CIA está “extremamente” envolvida com criptomoedas, revela diretor

A notícia envolvendo o nome da CIA e criptomoedas acabou ressuscitando velhas teorias da conspiração, a maior delas afirmando que o Bitcoin foi criado pela própria agência de inteligência americana. Afinal, a identidade de Satoshi Nakamoto ainda é um mistério e a transparência das transações é ótima para investigações.

William Burns, diretor da CIA, afirmou que a agência de inteligência está focada em vários projetos relacionados com criptomoedas. Sua fala aconteceu em conversa com o The Wall Street Journal e revelou a preocupação do governo com ataques de ransomware.

Hoje a agência de inteligência americana é responsável pela resolução de grandes crimes, alguns deles envolvendo grandes quantias de criptomoedas. Apesar disso, vale notar que seu uso para estes fins pode ser menor do que em serviços bancários tradicionais.

Apesar de ser um assunto sério, algumas pessoas não perderam a oportunidade de brincar com o tema ao afirmar que a CIA teria criado não apenas o Bitcoin como também outras moedas e serviços como exchanges descentralizadas, usando isso em suas investigações.

Inteligência contra o crime

A CIA tem tido papel fundamental na resolução de casos, tanto domésticos quanto internacionais, que envolvem criptomoedas. Como exemplos, a agência ajudou a prender o hacker do Twitter que usou contas de 130 personalidades para pedir BTC, e também no recente caso DisrupTor que resultou em 152 pessoas detidas.

Com isso, William Burns afirmou que a CIA continuará aumentando seus esforços em relação as criptomoedas já que elas podem ser usadas tanto como meio quanto fim em certas atividades ilegais.

“[As criptomoedas] podem ter um impacto enorme em tudo, como ataques de ransomware, como você mencionou, porque uma das maneiras de acabar com ataques de ransomware e detê-los é conseguir chegar às redes financeiras que tantas dessas redes criminosas usam, e isso também envolve moedas digitais”, disse William Burns ao The Wall Street Journal

Embora a CIA tenha ajudado a solucionar grandes crimes que envolveram criptomoedas, é importante notar que até mesmo o ex-diretor da CIA já afirmou que é preciso acabar com essa falsa ligação entre crimes e criptomoedas. Afinal, a porcentagem de uso por atividades ilegais pode ser menor que este uso em sistemas bancários tradicionais.

Teorias da conspiração

A notícia envolvendo o nome da CIA e criptomoedas acabou ressuscitando velhas teorias da conspiração, a maior delas afirmando que o Bitcoin foi criado pela própria agência de inteligência americana. Afinal, a identidade de Satoshi Nakamoto ainda é um mistério e a transparência das transações é ótima para investigações.

Outras pessoas foram além e fizeram uma lista de criptomoedas e serviços como exchanges descentralizadas que podem ter sido criados e ainda mantidos pela CIA para reunir informações sobre criminosos que assim como pessoas comuns também usam estes serviços.

Embora seja improvável que a CIA esteja trabalhando desta forma, não podemos duvidar da criatividade do governo para resolver problemas. Como diria Michael Corleone, personagem fictício de O Poderoso Chefão, mantenha seus amigos por perto e seus inimigos mais perto ainda.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias