Domínio da China sobre a mineração de Bitcoin pode estar com dias contados

Americanos e europeus estão começando a reavaliar os benefícios potenciais da mineração direta de bitcoins, em vez de apenas comprá-los.

Siga no

A era de domínio da China sobre a mineração de bitcoin pode estar chegando ao fim depois de oito anos que o país assumiu a liderança.

Hoje a Marathon Patent Group Inc que é listada na Nasdaq anunciou que assinou um memorando de entendimento não vinculativo para formar a Digital Currency Miners of North America (“DCMNA”), que será uma empresa com sede nos Estados Unidos cuja missão é criar um ambiente de mineração melhor para os mineradores norte-americanos, ajudar a melhorar o desempenho financeiro e criar a primeira pool de mineração cooperativa da América do Norte.

A Marathon disse que investiu $ 217 milhões em fundos levantados no ano passado para comprar 103.060 equipamentos de mineração da Bitmain, os equipamentos terão capacidade de 10,36 EH/s, ou cerca de 10% do hashrate atual do Bitcoin, uma vez que totalmente implantados.

“Cerca de 60% das vendas de equipamentos de mineração nos últimos dois trimestres ou mais foram vendidos para fora da China e principalmente para América do Norte”, disse recentemente Mustafa Yilham, de Pequim, acrescentando:

“À medida que começarmos a ver mais operações de mineração na América do Norte, também começaremos a ver mais pools de mineração baseadas nos EUA.”

Além disso, a Northern Data AG, sediada em Frankfurt, anunciou uma compra US$ 100 milhões de equipamentos ASIC que “correspondem a uma capacidade adicional de mais de 200 MW, que serão alocados para até cinco novos centros de dados. A expansão desses novos data centers está sendo acelerada devido ao enorme crescimento na demanda dos clientes.”

A mineração de bitcoins se tornou muito lucrativa atualmente, especialmente se for utilizado energia renovável, ou energia hidrelétrica, que para a Europa pode ser abundante.

A energia solar tem menos uso, mas o deserto americano já está começando a se tornar uma fazenda solar, com as necessidades da indústria de mineração de bitcoin empurrando algumas dessas tecnologias, incluindo semicondutores.

“A mineração de bitcoins nos próximos um a dois anos será mais descentralizada em comparação com qualquer um dos anos anteriores, quando a mineração se tornou uma grande operação na China”, disse Yilham.

Parte disso pode ser devido ao ambiente mais opressor na China, onde os mineradores estão nervosos desde 2017.

“O governo da China solicitou que as usinas hidrelétricas suspendessem o fornecimento de energia às mineradoras de criptomoedas desde 8 de dezembro devido ao consumo insuficiente de eletricidade para as indústrias e população.”

Este é um dos últimos relatórios da China, com o governo do país fazendo o seu melhor para expressar sua hostilidade enquanto tenta não prejudicar muito a indústria exportadora de bitcoins.

O principal motivador, entretanto, é provável que seja uma mudança na dinâmica destacada melhor pelo Irã que recentemente aprovou uma lei para usar bitcoins para importações.

Isso ilustra a importância potencialmente estratégica da mineração de bitcoin, com a Rússia sendo a terceira maior do mundo, logo depois da China e dos Estados Unidos.

Americanos e europeus estão começando a reavaliar os benefícios potenciais da mineração direta de bitcoins, em vez de apenas comprá-los.

Assim, parece que agora muito dinheiro está indo para a mineração ocidental, que pode revigorar zonas industriais decadentes com novos clusters de tecnologia que podem ser limpos e de alta tecnologia.

A Northern Data, por exemplo, se descreve como fornecedora de soluções de computação de alto desempenho (HPC) em áreas como inteligência artificial, blockchain, análise de Big Data, IoT, renderização e agora cada vez mais mineração de bitcoins devido à crescente demanda.

Os mineradores europeus ou americanos sugeridos são provavelmente mais datacenters com infraestrutura pesada para suportar a mineração de bitcoin e, portanto, podem fornecer facilmente os recursos para outras funções de computação intensiva, como aprendizado de máquina.

Como tal, esta é uma indústria que um governo inteligente gostaria de atrair porque os efeitos de segunda e terceira ordem podem ser imensos devido à natureza da mineração de bitcoin que leva a indústria a liderar em certas áreas de computação avançada.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
TrustNodeshttps://trustnodes.com
News on all things Blockchain, Ethereum, IoT, Fintech and Bitcoin.
Amazon-loja Imagem: ShutterStock

Amazon aceitará Bitcoin, Ethereum e Cardano como pagamento até o fim do ano, diz...

A Amazon vai aceitar pagamentos com bitcoin 'até o final do ano', de acordo uma fonte envolvida com o projeto de moedas digitais da...
Elon Musk alerta sobre criptomoedas. Imagem: TMZ

Elon Musk faz alerta para investidores em Dogecoin

Dogecoin é uma moeda, não um investimento que fará as pessoas ganharem muito dinheiro - foi o que disse Elon Musk, o CEO da...
Bitcoins

45% das famílias mais ricas do mundo querem investir em Bitcoin, diz Goldman Sachs

Uma recente pesquisa realizada por uma das principais instituições financeiras do mundo, a Goldman Sachs, revelou que os family offices de algumas das famílias...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias