WhastApp Pay chega com exclusividade ao Brasil nesta segunda, confira

Anúncio foi feito por Mark Zuckerberg!

Siga no
WhatsApp Pay é lançado no Brasil
WhatsApp

O serviço WhatsApp Pay foi oficialmente lançado pelo Facebook nesta segunda (15), sendo o Brasil o primeiro país a receber a novidade. O anúncio foi feito pelo CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, em sua rede social.

Em 2020, o Facebook esperava lançar a sua própria criptomoeda, a Libra, que seria uma maneira de ajudar os desbancarizados a ter acesso ao sistema financeiro global. Contudo, após inúmeros problemas com regulamentação, a ideia passa por algumas reformulações e já teve que ser adiada.

Enquanto a Libra não chega, o Facebook anunciou um novo sistema de pagamentos digitais. Chamado de Facebook Pay, o desenvolvimento dessa inovação começou em 2019, que terá o funcionamento semelhante ao Samsung e Apple Pay.

WhatsApp Pay começa a funcionar com exclusividade no Brasil

Muitos na área de tecnologia tem a sensação que o Brasil recebe as inovações após todos os outros países. Contudo, nesta segunda o país foi o primeiro a receber um destaque feito pelo Facebook, empresa que controla uma série de redes sociais.

Ao realizar o anúncio do WhatsApp Pay em seu Facebook, Mark Zuckerberg afirmou que o Brasil será o primeiro país a receber a tecnologia. Dessa forma, enviar e receber dinheiro terá a mesma facilidade já vista no envio e recebimento de uma foto.

Imagem do WhatsApp Pay é divulgada por Mark Zuckerberg, CEO do Facebook
Imagem do WhatsApp Pay é divulgada por Mark Zuckerberg, CEO do Facebook – Reprodução/Facebook

De acordo com Mark, o Brasil será o primeiro país a testar a nova modalidade do WhatsApp. Para ter acesso à funcionalidade é necessária uma conta bancária, que tenha função de débito.

“Hoje estamos começando a lançar pagamentos para pessoas que usam o WhatsApp no Brasil. Estamos a fazer o processo de enviar e receber dinheiro tão fácil quanto partilhar fotos. Também estamos a permitir que as pequenas empresas façam vendas diretamente no WhatsApp”, disse Mark

O novo negócio deverá impactar as vendas online, uma vez que há uma versão comercial do WhatsApp, muito usada por empresas. Ou seja, a novidade chega para facilitar ainda mais os pagamentos digitais, em parceria até com instituições bancárias no Brasil.

Nubank, Banco do Brasil, Sicredi e Cielo, novo recurso chega com fortes parcerias

O WhatsApp Pay chega no Brasil com fortes parcerias neste início, principalmente entre instituições bancárias tradicionais. Na postagem em seu Facebook, Mark afirmou que o Nubank, Banco do Brasil, Sicredi e Woop (conta digital da Visa), são os parceiros iniciais da chegada do WhatsApp Pay.

Para fazer isso, estamos construindo no Facebook Pay, que oferece uma forma segura e consistente de fazer pagamentos em nossos aplicativos. Quero agradecer a todos os nossos parceiros por terem tornado isto possível. Estamos trabalhando com bancos locais, incluindo Banco do Brasil, Nubank, Sicredi, bem como Cielo, o processador de pagamentos de mercadores no Brasil.

A novidade ainda não é tudo segundo Mark Zuckerberg, que deixou no ar que em breve mais recursos deverão ser anunciados. Após alguns problemas com a Libra, o Facebook focou em lançar ferramentas para pagamentos digitais, uma vez que essas oferecem menos problemas com a regulamentação de governos.

O Brasil é o primeiro país onde estamos amplamente a realizar pagamentos no WhatsApp. Mais por vir em breve!

Quanto será possível enviar por dia com o novo WhatsApp Pay?

Os pagamentos serão processados pela Cielo, com um serviço oferecido pelo Facebook Pay. A empresa destacou que “no Brasil, o recurso de pagamentos no WhatsApp pode ser utilizado com cartões de débito, de crédito ou cartões múltiplos (crédito e débito) emitidos pelos bancos e bandeiras participantes“.

Contudo, os cartões de crédito só poderão ser usados em empresas cadastradas no WhatsApp Business com o Facebook Pay configurado para aceitar pagamentos. Além disso, os usuários deverão ter pelo menos 18 anos para ter acesso ao recurso, além de uma conta em um banco participante.

As transferências são feitas com segurança de um banco para outro. O recurso de pagamentos no WhatsApp é oferecido pelo Facebook Pay e processado pela Cielo no Brasil.

Para configurar o WhatsApp Pay, os interessados deverão seguir um roteiro divulgado no FAQ da empresa. Podem ser enviados até R$ 5 mil por mês entre pessoas físicas com o novo recurso, sendo possível enviar até R$ 1 mil por transação e receber até 20 transações por dia. As transações não terão taxas e as confirmações serão feitas no mesmo dia.

Para empresas, as taxas por transações serão de 3,99% e a compensação em até dois dias. Neste caso, não é necessário ter conta apenas nos bancos participantes.

Com a novidade, as ações da Cielo (CIEL3) se valorizam 16% no Brasil hoje, com a empresa sendo a referência do Facebook no Brasil.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Coluna do TradingView: Bitcoin e a briga de compradores e vendedores

Bitcoin chegou no topo e já ensaiou um rompimento, mas falhou. O preço está brigado no topo e se romper pode ser um estouro....

Visa vai conectar sua rede de pagamentos a criptomoeda

A Visa, uma das maiores processadoras de pagamentos do mundo anunciou nesta quarta-feira (2) que vai integrar o seu sistema de pagamento com o...
Visa BlockFI

Visa lança cartão de crédito com cashback em bitcoin

Agora você pode receber 1.5% de cashback em bitcoin por compras efetuadas por meio de um novo cartão de crédito lançado pela Visa em...

Últimas notícias

Visa vai conectar sua rede de pagamentos a criptomoeda

A Visa, uma das maiores processadoras de pagamentos do mundo anunciou nesta quarta-feira (2) que vai integrar o seu sistema de pagamento com o...

Visa lança cartão de crédito com cashback em bitcoin

Agora você pode receber 1.5% de cashback em bitcoin por compras efetuadas por meio de um novo cartão de crédito lançado pela Visa em...

CEO da BlackRock acredita que bitcoin impacta status de reserva do dólar

O CEO da BlackRock, Laurence Douglas Fink, acredita que o bitcoin impacta o dólar americano como reserva. De acordo com ele, as criptomoedas chegaram...