STJ ainda analisa decisão que obrigou Santander a devolver R$ 1,4 milhão para o Mercado Bitcoin

O caso, que corre na Justiça desde 2018, está nas mãos do ministro Ricardo Villas Bôas Cueva

-

Siga no
(Foto: divulgação)
Anúncio

O Santander e a exchange Mercado Bitcoin travam uma disputa na Justiça desde o começo de 2018. O motivo é o bloqueio de R$ 1,4 milhão da conta que a corretora tinha no banco espanhol, feito sem qualquer ordem judicial.

Em decisão daquela época, a Justiça de São Paulo ordenou a instituição bancária a devolver o montante milionário para a exchange. Como o caso corria em 1 ª instância, o banco recorreu, mas perdeu de novo.

Mesmo depois de ser derrotado em duas instâncias, o Santander não desistiu e levou a briga judicial para o STJ (Superior Tribunal de Justiça). O banco e a corretora de criptomoedas informaram que não comentam ações em andamento.

Caso Mercado Bitcoin versus Santander está nas mãos do ministro Ricardo Villas Bôas

Anúncio

O caso foi distribuído ao STJ em fevereiro deste ano.

No final de abril, a Coordenadoria de Análise e Classificação de Temas Jurídicos e Distribuição de Feitos do órgão encaminhou os autos para o ministro Ricardo Villas Bôas Cueva. O caso ainda não foi analisado.

A assessoria de imprensa do STJ informou à reportagem do Livecoins que, como o processo foi enviado para o ministro há pouco tempo, a análise não será feita nos próximos dias ou meses, já que há outras ações na fila para serem julgadas.

Portanto, não há previsão para a divulgação de uma sentença.

Entenda o caso Mercado Bitcoin versus Santander

De forma unilateral, o Santander encerrou a conta do Mercado Bitcoin no final de 2017. Na época, a exchange – considerada uma das maiores corretoras de criptomoedas do Brasil – tinha quase R$ 2 milhões na instituição bancária.

Ao dar um fim no relacionamento com a empresa, o banco espanhol devolveu apenas R$ 600 mil que havia na conta do Mercado Bitcoin, retendo cerca de R$ 1,4 milhão do negócio.

Por causa do bloqueio, a exchange entrou com uma ação na Justiça de São Paulo, pedindo a devolução dos valores.

Santander alegou que pode ter havido fraude

Na época, o banco informou que os valores foram retidos por causa da existência de uma suposta fraude bancária, que teria permitido a transferência de recursos de outros dois correntistas do próprio Santander para a conta do Mercado Bitcoin.

Para justificar o bloqueio, o banco se valeu da legislação contra fraudes e lavagem de dinheiro, que determina que as instituições financeiras informem a origem dos recursos e das transações operadas.

Nos autos, defesa do Mercado Bitcoin disse que responsabilidade deve ser do banco

A defesa da exchange informou, nos autos do processo, que mesmo que tenha existido fraude, a responsabilidade deveria ser do banco, e não da corretora.

“(…) a transferência indevida de valores feita de conta de correntistas para outro cliente (…) violou-se o sistema de segurança que o banco disponibiliza para seus clientes, devendo ele se responsabilizar pelos danos ocorridos aos correntistas vítimas da alegada fraude, não podendo empurrar o prejuízo para a autora, que, repita-se, nada tem a ver com o que ocorreu”.

Na petição inicial do caso, os advogados do Mercado Bitcoin também lembraram que os bancos respondem objetivamente por fraudes ocorridas nas contas de seus clientes. A responsabilização das instituições bancárias é confirmada na súmula 479 do STJ.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Lucas Marins
Lucas Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).

Leia mais

Investimento em prejuízo no Brasil

Investimento mais conservador do Brasil dando prejuízo

Muitos que procuram investir nas criptomoedas, como Bitcoin, por exemplo, acreditam que a moeda oferece grandes riscos como reserva de valor. Mas na pandemia...
Bitcoin é a maior moeda digital do mundo

Como a crise ajudou na popularização do Bitcoin?

Com a notícia da pandemia do coronavírus todo o mercado de investimentos tradicional e digital foi impactado com a notícia. Sendo assim, as criptomoedas...

Influenciadores do TikTok receberam R$ 2.7 milhões promovendo golpes

Alguns criadores de conteúdo do TikTok estavam promovendo aplicativos com Adwares e Cavalos de Tróia embutidos. O dinheiro arrecadado pelos influenciadores com a promoção...

Últimas notícias

Binance Webinar em Português fala sobre game baseado em Bitcoin

A Binance organizou um evento para a próxima quinta-feira no Brasil. O webinar da Binance, em português, falará sobre games e cripto, fazendo a...

Como a crise ajudou na popularização do Bitcoin?

Com a notícia da pandemia do coronavírus todo o mercado de investimentos tradicional e digital foi impactado com a notícia. Sendo assim, as criptomoedas...

Influenciadores do TikTok receberam R$ 2.7 milhões promovendo golpes

Alguns criadores de conteúdo do TikTok estavam promovendo aplicativos com Adwares e Cavalos de Tróia embutidos. O dinheiro arrecadado pelos influenciadores com a promoção...