Ripple negocia com BCs desenvolvimento de moedas digitais nacionais

O gerente geral da Ripple também falou sobre os esforços em andamento para resolver o atrito com a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC).

Siga no
Criptomoeda Ripple Blockchain
Pexel: Ripple

A Ripple está negociando com bancos centrais do mundo todo o uso da tecnologia XRP Ledger como base para moedas digitais nacionais (CBDC). O anúncio foi feito pelo gerente geral da RippleNet, Ashish Birla.

“CBDCs serão um grande impulso para a adoção da tecnologia Ripple. Estamos em processo de discussão da estratégia com vários bancos centrais ao redor do mundo”, explicou o gerente da Ripple em um podcast.

Birla falou sobre como a pandemia contribuiu para a expansão no número de participantes da RippleNet. Segundo ele, a rede vai além dos pagamentos e não vai prejudicar os negócios da empresa.

Moedas digitais nacionais (CBDC)

Bancos centrais do mundo todo estão em processo de desenvolvimento de moedas digitais nacionais. A maioria dos países utiliza tecnologia própria, como é o caso da China e Brasil.

Porém, existem países que estão usando como base redes blockchains que já estão disponíveis no mercado. Um exemplo é a Ucrânia, que vai usar a rede da Stellar para desenvolver sua moeda nacional.

A rede Stellar é uma plataforma de código aberto que tem praticamente as mesmas características da Ripple. Isso acontece porque a moeda é um fork da XRP.

Então a Ripple tem sim o potencial de ajudar bancos centrais a criar moedas digitais nacionais, parece apenas que ela estava dormindo no ponto e deixou a sua maior concorrente sair na frente.

As moeda digitais nacionais possuem algumas semelhanças com as criptomoedas, como o fato de terem transações rápidas e com custos baixos, a diferença principal é que no caso das CBDCs, quem controla tudo é a autoridade central, no caso, o Banco Central.

Isso significa que o BC pode criar mais moedas a qualquer momento e vigiar as transações dos usuários. No caso das criptomoedas descentralizadas, como o Bitcoin, a oferta é limitada e os usuários podem adotar medidas para não ter transações vigiadas.

O papel da Ripple ao colaborar com um banco central para a criação de uma moeda nacional é fornecer a infra estrutura de pagamentos e a tecnologia, não se trata, portanto, do token XRP, mas sim da tecnologia da empresa que é conhecida como XRP Ledger.

O token XRP não deveria valorizar após uma confirmação de uma parceria com um banco central, afinal, o banco central não vai utilizar esse token. Contudo, o mercado tende a reagir positivamente quando qualquer empresa do mercado realiza parceria com outras empresas ou governos.

Processo contra SEC

O gerente geral da Ripple também falou sobre os esforços em andamento para resolver o atrito com a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC).

Ele citou que a Ripple apresentou uma resposta ao processo da SEC, na qual ofereceu ao regulador americano uma explicação da discrepância entre o Bitcoin e o Ethereum na definição de um título. O token XRP valorizou 45% após a Ripple se defender do processo da SEC.

Ele citou que o CEO da Ripple, Brad Garlinghouse, está trabalhando com a nova liderança do regulador para resolver as incertezas jurídicas.

“Garlinghouse expressou confiança de que mesmo o reconhecimento do XRP como um título não prejudicaria os negócios da empresa.”

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

DeFi: três setores de grande potencial

De acordo com dados da Messari, o volume trimestral das Corretoras Descentralizadas (DEXs) no final do segundo trimestre de 2021 foi de R$ 2...
Criptomoeda Tether com sinais vermelhos

Michael Burry faz alerta sobre criptomoeda Tether

O lendário trader Michael Burry compartilhou em seu Twitter que a criptomoeda Tether pode estar no meio da confusão da Evergrande na China. Vale notar...
Dedo encostando em aplicativo da Binance

Binance está sendo investigada por manipulação de mercado, diz Bloomberg

A maior corretora de criptomoedas do mundo, Binance, está sendo investigada nos Estados Unidos por suposta manipulação de mercado e inside trading, de acordo...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias