O princípio de Pareto nas criptomoedas

As duas maiores moedas, BTC e ETH, possuem 79,55% do valor de mercado das dez moedas, por consequência as outras oito criptomoedas (ADA, BNB, XRP, SOL, DOT, DOGE, AVAX e UNI) ficam com 20,44% do total, se aproximando da regra 80/20.

Principio de Pareto
Principio de Pareto

O princípio de Pareto foi desenvolvido por Joseph Moses Juran após estudar anotações do economista Vilfredo Pareto, tais notas apontavam que cerca de 80% das terras na Itália pertenciam a cerca de 20% da população e que, em seu jardim, aproximadamente 20% das vagens eram responsáveis pela geração de ~80% do total de ervilhas.

Esta regra pode ser observada em vários campos, incluindo economia através da distribuição de riqueza, segurança através da relação entre perigos e acidentes, além de outros setores como computação e vendas.

Por exemplo, em 2010, a Microsoft descobriu que 20% dos bugs mais reportados eram responsáveis por 80% dos erros. Assim como 20% dos perigos, relacionados a segurança do trabalho, correspondem a 80% dos acidentes.

Além disso, muitas empresas utilizam o princípio de Pareto em sua estratégia de marketing, pois é estimado que 20% dos produtos correspondem a 80% das vendas.

Valor de mercado das criptomoedas

Segundo o princípio de Pareto, as 20% maiores criptomoedas teriam 80% do valor total de mercado, todavia com mais de 10.000 moedas, esta porcentagem é ainda maior visto que apenas as 10 maiores, em vez das 2.000 criptomoedas já possuem os 80%.

Isso nos leva a dois cenários, o primeiro é que as 8.000 moedas valorizariam a ponto de valer 2 trilhões de reais, 20% dos atuais 10 trilhões totais. O segundo é que estas moedas vão desaparecer, enxugando o número de moedas no mercado.

O segundo cenário parece fazer bem mais sentido já que muitas dessas mais de 10.000 criptomoedas nem sequer têm volume de negociação, apresentando valores falsos.

Isso pode ser reforçado se pegarmos o valor de mercado das dez maiores criptomoedas, excluindo as stablecoins. As duas maiores moedas, BTC e ETH, possuem 79,55% do valor de mercado das dez moedas, por consequência as outras oito criptomoedas (ADA, BNB, XRP, SOL, DOT, DOGE, AVAX e UNI) ficam com 20,44% do total, se aproximando da regra 80/20.

Distribuição de riqueza

Embora os saldos de todas as carteiras de Bitcoin sejam públicos, é impossível saber quem são os donos de tais quantias, bem como quantos bitcoins estão perdidos para sempre por perda de chaves-privadas, etc. Isso impossibilita uma análise perfeita do princípio de Pareto em relação à distribuição de riqueza.

Lista de carteiras de Bitcoin. Fonte: bitinfocharts

Assim como uma única carteira de uma exchange, ou outro serviço, pode conter montantes de milhões de usuários, outros usuários utilizam mais de uma carteira, um bom exemplo é o próprio Satoshi, embora se estime que ele tenha 1.000.000 BTC, esse montante está separado em várias carteiras.

Dito isto, embora seja impossível obter dados precisos sobre a distribuição de riqueza do Bitcoin, e que a regra do 80/20 não é absoluta, é importante notar que as baleias continuam acumulando BTC em baixas, assim como empresas e agora também o país El Salvador.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias