Zona Franca de Dubai começa a aceitar bitcoin

O anúncio é o indicativo de como Dubai e as nações do Golfo Pérsico pretendem se tornar um centro tecnológico referência na região, dando cada vez mais espaço para o crescimento de empresas do setor de criptomoedas..

Siga no
Dubai. Imagem: FreePik
Dubai. Imagem: FreePik

A Kiklabb, uma entidade governamental que emite licenças comerciais para a Zona Franca de Dubai, anunciou hoje que irá permitir que empreendedores paguem por suas licenças comerciais e taxas de visto utilizando criptomoedas.

O CEO da empresa, Tasawar Ulhaq, declarou que a Kiklabb é a primeira empresa de licenciamento de propriedade do governo nos Emirados Árabes Unidos a aceitar criptomoedas e, segundo ele, “certamente não será a última”. O anúncio é um evento significativo para a cidade e coloca Dubai a frente de outras nações do Golfo que ainda estão em fase de preparação para adotar pagamentos digitais e atrair fintechs.

De acordo com o CEO da Kiklabb, grandes players do mercado internacional já se mostraram interessados em fazer negócios e se estabelecer no país. Ele revelou que tem conversado com grandes empresas do setor de criptomoedas que já afirmaram ter interesse em se estabelecer no país e que a visão da KikLabb não é apenas “seguir” as tendências em relação as criptomoedas, mas também defini-las.

Nações do Golfo “apostam” nas criptomoedas

Os estados do Golfo estão abrindo caminho para a diversificação econômica e a tecnologia está no centro de seus interesses. O co-diretor da BEDB (Bahrain Economic Development Board), David Parker, declarou recentemente que a região quer estar na vanguarda da Quarta Revolução Industrial.

Parker explicou que a região perdeu a primeira e a segunda revolução, e que quando a terceira revolução aconteceu, as nações do Golfo apenas acompanharam o surgimento do Vale do Silício, “estávamos muito ocupados ganhando dinheiro com o petróleo”, disse ele.

Nações do Golfo Pérsico têm procurado atrair startups para ganhar uma maior participação na fatia do mercado global de fintechs (que deve ser avaliado em US $ 310 bilhões em 2022). Com o intuito de atrair cada vez mais empresas do setor, cidades como Dubai passaram a oferecer financiamento de projetos, espaços de trabalho físicos e um regulamento financeiro inovador.

A capital dos Emirados Árabes se mostrou bastante atrativa para empresas do setor de criptomoedas. Em 2018 o país criou leis flexíveis, permitindo que startups pudessem se estabelecer e crescer no país.

Outra nação favorável as criptomoedas é o Bahrein, uma das primeiras do Golfo a “abrir as portas para as criptomoedas”. Em 2019 o país licenciou a primeira corretora cripto da região, a Rain.

Dubai costumava evitar regulamentar os pagamentos digitais e permitir que as criptomoedas fossem utilizadas legalmente.

Nos últimos meses, contudo, a cidade demostrou que pretendia mudar sua visão em relação as criptomoedas e em janeiro, a Autoridade de Serviços Financeiros de Dubai, que regula a principal zona franca financeira, anunciou que iria elaborar uma estrutura para regular ativos digitais, incluindo criptomoedas.

Nesse sentido, o anúncio da Kiklabb é o indicativo de como Dubai e as nações do Golfo Pérsico pretendem se tornar um centro tecnológico referência na região, dando cada vez mais espaço para o crescimento de empresas do setor de criptomoedas.

Diego Marques
Diego Marques
Começou em 2016 como um dos primeiros redatores do Guia do Bitcoin. Diego tem preferência por notícias que podem influenciar o preço das criptomoedas, mas também gosta de escrever curiosidades do cripto-universo.
Divulgação/Goldman Sachs

Goldman Sachs reabre mesa de negociação de Bitcoin

A recente alta do Bitcoin reacendeu o interesse de diferentes players no criptomercado, com fontes afirmando que a Goldman Sachs, um dos nomes mais...
Bitcoin em fevereiro de 2021

Bitcoin foi o ativo com melhor desempenho em fevereiro, ouro e B3 em queda

O preço do Bitcoin teve alta de 42% em fevereiro, sendo o melhor ativo do mês. Ao contrário do desempenho da moeda digital, ativos...

Província da China vai banir mineração de Bitcoin por causa do impacto ambiental

A emissão de gases de carbono é uma grande preocupação atualmente, sendo classificado como o principal causador do efeito estufa e um dos motivos...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Bitcoin foi o ativo com melhor desempenho em fevereiro, ouro e B3 em queda

O preço do Bitcoin teve alta de 42% em fevereiro, sendo o melhor ativo do mês. Ao contrário do desempenho da moeda digital, ativos...

Província da China vai banir mineração de Bitcoin por causa do impacto ambiental

A emissão de gases de carbono é uma grande preocupação atualmente, sendo classificado como o principal causador do efeito estufa e um dos motivos...

Desenvolvedores voltam a atualizar Dogecoin

No meio da alta recorde das criptomoedas no ano passado, a Dogecoin (DOGE) se destacou como uma ovelha negra. Ela valorizou 2100% no intervalo...

Citibank: Bitcoin pode se tornar uma moeda de comércio global

O Bitcoin está em um "ponto de inflexão" e pode se tornar a moeda preferida para o comércio internacional, disseram analistas do gigante bancário...

Governos não podem manipular o Bitcoin, diz prefeito de Miami

Francis Suarez, o prefeito de Miami, quer tornar o Bitcoin parte do futuro econômico de sua cidade e, em uma entrevista à "Axios on...