Fundador do Twitter critica CEO da FTX por críticas ao Bitcoin

Após sua saída como CEO do Twitter, Jack Dorsey tem se dedicado bastante ao Bitcoin. Além de conversas profundas sobre o tema com Michael Saylor, Dorsey está sempre lutando pela causa, como desta vez.

Os recentes comentários de Sam Bankman-Fried (SBF), fundador da FTX, sobre o Bitcoin não agradaram à comunidade. O maior destaque fica para Jack Dorsey, fundador do Twitter, que criticou a postura de Sam por não ter mencionado a lightning network.

Nesta semana, Sam afirmou que o “Bitcoin não tem futuro como rede de pagamentos” devido à lentidão das transações e outros problemas de escalabilidade. Além disso, aproveitou o espaço para promover moedas que usam Proof-of-Stake (PoS).

Após sua saída como CEO do Twitter, Dorsey está cada vez mais envolvido com o Bitcoin. Através da empresa Block, antiga Square, o bilionário está criando soluções para aumentar a facilidade de uso e adoção do Bitcoin. Além disso, está mostrando-se um dos maiores entendedores e defensores do bitcoin nos últimos tempos.

Lightning Network é uma das melhores soluções

Percebendo que a comunidade não gostou de seus comentários, Sam Bankman-Fried tentou amenizar a situação através das redes sociais. Além de novamente mencionar que o Bitcoin tem potencial como reserva de valor, citou que soluções de segunda camada, como a lightning network, são viáveis.

Com isso, Jack Dorsey, fundador do Twitter e atualmente CEO da Block, questionou os motivos de SBF não ter mencionado isso em sua entrevista a Financial Times. Afinal, tal publicação terá muito mais alcance, principalmente ao público menos ligado as criptos, que um breve tuíte.

“E você não mencionou a Lightning [Network] porque…?”

Como desculpa, o fundador da FTX deu uma desculpa esfarrapada, afirmando que deixa muitas vezes a palavra “lightning” fora de suas respostas. Além disso, aponta que repete uma mesma resposta várias vezes, para não usarem suas falas descontextualizadas.

“— Honestamente? É longo repetir todo o conjunto de maneiras pelas quais o bitcoin pode ser transferido toda vez que me fazem a pergunta, e me perguntam muito; algumas das frases que digo não incluem a palavra ‘relâmpago’,” se defendeu Sam Bankman-Fried, fundador da FTX

“— Eh? É fácil: ‘… e a lightning [network] foi projetada para agilizar a movimentação de bitcoin para transações diárias’”, respondeu Jack Dorsey, novamente ácido em seu comentário.

“Sim, costumo dizer algo sobre a lightning [network] nessas entrevistas — o problema é que, na mesma entrevista, eu acabo dizendo algo como 12 frases diferentes, e para evitar que eles possam me citar fora de contexto eu ‘preciso dizer [a mesma coisa] 12 vezes,” finalizou SBF.

Sam Bankman-Fried e Jack Dorsey discutindo no Twitter sobre o Bitcoin.

Jack Dorsey tem sido um grande nome no Bitcoin

Após sua saída como CEO do Twitter, Jack Dorsey tem se dedicado bastante ao Bitcoin. Além de conversas profundas sobre o tema com Michael Saylor, Dorsey está sempre lutando pela causa, como desta vez.

Em relação ao preço do Bitcoin, em forte queda nas últimas semanas, Dorsey não se sente incomodado. Seu argumento é que o preço tende a aumentar no longo prazo, ou seja, o bilionário é um investidor que não entra em pânico.

“Fascinante ver o menino do Bitcoin, Jack, tuítando tanto sobre Kendrick Lamar enquanto o #Bitcoin queima.”

“Eu não acompanho o preço. Eu sei que sempre ganhará valor a longo prazo, à medida que mais pessoas forem capazes de usá-lo.”

Jack Dorsey, CEO da Block, comentando sobre a recente queda do Bitcoin.

Quanto ao aumento da adoção, Dorsey está trabalhando nisso através da Block. Algumas das soluções da empresa são o Cash App e a Spiral, sendo este primeiro um serviço de pagamento e o segundo focado a lightning network.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias