Bitcoin cai abaixo dos US$ 19.000 após inflação subir 9,1% nos EUA

Embora seja considerado por muitos como uma proteção contra a inflação, o Bitcoin despencou 5,5% em poucos minutos após a liberação dos novos dados de inflação dos EUA nesta quarta-feira (13).

Moedas físicas de Bitcoin em frente a notas de 100 dólares.
Moedas físicas de Bitcoin em frente a notas de 100 dólares americanos.

Enquanto touros e ursos brigavam para decidir se o Bitcoin seria negociado acima ou abaixo dos 20 mil dólares, novos dados sobre a inflação de junho nos EUA, publicados nesta quarta-feira (13), repeliram investidores de todos os mercados.

Com uma inflação anual de 9,1%, um aumento de 1,3% em relação ao mês anterior, muitos esperam que o Federal Reserve aumente a taxa de juros para tentar controlar a desvalorização do dólar.

Como resposta, o Bitcoin despencou imediatamente dos 20 para os 19 mil dólares, uma queda de 5,5% em menos de 15 minutos. Nos mercados tradicionais, o impacto foi similar, com o índice S&P 500 abrindo em queda nesta manhã.

Inflação dos EUA bate recorde e preocupa investidores

Segundo dados oficiais, os produtos mais afetados foram combustíveis, que subiram 10,4% em junho, totalizando 60,6% ao ano. Entretanto, os americanos também sentiram a inflação em produtos ainda mais básicos, como comida, que registraram um aumento mensal de 1% e 10,4% no acumulado anual.

Em média, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), popularmente conhecido como inflação, chegou a 9,1% após subir 1,3% em junho, levando preocupação aos investidores.

Índice de Preços ao Consumidor nos EUA, popularmente chamado de inflação, de junho. Fonte: BLS.

Além do aumento no custo de vida, existe uma aflição sobre o que o Banco Central dos EUA fará para controlar a desvalorização de sua moeda, o dólar.

Embora esteja aumentando as taxas de juros há meses, tais aumentos foram pequenos quando comparado ao aumento dos preços, parecendo mais com ameaças do que como respostas. Contudo, a estratégia não parece estar funcionando e muitos esperam que o Fed seja mais agressivo no futuro.

Bitcoin cai, mercado acionista acompanha

Embora seja considerado por muitos como uma proteção contra a inflação, o Bitcoin despencou 5,5% em poucos minutos após a liberação dos novos dados de inflação dos EUA nesta quarta-feira (13). O motivo disso pode ser a especulação sobre o próximo comunicado do Fed, como mencionado acima.

Bitcoin em queda após últimos dados da inflação americana. Fonte: TradingView.

Enquanto isso, o mercado de ações americano abriu o dia em queda, mostrando como investidores tradicionais também estão temendo as próximas ações do Banco Central americano e temendo uma recessão.

Quanto a outras criptomoedas, como Ethereum, Ripple e Cardano, estas tiveram perdas similares a do Bitcoin, operando em queda livre nesta manhã. Portanto, é difícil esperar que o setor tenha um bom desempenho no segundo semestre deste ano.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias