Regulador financeiro do Japão diz que Binance está operando sem registro

Siga no
Binance-Smart-Chain
Binance-Smart-Chain

A Agência Financeira do Japão (FSA), maior autoridade reguladora do país asiático, emitiu um alerta oficial afirmando que a maior corretora do mundo está atuando no local sem as permissões necessárias.

Desde 2017 a FSA realiza um processo de registro no Japão em que todas as companhias ligadas ao criptomercado devem se submeter. Com isso, empresas sem registro não podem oferecer serviços financeiros no país, e de acordo com a FSA esse é o caso da Binance, que não tem registro correto com as autoridades.

Não é a primeira vez que o FSA alerta a Binance, com o primeiro sendo emitido ainda em 2018. Curiosamente, após ter sido alertada pela autoridade japonesa em 2018, a Binance mudou sua “sede” para Malta e depois para as Ilhas Cayman. Uma das defesas da Binance sempre foi o fato de que “a empresa não possui uma sede”, por isso não deve ser submetida à certas regulamentações.

No entanto, em qualquer país com regulamentação financeira é necessário estar completamente de acordo com todas as normas relacionados à entidade regulatória. Com isso, pode ser que a Binance sofra algum tipo de punição por lá.

A Binance e os problemas regulatórios

A Binance é a maior corretora do mundo e um dos principais players dentro do criptomercado, sendo uma das instituições mais importantes para o ecossistema. No entanto, mesmo com essa importância, ela não costuma passar pelo escrutínio de diferentes autoridades.

Recentemente o Regulador Financeiro da Alemanha também emitiu um alerta contra a Binance e até mesmo aqui no Brasil há diferentes divergências sobre o que a empresa segue ou não em relação às normas determinadas pela Receita Federal.

Essa é uma atitude de “dois lados”, o primeiro é um que agrada muitos investidores e cypherpunks ao redor do mundo. Afinal, o Bitcoin nasceu com a ideia de fugir dos reguladores, do controle do estado, então uma corretora que faz justamente isso com certeza é bem querida entre quem mantém esse pensamento sobre o Bitcoin.

Mas por outro lado, isso representa um risco para os clientes (principalmente aqueles que não ligam para a parte libertária da criptomoeda), que podem ter problemas caso a corretora sofra alguma sanção por alguns desses órgãos reguladores.

Esse atrito com reguladores já chegou a momentos perigosos, como nos EUA e às ameaças de investigação pela CFTC

É bem possível que esse novo alerta não afete a Binance ou a faça mudar de ideia sobre suas ações. No entanto, nada impede que no final das contas, isso não acabe em uma perigosa bola de nova.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

O Ethos de um Bitcoinheiro

Desde que eu caí na toca do coelho, algo sempre chamou a minha atenção: como os bitcoinheiros possuem um ethos próprio bastante particular. Primeiro,...
Moedas físicas de Bitcoin em várias cores

Fundo de Investimentos em Cingapura anuncia compra de Bitcoin “físico”

Um fundo de investimentos baseado em Cingapura anunciou uma nova compra de Bitcoin "físico", o que causou surpresa no mercado local. O setor financeiro tradicional...
Jogador do Flamengo Gabriel Barbosa

Token do Flamengo despenca após derrota para o Palmeiras na Libertadores

Nas últimas 24 horas, o fan token do Flamengo despencou mais de 27%, após o clube ser derrotado pelo Palmeiras na final da Copa...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias