante acompanhar o preço do Bitcoin. No momento desta redação, o BTC está cotado abaixo dos US$ 39.000.

O caso da Mt. Gox também serve como um alerta para que investidores não usem corretoras como se fossem carteiras. Afinal, embora eles estejam pagando seus ex-clientes, a quantia não chega nem perto do valor total perdido.

Outros que esperam ser reembolsados são os clientes da FTX, que com sorte não precisarão esperar 10 anos e conseguirão uma fatia maior, próxima ao valor total que possuíam na corretora na data de sua falência.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias