Bitcoin vs maiores empresas do mundo: Quanto você teria se tivesse investido 100 dólares na moeda digital

Apenas três empresas deram lucros acima de US $ 1.000: Apple (US $ 2,4 mil), Visa (US $ 1,7 mil) e Microsoft (US $ 1 mil).

-

Nos siga no:
Bitcoin vs maiores empresas do Mundo

Se você tivesse investido ‘míseros’ US $ 100 dólares em Bitcoin em 2009 hoje teria US $ 9,2 milhões. Isso é, na cotação do dólar há dez anos, quem comprou R$ 230 em bitcoin teve um lucro acumulado até agora de 9.150.088% e estaria com R$ 38.1 milhões no bolso.

Em comparação com as maiores empresas do mundo, quem tivesse optado por investir o mesmo valor em ações de gigantes como Amazon, Apple ou Microsoft, teria um lucro de no máximo 3.150%.

Em contraste, e para não dizer que este texto é uma recomendação de compra, é bom lembrar que quem comprou bitcoin no final de 2017 acabou saindo com um prejuízo de 80% em 2018, caso tenha vendido na baixa. Se o comprador adotou a estratégia de “Hold” (comprar e segurar até valer mais), a alta de 2019 é de 111% até agora.

Isso significa que as altas e quedas do Bitcoin não são para os fracos.

Bitcoin vs maiores empresas do mundo

O Bitcoin, desde que surgiu tem recebido muita atenção negativa por boa parte da mídia, mesmo que ele tenha se valorizado em seus 10 anos de vida. Vários grandes nomes já classificaram a moeda digital como morta.

Apenas para lembrar, Warren Buffet, o terceiro homem mais rico do mundo disse que o “Bitcoin não vai ter final feliz”. Bill Gates, o segundo homem mais rico do mundo também disse que “as criptomeodas não eram uma coisa boa”. Enfim, gigantes já “apedrejaram” a moeda digital de todas as formas possíveis.

Além disso, devido a sua importância e papel no futuro, que muitos já perceberam, o bitcoin tem sido usado como isca para o antigo golpe de pirâmide. No Brasil, por exemplo, várias empresas se aproveitaram do poder disruptivo da moeda digital para aplicar golpes, desviando a atenção das pessoas para o que realmente importa: o uso do bitcoin como moeda.

O que não é novidade, já que as pirâmides financeiras evoluíram com o tempo, usando toda e qualquer nova tecnologia para enganar os desavisados, sempre com a promessa de rentabilidade garantida. Pirâmides já usaram iscas como VOIP, Internet, e até cosméticos.

Diante disso tudo, o bitcoin continua, firme e forte, transparente e seguro, anti censura e anti controle do governo. Países que tentaram banir a moeda digital se tornaram os lugares onde a moeda se tornou mais forte. Mesmo assim, em 10 anos, o bitcoin deu um retorno muito alto para quem ignorou as criticas e acreditou no futuro do dinheiro.

Um estudo feito pelo site Howmuch revelou que o Bitcoin foi o melhor investimento da década. Superando grandes empresas como Amazon (3.156%), Apple (2.345%), Visa (1.597%), Microsoft (899%) e várias outras.

O site traçou os preços de ações das dez maiores empresas do mundo usando dados do Yahoo Finance medidas por capitalização de mercado. Assumindo que US $ 100 foram investidos nessas empresas e no Bitcoin, comparando esses números com o preço de mercado em dezembro de 2019, excluindo desdobramentos e dividendos. O resultado pode ser visto abaixo:

1. Bitcoin: 9.150.088%
2. Amazon: 3.156%
3. Apple: 2.345%
4. Visa: 1.597%
5. Microsoft: 899%
6. JP Morgan: 433%
7. Facebook: 420%
8. Berkshire Hathaway: 228%
9. Johnson & Johnson: 216%
10. Walmart: 171%
11. Alibaba: 108%

Bitcoin vs maiores empresas. Imagem: How Much
Bitcoin vs maiores empresas. Imagem: How Much

Facebook “comendo poeira” em comparação com Bitcoin

Uma das maiores empresas do mundo, o Facebook, literalmente “come poeira”, quem investiu US $ 100 na rede social em 2009 teve 420% de lucro. Nada perto da moeda digital, talvez seja por isso que Mark Zukeberg resolveu banir o Bitcoin do Facebook em 2017, pra mais tarde anunciar sua própria moeda.

Outra gigante que decepciona é a Alibaba, as ações da gigante chinesa tiveram o pior desempenho na análise do site HowMuch. Quem investiu US $ 100 nela, 10 anos depois teria US $ 208. Era melhor ter comprado um MC Donalds.

Apenas três empresas deram retornos acima de US $ 1.000, a Apple (US $ 2,4 mil), Visa (US $ 1,7 mil) e a Microsoft (US $ 1 mil).

Por que algumas pessoas acreditaram no Bitcoin em 2009?

A moeda digital existe há mais de uma década. É seguro dizer que o bitcoin só ganhou atenção em massa no final de 2017, quando teve seu maior valor: US $ 20.000.

O Bitcoin tem diversos entusiastas que amaram e começaram a usa-lo logo no início – essas pessoas são conhecidas como “early adopters“, ou seja, as pessoas que acreditaram no bitcoin muito antes de ele virar modinha e ser usado por piramideiros como isca.

O Bitcoin tem muitas vantagens quando comparado às moedas emitidas pelos governos, como o real ou o dólar. Então não é muito difícil descobrir o que chamou a atenção dos primeiros entusiastas.

Entre os principais motivos apontados pelos próprios entusiastas estão:

O Bitcoin é uma forma de protesto contra o status quo existente

Muitas pessoas viram no Bitcoin uma forma de protestar contra o sistema financeiro e a política existentes.

O Bitcoin não pode ser controlado por uma autoridade central, como acontece com moedas fiduciárias governadas por diferentes países. A natureza do Bitcoin elimina a necessidade de confiar em uma entidade centralizada e apresenta a noção “não confie, verifique”.

Transformar energia em riqueza por conta própria

O Bitcoin tem um algoritmo de consenso que governa a blockchain (rede) da moeda digital. Os mineradores são obrigados a realizar uma certa quantidade de trabalho computacional para validar as transações na rede do Bitcoin, colocá-las em um bloco e adicioná-las à blockchain.

Este trabalho requer eletricidade e, portanto, as pessoas podem converter energia em dinheiro por conta própria.

A volatilidade

Enquanto os reguladores veem a volatilidade do Bitcoin como algo negativo, muitas pessoas estão nesse mercado por causa dela. Variações substanciais de preços permitem lucros imensos, que de outra forma seriam impossíveis nos mercados tradicionais.

“When Lambo?”

“When Lambo?” Se tornou uma pergunta popular na comunidade de criptomoedas. Em 2017, quando o Bitcoin alcançou US $ 20.000, muitas pessoas que compraram anos atrás ganharam muito dinheiro.

Naturalmente, muitos deles eram relativamente jovens e gastaram suas riquezas em carros caros. É por isso que a Lamborghini foi associada ao Bitcoin, e as pessoas fazem essa pergunta quando querem saber quando o Bitcoin vai subir muito novamente.

Fontes: How Much / Crypto Potato

Quer receber novidades no e-mail? Assine nossa  Newsletter.
Saiba tudo sobre:
Anúncio

Bitcointrade - 95% dos depósitos aprovados em até 30 minutos!

Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos!

Complete seu cadastro em 5 minutos!
Avatar
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Escreva seu comentário:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Atlas. Foto Renata Santos, Livecoins

Plataforma de pagamento deve responder por investimentos perdidos na Atlas Quantum

O caso da Atlas Quantum, ao lado da Unick, foi um dos mais notórios do mercado de criptomoedas brasileiro. A Atlas deixou muita gente...
Prédio do Banco do Brasil (BB)

Hacker que levou R$ 400 milhões do Banco do Brasil foi preso

Na última segunda (1) o Banco do Brasil teria notado que R$ 400 milhões teriam sido levados por um ataque hacker. O alto valor...
Empresa Bitmain é uma das principais a construir máquinas de mineração de Bitcoin

Cofundador da Bitmain invade escritório da empresa com exército privado

O cofundador da Bitmain e ex-presidente da companhia, Micree Zhan, invadiu o escritório da empresa com uma unidade de guardas privados para tentar recuperar...
Cristo Redentor, símbolo no Brasil (Rio de Janeiro), e Bitcoin (BTC)

Ataque hacker na Prefeitura do Rio de Janeiro atrapalha saúde

Na esteira da prevenção ao novo coronavírus, a Prefeitura do Rio de Janeiro foi alvo de um ataque hacker nos últimos dias. Com o...

YouTube não deve remover vídeo de usuário que acusa empresa de ser pirâmide financeira,...

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal determinou que o Google Brasil não precisa remover do YouTube, ao menos por ora, um vídeo publicado na...