Crise faz serviço de mineração de grande criptomoeda chegar ao fim

Polêmico Coinhive deixará de operar mineração em nuvem do Monero (XMR).

Siga no

Um dos mais populares serviços de mineração em nuvem chegou ao fim. A polêmica empresa Coinhive abandonará suas operações na próxima sexta-feira (8) após um comunicado oficial da empresa. Por mais que os negócios desse tipo de mineração foram classificados como malware, esse não foi o motivo que levou a empresa a encerrar suas operações.

Minerar criptomoedas na nuvem sempre foi um assunto polêmico entre a comunidade cripto. Enquanto alguns acreditam na viabilidade desse serviço, a grande maioria condena a mineração através da nuvem. Isso porque “alguém tem que pagar a conta”. Para minerar criptomoedas é necessário poder computacional, e em algum momento os usuários cedem o poder de processamento de suas máquinas para esse tipo de operação.

Ocupando grande parte do poder computacional das máquinas atingidas, o Coinhive deixava computadores lentos ao utilizar as máquinas para minerar o Monero (XMR).

Segundo a empresa, as operações chegaram ao fim após a queda do preço da criptomoeda, que atualmente vale menos de US$ 50 no mercado. Por outro lado, em um momento de completa valorização, o Monero (XMR) chegou a valer dez vezes mais que seu valor neste momento. Sendo assim, a mineração do Monero (XMR) tornou-se completamente inviável através da nuvem.

Coinhive fecha as portas com menos de dois anos atuando no mercado

O Coinhive foi criado há menos de dois anos e já encerrou suas operações. Durante este período a empresa foi acusada de ser um malware. Desse modo, as atividades em mineração na nuvem da empresa foram duramente criticadas, já que ataques envolvendo o serviço do Coinhive aconteceram em diversos sites.

O site da empresa anunciou que o serviço deixará de existir na próxima sexta-feira (8). Desse modo, a mineração através do Coinhive não será mais possível. A empresa informou ainda que os usuários deverão sacar seus fundos até o dia 30 de abril de 2019. Até esta data aqueles que possuem saldo elegível para saque poderão solicitar a sua recompensa em relação ao serviço de mineração que chega ao fim.

“Painéis ainda estarão acessíveis até 30 de abril de 2019”

Site do governo de São Paulo foi atacado pelo software malicioso

Até mesmo no Brasil o Coinhive fez vítimas, onde alguns ataques envolvendo o aplicativo para mineração foram registrados. Dentre eles, aconteceu um ataque no site do governo do estado de São Paulo. Quem acessava o site atrás de informações poderia acabar com uma mineração em nuvem utilizando seu poder computacional sem que soubesse de nada.

Os computadores lentos fizeram parte de uma mineração que parece que não deu certo. Alguns acreditavam que esse tipo de mineração deveria ser promissor no mercado. Porém, as tentativas de estabelecer esse tipo de serviço, como o Coinhive, por exemplo, até então não se popularizaram no mercado da forma que deveriam. Além disso, a falta de transparência envolvendo esse tipo de operação pode colocar em xeque qualquer negócio que utilize o computador de terceiros sem a sua permissão.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Gráfico de preço da Cardano em alta

Cardano líder em número de desenvolvedores? Não caia nessa!

Um estudo de atividades no GitHub, principal repositório do código-fonte das criptomoedas, mostrou a Cardano na liderança nos últimos 12 meses. Os dados foram...

DeFi: três setores de grande potencial

De acordo com dados da Messari, o volume trimestral das Corretoras Descentralizadas (DEXs) no final do segundo trimestre de 2021 foi de R$ 2...
Criptomoeda Tether com sinais vermelhos

Michael Burry faz alerta sobre criptomoeda Tether

O lendário trader Michael Burry compartilhou em seu Twitter que a criptomoeda Tether pode estar no meio da confusão da Evergrande na China. Vale notar...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias