BC de Portugal concede licença para duas corretoras de Bitcoin e entra para história

Primeiro país da Europa a permitir funcionamento de corretoras de Bitcoin abre portas para que moeda seja amplamente aceita.

Siga no
Bandeira de Portugal e Bitcoin
Bandeira de Portugal e Bitcoin

O Banco Central de Portugal, na contramão de muitos países pelo mundo, autorizou duas corretoras de Bitcoin a funcionar. Dessa forma, as atividades das empresas passam a ser legais no país.

No caso do Brasil, por exemplo, o BCB ainda não reconhece a legitimidade do Bitcoin. Mas tudo mudou após El Salvador ser o primeiro país a legitimar a moeda digital, considerada hoje de curso legal.

Ao legalizar duas corretoras, Portugal se torna o primeiro da Europa a legalizar as atividades de empresas do setor. Vale notar que o Banco Central Europeu é contra o Bitcoin.

BC de Portugal autoriza o funcionamento de duas corretoras de Bitcoin

As duas corretoras receberam a novidade com felicidade nos últimos dias, que foram a CriptoLoja e Mind The Coin.

A CriptoLoja, com sede em Estoril, acabou publicando que se tornou a primeira corretora de Bitcoin a ter autorização do Banco Central de Portugal, afirmando que em breve terá mais novidades para contar.

Já a Mind The Coin, com suas operações principais sendo em Braga, foi outra que obteve a aprovação da autoridade monetária local. Ela disse que foram longos 9 meses de espera até ser aprovada pelo Banco de Portugal.

Ambas as corretoras foram as únicas aprovadas pela autoridade, que analisou cinco pedidos de empresas ligadas ao Bitcoin. Vale notar que as duas exchanges negociam criptomoedas em troca de euro, a moeda oficial do bloco europeu.

A aprovação de empresas financeiras em Portugal devem ser avaliadas pelo supervisor monetário em até seis meses. Dessa forma, a concessão de licença para operar foi dada praticamente no fim do prazo, afirmou o portal português Dinheiro Vivo.

Demora para obter autorização em Portugal pode afastar novos negócios

Apesar da felicidade das empresas que obtiveram o registro em Portugal ser positiva para o Bitcoin, a visão macro da situação ainda está longe de ser boa para o mercado local.

Isso porque, especialistas avaliam que a demora de quase nove meses para obter um registro afasta novos negócios. Como o mercado de criptomoedas é dinâmico, em nove meses um negócio pode não ter mais condições de operar.

O presidente de Portugal, Mário Centeno, havia dito, em sua posse no início de 2020, que o Bitcoin é um desafio para os bancos centrais e que o setor seria duramente regulamentado.

No entanto, Portugal prevê o uso de criptomoedas e blockchain no setor bancário, ou seja, com uma eventual melhora nos processos, a obtenção de novas licenças poderia ser ampliada e concedida em menos tempo.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Vista da cidade de Miami

Criptomoeda de Miami será listada em primeira grande corretora

A cidade de Miami está para lançar sua própria criptomoeda, que já recebeu a confirmação de que será listada em uma grande corretora do...

ETF 100% Ethereum estreia hoje na B3

Nesta quarta (04) foi lançado o ETF 100% Ethereum na B3, bolsa brasileira. O fundo foi desenvolvido pela gestora QR Asset Management, a mesma...

Dotz vai permitir que clientes troquem pontos por bitcoin

A Dotz, uma das principais gestoras de pontos de fidelidade do Brasil, com uma grande quantidade clientes, pode ser mais uma forma de aproximar...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias