Inicio Bitcoin Banco Central da Argentina dá força para o Bitcoin

Banco Central da Argentina dá força para o Bitcoin

Problemas de governança!

-

Compartilhe
Banco Central da Argentina dá força para o Bitcoin

Com a inabilidade em resolver os problemas da inflação, o Banco Central da Argentina dá força para o Bitcoin (BTC). Essa moeda digital ganha força em cenários de crises econômicas no mundo em mais um capítulo.

A principal criptomoeda já criada até então, já mostrou o porque sua tecnologia auxilia as pessoas na luta contra estados. Além disso, sua força foi apresentada às populações em crises locais de países, como Venezuela, Turquia e a própria Argentina.

Banco Central da Argentina da força para o Bitcoin

Só em março de 2019, o Banco Central da Argentina já revisou a política monetária três vezes. Além disso, a inflação continua acelerando a uma taxa superior a 50% no país.

A Bloomberg publicou no dia 16 de abril um estudo sobre este caso. No texto a revista explica o porquê do peso argentino perder força pelo terceiro mês consecutivo.

- Publicidade -

Para tentar contornar a sequência de canetadas em vão, o governo anunciou um congelamento de preços até o fim do ano. Essa atitude, explica o Youtuber Rafael (vídeo abaixo) indica uma medida desesperada em busca da reeleição de Mauricio Macri.

Bitcoin pode ajudar a população argentina a manter o poder de compra

As criptomoedas públicas surgiram ao mundo sem controle estatal. Ou seja, empresas e governos não mantém controle das mesmas.

Dito isso, o Bitcoin é uma das opções para se manter o capital, uma espécie de hedge para crises financeiras.

A população do país já percebeu a relevância da moeda digital como força frente ao peso argentino. Isso se justifica pelo grande aumento da compra de BTC desde 2018.

Maturidade do mercado argentino de criptomoedas é referência na região

A Argentina é um dos países que mais possuem ATMs de Bitcoin na América do Sul. Além disso, Coinbase e Binance já anunciaram que vão criar operações no país. Ambas são consideradas as maiores plataformas de compra e venda do mundo.

A Binance, por sua vez, está criando uma operação no país com ajuda do próprio governo argentino.

Finalmente, o Bitcoin, em março de 2019, teve uma grande visibilidade ao ser ventilado a possibilidade de ser a nova moeda oficial da Argentina. O fato, entretanto, era uma sugestão de um entusiasta de criptomoedas.

XDEX: Negocie bitcoin com TAXA ZERO. Aproveite também para negociar outras 6 criptomoedas com as menores taxas do mercado. Abra sua conta, é grátis!
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter para começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

“Dinheiro não existe”: justiça orienta vítimas a sacarem tudo da Unick Forex

A Unick Forex está sendo investigada pela justiça brasileira. Após uma filial do escritório da empresa ser fechado no interior do Rio Grande do...

Banco Central do Brasil quer dominar a tecnologia blockchain

A tecnologia blockchain foi citada pelo presidente do Banco Central do Brasil, como algo que deverá ser dominado pela economia. Através de uma audiência...

Justiça criminal vai julgar acusações de pirâmide financeira contra a Unick Forex

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou uma denúncia contra a Unick Forex. A empresa, que já foi acusada de ser uma “pirâmide financeira”, foi...
 
Compartilhe