“Expurgue o golpe”, diz Tony Vays após XRP ser removida de corretora

A critica de Tony Vays veio após a Bitstamp remover o ativo de sua plataforma

Siga no

Uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo, a Bitstamp, suspendeu negociações com XRP após a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) processar a Ripple por venda de títulos não autorizados. Após a corretora anunciar a remoção da moeda, Tony Vays, um veterano da indústria de criptomoedas comemorou: “Isso, expurgue o golpe XRP”.

XRP atualmente é uma das criptomoedas mais odiadas do mundo, ao mesmo tempo é a terceira mais valiosa. A comunidade costuma criticar o ativo por ela ser centralizada. Tony Vays é a mais recente personalidade cripto a atacar a moeda digital.

Nos últimos dias a XRP sofreu uma chuva de criticas, começando com Adam Back, desenvolvedor do Bitcoin que chamou a XRP de golpe e disse que só idiotas compram.

Depois o CEO da Messari disse em um relatório que a XRP é um lixo e só estúpidos compram. E mais recentemente, Vitalik Buterin, o fundador do Ethereum chamou a moeda de “shitcoin”.

A critica de Tony Vays veio após a Bitstamp remover o ativo de sua plataforma, a empresa explicou em um tuíte que vai acompanhar de perto o processo da SEC para decidir se retoma as negociações ou remove de vez:

“À luz do recente processo da SEC contra a Ripple, que alega que o XRP é um título, vamos interromper todas as negociações e depósitos de XRP para nossos clientes nos EUA em 8 de janeiro de 2021 às 21h UTC. Vamos acompanhar de perto o desenrolar da situação e continuar a nos adaptar”.

A SEC alega que a Ripple “arrecadou  US$ 1.3 bilhão em fundos desde 2013 por meio da venda de XRP em uma oferta de títulos não registrada para investidores nos Estados Unidos e no mundo.”

Como a moeda é centralizada, seus fundadores, Larsen e Garlinghouse, teriam arrecadado mais de US$ 600 milhões por meio da venda dos ativos de forma pessoal, ou seja, venderam suas próprias moedas.

Por esse motivo a moeda é considera “lixo” por vários analistas. Os fundadores da empresa são acusados de despejar tokens no mercado para investidores que acreditam que o ativo irá valorizar.

A moeda é diferente do Bitcoin, que é descentralizado e tem suprimento limitado.

Tone Vays é um veterano de Wall Street e especialista em tendências econômicas e analista de criptomoedas. Vays é um entusiasta do Bitcoin desde 2013, ele é fundador do CryptoSCam, um podcast que denuncia fraudes no mercado de criptomoedas.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Hacker segurando Bitcoin

Trader de Bitcoin tem e-mail hackeado e perde R$ 350 mil

Um trader de Bitcoin alega ter sido hackeado após um vazamento de dados e como resultado perdeu tudo que tinha na corretora Binance. Seu...

Análise do Bitcoin: Não estamos em bear market, ainda é um mercado de touros

O preço do Bitcoin sofre impacto por conta do Halving, evento que ocorre em média a cada 4 anos (210 mil blocos), sua inflação...

Com alta do Bitcoin, criptomoeda desconhecida dispara e sobe mais de 60%

O último final de semana pegou muitos investidores em Bitcoin de surpresa, com a moeda recuperando não apenas importantes níveis psicológicos de suporte, mas...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias