Número de Bitcoins enviados para corretoras atinge nível mais alto de um ano

Siga no
Queda Bitcoin
Queda Bitcoin

O Bitcoin atingiu uma faixa de preço que assustou muita gente recentemente, a moeda caiu abaixo do suporte de US$ 50 mil, considerado por muitos o mais importante no nível recente. No entanto esse não foi o único sinal de que estamos entrando em uma área bearish (pressão de queda).

Recentemente o nível de bitcoins sendo enviados para corretoras atingiu o recorde de 2021, indicando que pessoas começaram a vender seus ativos.

Durante a alta histórica que levou a moeda para novos níveis acima de US$ 60 mil, um dos principais indicadores da força da moeda era como os investidores não estavam vendendo seus ativos.

Esse era um fenômeno que vinha acompanhando a moeda digital desde 2020, no entanto, a recente virada com a moeda em baixa pode ser um sinal negativo para o ecossistema.

De acordo com o dados da Glassnode, esse é o nível mais alto de entrada de Bitcoins em corretoras desde 2020, quando a pandemia começou e derrubou o preço do ativo digital.

Valores mais altos de Bitcoin entrando em corretoras. Fonte: Glassnode.

Em março de 2020, ações de todo o mercado caíram, o Bitcoin chegou a ficar abaixo de US $ 6 mil, surpreendendo muitos. Na atual movimentação, é inegável que a moeda esteja sofrendo com esse fluxo para as corretoras, o que refletiu exatamente no preço, que apresenta uma queda de 6% nas últimas 24h.

Hodl versus Panic Sell 

As mãos dos investidores estavam bem firmes até recentemente, mas a queda abaixo de US$ 50 mil realmente parece ter assustado bastante o mercado varejista e talvez até algumas baleias, não é possível saber de onde vem essa onda de vendas.

Além das vendas diretas, há também uma grande quantidade de liquidações de diferentes posições alavancadas no Bitcoin. Tudo isso pode enfraquecer o ecossistema e aumentar a venda por pânico.

No entanto, vale lembrar que esse é um momento que muitos estão com o pensamento oposto e comprando a queda (buy the dip).

PlanB, um dos maiores defensores do Bitcoin no Twitter, chamou a atenção para como essa recente queda se assemelha ao movimento de preço em 2012 e 2016. Mesmo que o passado não seja capaz de revelar o futuro, para quem acompanha análise técnica por gráfico, esse é uma chave importante.

Esse é um momento em que verdadeiramente separa os hodlers dos investidores com uma visão “mais curta” de investimento e menos confiança no ativo digital.

Observação: Essa notícia não deve ser encarada como dica de investimento.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Jack Dorsey, CEO do Twitter e fã do Bitcoin

“Devemos investir agressivamente em Bitcoin”, diz CEO do Twitter para acionistas

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, afirmou nesta sexta-feira (23) que o Bitcoin é muito mais que dinheiro. Ele declarou ainda que vai investir...

Metrô de São Paulo ganha estátua de gorila cibernético que pede criptomoedas

Nos metrôs de São Paulo é possível encontrar diferentes pessoas e diferentes objetos, mas e se você desse de cara com um gorila cibernético...
Amazon

Amazon se prepara para entrar de vez no mercado de criptomoedas

Amazon, a gigante do e-commerce avaliada em 2 trilhões de dólares, está procurando “desenvolver uma estratégia de moeda digital e blockchain”. Ao abrir uma...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias