Segredo ‘mais mal guardado do Bitcoin’ está prestes a impactar o preço, diz Dan Morehead

Dan Morehead sugere que, embora os ETFs de Bitcoin possam trazer uma nova onda de investidores e uma maior legitimidade para a criptomoeda, os operadores do mercado devem ser cautelosos e considerar a história ao fazer suas jogadas.

Dan Morehead, fundador da Pantera Capital, uma das maiores empresas de criptomoedas do mundo, destacou recentemente o que ele chama de “o segredo mais mal guardado do Bitcoin” — a iminente aprovação de ETFs (Fundos Negociados em Bolsas) de Bitcoin à vista.

O “segredo” ao qual Morehead se refere é a expectativa de que, em breve, os investidores poderão ter acesso aos ETFs lastreados diretamente em Bitcoin, ao contrário dos atuais ETFs baseados em contratos futuros.

A aprovação dos ETFs é considerada um grande passo para a adoção mainstream da moeda digital, ao oferecer uma forma mais direta e regulamentada para os investidores tradicionais entrarem no mercado de criptomoedas.

No entanto, Morehead adverte sobre a estratégia clássica de mercado conhecida como “comprar no boato, vender na notícia”. Esta abordagem sugere que, frequentemente, o preço de um ativo tende a subir na antecipação de um evento importante (o “boato”) e depois cai após a concretização do evento (a “notícia”).

“A teoria é que se a maioria dos investidores interessados ​​num evento iminente antecipam esse desenvolvimento e compram, então, quando se chega ao evento real [aprovação dos ETFs], não há vendedores naturais, com muitos dos compradores já esgotados.” — diz Morehead.

“Compre o boato, venda o fato”

A expectativa é que a chegada dos ETFs de Bitcoin à vista possa gerar uma grande movimentação inicial no mercado, com um possível aumento no preço do Bitcoin devido à antecipação.

Contudo, Morehead alerta que os investidores devem estar atentos à possibilidade de uma correção de preço logo após o lançamento efetivo de tais ETFs.

A perspectiva de Morehead é particularmente relevante em um mercado que tem visto o Bitcoin passar por ciclos de altas e baixas extremas.

Ele sugere que, embora os ETFs de Bitcoin possam trazer uma nova onda de investidores e uma maior legitimidade para a criptomoeda, os operadores do mercado devem ser cautelosos e considerar a história ao fazer suas jogadas.

Morehead relembra eventos anteriores, como o lançamento dos futuros de Bitcoin pela CME e a listagem pública da Coinbase, onde padrões semelhantes foram observados.

“O Bitcoin subiu 2.448% desde o anúncio da listagem dos contratos futuros…” observou Morehead, acrescentando que a moeda digital caiu 84% a partir do momento que finalmente ganhou seu primeiro ETF de futuros.

“Os mercados repetiram exatamente o mesmo ciclo antes da listagem pública da Coinbase. Toda a indústria se deleitou com o anúncio da listagem da empresa na bolsa. O bitcoin subiu 848% até o dia da listagem e atingiu um pico de US$ 64.863, mas caiu -76% nos dias seguintes.”

Lançamento contratos futuros de Bitcoin na CME (Imagem: Pantera Capital)
Lançamento contratos futuros de Bitcoin na CME (Imagem: Pantera Capital)
Listagem Coinbase na Bolsa (Imagem: Pantera Capital)
Listagem Coinbase na Bolsa (Imagem: Pantera Capital)

Ciclo de alta deve durar até novembro de 2025

Apesar de começar seu texto pedindo que os investidores tenham cautela com a possível queda de curto prazo do Bitcoin, Morehead traçou um cronograma otimista de quanto tempo poderá durar o próximo ciclo de alta, fazendo um paralelo entre os ETFs de ouro.

Segundo ele, os ETFs de ouro, como o GLD e o iShares Gold Trust, revolucionaram o investimento no metal precioso, tornando-o acessível e atraente para um público mais amplo.

O bilionário sugere que a chegada dos ETFs de Bitcoin à vista pode ter um efeito semelhante no mercado de criptomoedas.

O ponto central é que, assim como os ETFs de ouro abriram o metal precioso para investidores que de outra forma não teriam acesso ou interesse, os ETFs de Bitcoin podem fazer o mesmo pelo Bitcoin.

Isso não apenas aumentaria a demanda e o interesse pelo Bitcoin, mas também legitimaria ainda mais a criptomoeda como uma classe de ativos viável, semelhante ao que aconteceu com o ouro nos anos 2000.

Outro aspecto crucial da análise de Morehead é a observação dos ciclos de 4 anos do Bitcoin, que ele atribui à natureza de seu fornecimento e distribuição programados.

Esses ciclos são caracterizados por períodos de alta rápida seguidos por correções acentuadas, muitas vezes coincidindo com os eventos de halving do Bitcoin, onde a recompensa por bloco minerado é reduzida pela metade.

Ciclos de 4 anos do Bitcoin (Pantera Capital)
Ciclos de 4 anos do Bitcoin (Pantera Capital)

A previsibilidade desses ciclos de quatro anos tem sido um ponto de interesse para investidores e analistas de criptomoedas. Morehead aponta que, historicamente, os picos e fundos do mercado têm seguido esses ciclos com uma precisão notável.

Segundo ele, os halving do Bitcoin criaram um padrão que sugere que o mercado de alta durará até cerca de 1º de novembro de 2025, pouco menos de dois anos a partir de agora.

“As altas ocorreram 23 dias após a média de alta do mercado de 1.076 dias (2,95 anos). A mesma tensão no lado negativo — os mercados em baixa terminam dentro de 24 dias da média de 382 dias (1,05 anos). **SE** o desempenho passado fosse um preditor do futuro, o ciclo de alta durará até 1º de novembro de 2025.”

Ciclos de alta do Bitcoin Ciclos de 4 anos do Bitcoin (Pantera Capital)
Ciclos de alta do Bitcoin Ciclos de 4 anos do Bitcoin (Pantera Capital)

Por fim, a análise de Morehead oferece insights importantes sobre onde o mercado de Bitcoin está atualmente e para onde ele pode estar indo.

Com a potencial introdução de ETFs de Bitcoin e a continuação de seus ciclos de quatro anos, o futuro do mercado parece tanto promissor quanto sujeito a uma série de mudanças dinâmicas.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias