Facebook formaliza registro no Brasil de sua carteira de criptomoedas

Carteira de moedas digitais do Facebook inicia registro no Brasil.

Siga no
Carteira Novi do Facebook, Libra
Carteira Novi do Facebook, Libra

O Facebook abalou o mundo das finanças em 2019, quando anunciou o audacioso projeto Libra. Após inúmeros debates com vários governos sobre, o Facebook resolveu dar um passo atrás, mas inicia, no Brasil, o registro de sua carteira de criptomoedas.

Pretendendo lançar uma inovação nas finanças globais, o Facebook buscou a tecnologia blockchain para criar sua moeda. Tendo ganho fama com o Bitcoin, principal criptomoeda do mundo, essa tecnologia permite segurança e transparência em transações digitais.

Nomeada Libra, a moeda digital do Facebook pretende ser uma espécie de stablecoin, uma vez que terá seu valor lastreado em moedas fiduciárias. Contudo, apesar de promissora, a ideia da Libra tem sido contestada no governo dos EUA, e de vários países da Europa e mundo. Mesmo assim, seu desenvolvimento continua e uma novidade chega no Brasil.

Facebook começa processo de registro de sua carteira de criptomoedas no Brasil, Novi vem aí

O Facebook é uma das maiores empresas de tecnologia do mundo. Seu CEO, Mark Zuckerberg, é o quarto homem mais rico do planeta hoje, de acordo com a Forbes Real Time Billionaires, exibindo uma fortuna estimada em U$ 88 bilhões (R$ 455 bi).

Com tal protagonismo, qualquer ação da empresa é importante no mercado de tecnologia. Desde 2019, entretanto, o Facebook busca espaço no novo mercado de criptomoedas, que possuí um imenso potencial para as finanças no mundo.

Com uma base de usuários gigantesca, com mais que 2 bilhões de pessoas, o Facebook imaginou a criação da Libra, uma moeda digital. Para armazenar as moedas nos aplicativos como WhatsApp, está em desenvolvimento uma carteira de criptomoedas.

Chamada de Novi, a carteira de criptomoedas do Facebook teve pedido de registro da marca no Brasil. Com data do depósito em 26/05/2020, o Facebook solicita junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), um registro de marca nominativo.

Esse registro pede que a marca Novi seja de uso exclusivo do Facebook no país. O pedido não protege os símbolos da marca, apenas a grafia da Novi, de acordo com explicação no site do INPI.

Marca nominativa, ou verbal, é o sinal constituído por uma ou mais palavras no sentido amplo do alfabeto romano, compreendendo, também, os neologismos e as combinações de letras e/ou algarismos romanos e/ou arábicos, desde que esses elementos não se apresentem sob forma fantasiosa ou figurativa.

Publicação oficializa pedido de registro e expõe mercado brasileiro a realidade das criptomoedas

Com o Brasil sendo uma das principais bases de usuários do Facebook, o movimento mostra que a empresa mira suas ações no local. Recentemente, o Brasil foi o primeiro país a receber o WhatsApp Pay, uma nova modalidade de pagamentos digitais também do Facebook.

Com a publicação do registro de marca da Novi na Revista da Propriedade Industrial (RPI), na edição 2581, nesta terça (23), o Facebook tem oficializado seu pedido. Na publicação da RPI é informado que o exame formal para registro da marca foi concluído.

A especificação do registro de marca da Novi ocupa quase cinco páginas da publicação, com vários itens. No pedido de registro de software, destaca-se, entre outros, “Serviços De Fornecimento De Software Que Facilita A Capacidade Dos Usuários De Visualizar, Analisar, Registrar, Armazenar, Monitorar, Gerenciar, Comercializar E Trocar Moeda Digital, Moeda Virtual, Criptomoeda, Ativos Digitais E De Cadeias De Blocos, Ativos Digitalizados, Títulos Digitais, Criptotítulos E Títulos De Utilidade“.

Não se sabe quando a Novi chega ao mercado, uma vez que ainda está em desenvolvimento. Mesmo assim, o Facebook cumpre uma etapa importante para implementar essa carteira de criptomoedas para seus clientes no Brasil, país que tem recebido destaque da grande empresa.

Finalmente, o Novi será um aplicativo que poderá ser baixado em lojas como Google Play e Apple Store. Além disso, estará presente dentro dos aplicativos da própria empresa, como o WhatsApp e Messenger, por exemplo. Sua função será possibilitar pagamentos com a Libra, criptomoeda do Facebook.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Governo da Ucrânia ensina bitcoin para população

O Ministério da Transformação Digital da Ucrânia criou uma campanha para ensinar  bitcoin, blockchain e criptomoedas para a população. Os vídeos foram desenvolvidos em...

Impressora de dinheiro ligada: BC aumentou em quase 50% base monetária em 12 meses

O Banco Central do Brasil imprimiu muito dinheiro nos últimos doze meses, inflando a base monetária do país. De acordo com o BC houve...
BCHA-51-attack

Grupo anônimo de baleias lança ataque 51% contra fork do Bitcoin Cash

A rede da criptomoeda Bitcoin Cash ABC (BCHA), que surgiu no meio do mês como resultado de um hard fork do Bitcoin Cash, está...

Últimas notícias

Impressora de dinheiro ligada: BC aumentou em quase 50% base monetária em 12 meses

O Banco Central do Brasil imprimiu muito dinheiro nos últimos doze meses, inflando a base monetária do país. De acordo com o BC houve...

Grupo anônimo de baleias lança ataque 51% contra fork do Bitcoin Cash

A rede da criptomoeda Bitcoin Cash ABC (BCHA), que surgiu no meio do mês como resultado de um hard fork do Bitcoin Cash, está...

30 bilionários possuem bitcoin, mas não falam sobre isso, revela milionário do Twitter

O multimilionário filantrópico Bill Pulte, apelidado de "Bitcoin Bill" após sua entrada no mercado de bitcoin em dezembro de 2019, afirmou em uma live...