Hacker invade computador de Ed Sheeran, rouba músicas e as vende por Bitcoin

Outro ataque semelhante também está chamando atenção das autoridades. Chamados ransonware, estes criptografam os arquivos do computador da vítima, pedindo o pagamento de um resgate em criptomoedas para a liberação do mesmo.

Em anúncio publicado na última sexta-feira (21), o Ministério Público do Reino Unido (CPS) informou a prisão de Adrian Kwiatkowski pela venda de músicas inéditas tanto de Ed Sheeran quanto de Lil Uzi Vert em troca de bitcoin.

Segundo informações, o hacker teria invadido as contas pessoais dos artistas e possuía mais de 565 arquivos de áudio, obtidos ilegalmente, em seu computador pessoal.

No total, o hacker cumprirá uma pena de 18 meses em regime fechado após ter se declarado culpado por 19 acusações, incluindo violação de direitos autorais, acesso não autorizado a computadores e venda de música não autorizada.

Hacker invade computador de músico, rouba músicas e as vende por Bitcoin

Sua música mais popular, chamada Shape of You, já conta com mais de 5,8 reproduções apenas no YouTube. Devido a isso, um hacker acreditou que poderia lucrar com a venda de músicas inéditas de Ed Sheeran após roubá-las do artista.

Além de Sheeran, o hacker de 23 anos também conseguiu obter músicas inéditas do rapper Lil Uzi Vert ao invadir contas digitais que davam acesso às mesmas.

Em seguida, Adrian Kwiatkowski tentou vendê-las na internet por Bitcoin, mas as autoridades do Reino Unido conseguiram prendê-lo, encontrando 565 arquivos de áudio em seu computador.

“Kwiatkowski teve total descaso com a criatividade e o trabalho duro do músico na produção de músicas originais e a consequente perda de ganhos. Ele roubou suas músicas de forma egoísta para ganhar dinheiro vendendo-as na dark web”, declarou Joanne Jakymec do CPS.

Por fim, Kwiatkowski cumprirá 18 anos de prisão após ter se declarado culpado em três acusações de acesso não-autorizado a computadores, 14 acusações de vendas que infringem leis de direitos autorais e duas relacionadas a posse de propriedade criminosa.

Crescente número de ataques com pagamentos em criptomoedas também chamam atenção

Outro ataque semelhante também está chamando atenção das autoridades. Chamados ransonware, estes criptografam os arquivos do computador da vítima, pedindo o pagamento de um resgate em criptomoedas para a liberação do mesmo.

Em março deste ano, por exemplo, a Toyota chegou a paralisar a produção de veículos após sofrer um ataque de ransonware. Segundo análises, estes ataques partem, em sua maioria, da Rússia.

Portanto, além de vazamentos de músicas, artistas e produtores também precisam estar atentos aos ransonwares. Afinal, um sequestro de seus arquivos poderia levar ao atraso do lançamento de um novo disco, por exemplo.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Últimas notícias