Pirâmides de Bitcoin em Cabo Frio repercutem no Fantástico

Após morte de trader e tentativa de assassinato de outros dois, grande investigação está sendo conduzida na região.

Siga no
Praia do Forte em Cabo Frio Pirâmide de Bitcoin
Praia do Forte, em Cabo Frio.

O crescimento de pirâmides de Bitcoin em Cabo Frio e região chamaram atenção do Fantástico, que foi até a cidade mostrar a realidade. Vale o destaque que este foi o programa de maior audiência na noite do último domingo (15) no Brasil.

A reportagem lembrou que a cidade é famosa por suas praias bonitas, mas essa beleza natural acabou atraindo empresas que ofertam investimentos irreais para seus clientes.

Dessa forma, casos de violência começaram a chamar atenção das autoridades, que investigam até se há uma “disputa territorial” dessas pirâmides financeiras na região dos Lagos.

O ápice dos problemas foi a morte de um trader, Wesley Pessano, nas últimas semanas, que foi brutalmente assassinado em um Porsche enquanto ia cortar o cabelo.

Empresas prometem até 30% ao mês, mas podem ser pirâmides de Bitcoin atuando no mercado, destacou Fantástico

O problema das pirâmides financeiras não é novo no Brasil e essas empresas já atuaram em vários setores. Avestruz Master, Boi Gordo, Telexfree são só alguns dos nomes que já marcaram o mercado de investimentos brasileiro, com promessas descabidas de rentabilidade fixa.

Com a criação do Bitcoin, em 2009, algumas empresas fraudulentas começaram a associar nos últimos anos as promessas de ganhos com a moeda digital. Assim, para muitas pessoas no Brasil hoje, a sensação que fica é que essa criptomoeda é apenas uma fraude.

Reforçando essa imagem então empresas de Cabo Frio, possíveis pirâmides financeiras, foram acompanhadas pelo Fantástico em uma reportagem exclusiva no último domingo.

Após a morte do trader, uma força tarefa policial começou as investigações na região. Na última semana, por exemplo, o dono da X6 Capital foi preso pelas autoridades, empresa que pode ser uma das investigadas atualmente em Niterói. Em nota, a empresa afirmou que a prisão foi descabida.

A Ares Traders, de Wesley Pessano já fechou as portas após a morte de seu sócio e não foi encontrada pela reportagem.

Outra que encerrou suas atividades na região foi a Black Warrior (BW), que recentemente viu um ataque ser cometido contra seu líder, que estava em um BMW blindado e não sofreu ferimentos. Alguns clientes dessa empresa até protestaram armados quando perceberam o fim do possível esquema. Ninguém dessa empresa foi encontrada para comentar o caso.

O que chamou atenção das investigações é que os clientes dessas empresas podem ser quase os mesmos, em grande parte. Em Cabo Frio, pessoas chegaram a pegar empréstimo e até vender terrenos para investir nas pirâmides regionais.

Maior empresa da região e é alvo das investigações da força tarefa é a ‘GAS Consultoria Bitcoin’

O Fantástico conversou com o delegado Maurício Mendonça, que citou o modo de funcionamento dessas pirâmides de Bitcoin da região, que estão sob investigação. De acordo com ele, as empresas captam recursos, mas estes são desviados dos investimentos que prometem realizar.

Apontada como uma empresa de lavagem de dinheiro pela investigação conjunta das delegacias, o Fantástico apurou que a ‘GAS Consultoria Bitcoin’ é a que mais possui clientes na região, com promessas de 10% ao mês sendo feitas aos clientes.

O sócio dessa empresa, Glaidson Acacio Dos Santos, chegou a ser procurado pelo Fantástico, mas acabou desistindo de conceder a entrevista. Em 2020, essa empresa foi citada como um esquema de pirâmide pelo portal Suno Notícias e seu advogado.

Após os recentes episódios de pirâmides com Bitcoin, a região de Cabo Frio está sendo chamada até de “Novo Egito”, em alusão as construções dos faraós.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
LNBTC

Usuário avisa empresas sobre falha em serviços de custódia da Lightning Network

Reckless Satoshi, um usuário do Reddit, fez uma postagem relatando que serviços de custódia que trabalham com a Lightning Network tinha um ponto de...
Ethereum. (Imagem: Adobe Stock)

Pânico? R$6,6 bilhões em Ethereum saíram das exchanges na semana passada, R$4,2 bi voltaram...

Na quarta-feira passada, dia 15 de setembro, cerca de 363.240 ETH foram sacados de exchanges centralizadas, ontem, no entanto, 258.050 ether voltaram para endereços...
Mulher em pânico vendo gráfico do Bitcoin em queda medo China SP500

Risco de calote na China leva índice do bitcoin de volta ao medo

Alguns índices que medem do desempenho dos mercados acabaram mostrando uma realidade interessante. Dois que podem ser destacados são o Índice de Medo e...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias