VP da Visa diz que empresa quer unir criptomoedas com moeda fiduciária

"Podemos facilitar o acesso aos mercados de NFT", disse o executivo.

Siga no
Bitcoin, Visa e Dólar ao fundo
Bitcoin, Visa e Dólar ao fundo

Em uma fala no evento Digital Money Meeting 2021, o VP da Visa no Brasil afirmou que a empresa quer unir as criptomoedas com as moedas fiduciárias, participando ativamente das inovações em meios de pagamentos.

Percival Jatobá é o Vice-Presidente de Soluções e Inovação da Visa do Brasil, responsável por liderar a prospecção de novos negócios para a gigante multinacional, que atua no setor de pagamentos comercial desde sua fundação, em 1958.

Jatobá disse em maio de 2021 que a “Visa não é uma inimiga das criptomoedas“, deixando claro que a empresa já tinha interesse neste ecossistema de inovação.

Vale o destaque que a Visa chamou atenção mundial nos últimos dias, ao anunciar pela primeira vez a aquisição de um Crypto Punk, um NFT que faz homenagens ao movimento musical do punk rock.

Percival Jatobá, VP de Inovação da Visa no Brasil
Percival Jatobá, VP de Inovação da Visa no Brasil/Reprodução: Digital Money Meeting 2021

VP da Visa diz que criptomoedas e moedas fiduciárias poderão ser unidas por empresa

Grandes empresas adotam cada vez mais o Bitcoin e demais criptomoedas como meio de pagamento. Com essa realidade crescente, corporações que atuam na intermediação de transações já começam a trilhar seus passos neste mercado.

Este é o caso da Visa, por exemplo, que poderá unir o mercado de criptomoedas com as moedas fiduciárias, segundo fala do VP da empresa no Brasil.

Mirando as inovações, a Visa já havia começado a processar transações com a stablecoin USDC, criada pela Coinbase e Circle nos Estados Unidos, em março de 2021.

“A gente também pode processar stablecoin. Esse foi o primeiro grande passo e talvez outras mais venham”.

De acordo com Percival, já são 50 empresas parceiras da multinacional a utilizarem os serviços ligados a essa criptomoeda. O VP disse que as empresas parceiras possam emitir e aceitar cartões, criando soluções inovadoras de pagamentos para o mercado de criptomoedas.

Percival disse ainda que a Visa está oferecendo uma suíte de APIs com serviços de valor agregado para seus clientes do ambiente de criptomoedas.

Mesmo assim, o executivo destacou que o mais importante nas ações da Visa em relação ao mercado de criptomoedas é oferecer educação sobre o tema, principalmente da ótica técnica dessas inovações.

“O que a gente precisa é fazer com que o maior número possível de pessoas e usuários entendam a jornada, e que essa jornada seja o mais fluída possível, então esse é um outro papel que a Visa vem desempenhando”.

O VP da Visa no Brasil destacou que o mercado de criptomoedas tem um futuro promissor, podendo ser unido com as moedas fiduciárias. Jatobá destacou que todas as ações da companhia no mercado de moedas digitais são feitas de comum acordo com reguladores.

Ele destacou que a rede da Visa consegue processar 65 mil transações por segundo, podendo ser potencializada com as criptomoedas.

Executivo comentou que o mercado de NFTs é de interesse da Visa

Além de falar do potencial de inovação da Visa com a chegada no mercado de criptomoedas, Percival Jatobá comentou sobre a recente aquisição da empresa de um Crypto Punk.

De acordo com o executivo, esse é mais um mercado comercial que chama atenção da companhia, que pretende entender mais sobre o funcionamento e até entrar neste setor.

“Facilitar o comércio entre um comprador e vendedor é o que a Visa faz a mais de 60 anos e, modéstia parte, a gente faz com excelência e é o líder deste mercado. Então, a gente é a rede que trabalha para todos e o NFT não é exceção. Tem todo um contexto de crescimento rápido do NFT Commerce e toda uma questão tecnológica do blockchain e de criptoeconomia que a Visa oferece como uma empresa de tecnologia, como a custódia de chaves privadas e auditoria tecnológica que estamos inseridos.”

O VP da Visa no Brasil disse até que a companhia pode facilitar o acesso aos mercados de NFTs, complicados para alguns usuários ainda. Para o executivo, a Visa entende que além de dar o suporte a uma stablecoin e ao mercado de NFT, há mais passos a serem dados neste mercado de criptomoedas.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Criptomoeda Dogecoin

Elon Musk curte que cinema planeja aceitar Dogecoin

Elon Musk curtiu uma publicação de que a maior rede de cinemas do mundo planeja aceitar Dogecoin como meio de pagamento, a rede AMC...

Presidente da SEC diz que criptomoedas só valem algo porque alguém vai querer comprar...

O Presidente da SEC, Gary Gensler, novamente voltou a falar sobre o criptomercado e sobre as moedas digitais. Desta vez Gensler demonstrou estar bem menos...
Binance sob pressão Brasil

Binance anuncia fim de negociações de derivativos na Austrália

A Binance é a maior corretora de criptomoedas do mercado global e com certeza um importante pilar para todo o setor. No entanto, com...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias