Home Blockchain CFO afirma que Paypal não tem interesse em criptomoedas

CFO afirma que Paypal não tem interesse em criptomoedas

É como olhar um furacão vindo em sua direção e negar que ele irá lhe destruir.

-

Compartilhe
CFO do Paypal diz que empresa não tem interesse em criptomoedas

Certamente as criptomoedas ganharam destaque no mundo todo, principalmente como meio de pagamento. Entretanto, o CFO de uma grande empresa mostra resistência, ao afirmar que o Paypal não tem interesse em criptomoedas.

Além disso, a fala chama atenção para o fato que pelos últimos dois anos a empresa foi superada pelas moedas digitais. Desde 2017, o volume de pagamentos feitos com Bitcoin supera o Paypal.

Paypal não tem interesse em criptomoedas no atual momento?

Certamente o Paypal é uma grande empresa ligada ao setor de pagamentos. Vários websites adotam essa modalidade para receber por produtos e serviços. Entretanto, na era da tecnologia, nenhum reinado pode ser considerado permanente por muito tempo.

Isso porque as inovações com fintechs, e startups, estão a todo vapor construindo ferramentas novas, com custos atrativos.

Mas para o CFO do Paypal as criptomoedas ainda não são uma realidade para essa empresa. Entretanto, algo que fica claro é que as portas não estão fechadas para o assunto.

No último dia 07 de maio, o CFO John Rainey concedeu uma entrevista ao Yahoo Finance. Foi dito que “temos times claramente trabalhando em blockchain e criptomoedas também, e queremos participar disso de qualquer forma no futuro”. Ao que acrescentou:

eu só acho que é um pouco cedo agora.

Paypal investiu na Uber e está lutando para aumentar adoção

Rainey ainda afirmou que pretende construir uma plataforma de pagamentos junto com a Uber, gigante mundial de transportes. Além disso, para viabilizar a parceria o Paypal realizou um investimento de U$ 500 milhões na Uber.

Outro fato que achamou atenção é que o Paypal conseguiu uma patente relacionada aos ransonwares. Além disso, em 2018 a empresa apresentou um projeto ligado as criptomoedas, de modo a acelerar transações destas.

Na reunião de Davos em janeiro de 2019, o CEO da empresa realizou um ataque ao Bitcoin (BTC). Na visão da empresa na época, o “BTC não está sendo popular entre comerciantes”. Finalmente, fica claro que no momento a empresa não está neste mercado, mas é questão de tempo até sua entrada no setor.

Curta nossa página no Facebook e também no Twitterpara começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

Congressistas entendem a diferença entre a Libra e o Bitcoin

A criptomoeda Libra tem sido associada ao Bitcoin, entretanto, há diferenças entre os projetos. De acordo com Charlie Shrem, os congressistas dos EUA conseguem...

Como ganhar dinheiro com a volatilidade do bitcoin

O Bitcoin é um ativo bastante volátil, ele possui mais de 63% de volatilidade anual. Isso significa que ele pode retrair ou expandir 63%...

Unick Forex, FX Trading e Zero10 Clube estão na mira de hackers que ajudam Polícia Federal em investigação

A Unick Forex e mais outras 50 empresas estão sendo investigadas por um grupo de hackers supervisionados por autoridades. O grupo ajuda na investigação...

Menor fração de bitcoin está prestes a valer mais que a moeda da Venezuela

Um satoshi de bitcoin (0.0000001 BTC) está quase valendo mais que o bolívar soberano da Venezuela. Os números revelam que um satoshi poderá valer...

Já é possível pagar aluguel com Bitcoin em imobiliária gaúcha

Uma imobiliária gaúcha permite que seus clientes paguem o aluguel através do bitcoin. A iniciativa traz ainda um cartão magnético que poderá ser utilizado...

Como fazer transações baratas com Bitcoin?

Muito se fala sobre o bitcoin ter taxas altas e transações lentas, de forma que hoje a escalabilidade da rede está em ampla discussão....
 

COMENTÁRIOS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Compartilhe