Bitcoin e Dogecoin lideram alta, mas nem todos estão confiantes

O principal medo do mercado é, sem dúvidas, a postura do Banco Central dos EUA, popularmente chamado de Fed. Com a inflação nos EUA batendo recordes, estima-se que Fed volte a elevar as taxas de juros, derrubando ações, criptos e outros ativos.

Investidor segurando moedas físicas de Dogecoin, Bitcoin e Ethereum.
Investidor segurando moedas físicas de Dogecoin, Bitcoin e Ethereum.

A futura atualização do Ethereum conseguiu não apenas fazer o Ethereum disparar 60% nos últimos dias como também deu ânimo ao mercado. Criptomoedas como Bitcoin e Dogecoin também voltaram a subir, com ganhos de 25% no semanal.

Entretanto, nem todos estão confiantes que o Bitcoin tenha encontrado seu fundo. Segundo um analista, poderemos ver o Bitcoin voltar para os US$ 15.800 em breve, uma queda de mais de 30%, anulando a boa semana.

Além desta análise técnica, há outros motivos que podem derrubar o mercado novamente. O maior deles é a política monetária do Banco Central dos EUA, ainda tentando controlar a inflação no país.

Bitcoin e Dogecoin subindo, mas podem cair

Segundo CryptoCapo, um trader com quase meio milhão de seguidores no Twitter, embora o Bitcoin esteja criando fundos e topos mais altos que os anteriores, tudo pode mudar nos próximos dias.

“A tendência de curto prazo é de alta, sem dúvida. A tendência do longo prazo ainda é de baixa e esta é outra alta mais baixa,” escreve o trader. “A confirmação de baixa do curto prazo está abaixo de 22k. O alvo principal permanece entre 15,8 e 16,2 mil dólares.”

Sendo assim, o trader acredita que o Bitcoin precisa defender a região dos 22 mil dólares nos próximos dias, caso contrário apresentará uma queda de até 33%. A boa notícia é que o bitcoin já está próximo aos US$ 24.000.

Caso isso aconteça, outras moedas como Dogecoin, também em forte retomada nesta semana, devem seguir o mesmo caminho, anulando lucros. Portanto, é preciso prestar atenção no movimento do Bitcoin.

Motivos que podem derrubar o Bitcoin

O principal medo do mercado é, sem dúvidas, a postura do Banco Central dos EUA, popularmente chamado de Fed. Com a inflação nos EUA batendo recordes, estima-se que Fed volte a elevar as taxas de juros, derrubando ações, criptos e outros ativos.

Suas próximas reuniões estão marcadas para a próxima semana, na terça (26) e quarta-feira (27). Portanto, poderemos ver mudanças no ânimo dos mercados antes mesmo da terça-feira, com traders tentando prever quantos pontos serão aumentados.

Já no longo prazo, a atualização do Ethereum, hoje responsável pela alta do Bitcoin e da Doge, pode virar o mercado novamente. O motivo pode ser a realização de lucro por traders, com o efeito chamado “compre no boato e venda no ato”. Entretanto, isso pode levar até dois meses, um tempo muito grande para o mundo das criptomoedas.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias