Halving do Bitcoin não foi precificado, afirma estudo

Evento ainda é desconhecido por grande parte das pessoas!

Siga no

Certamente O Bitcoin é um dos melhores ativos no quesito de valorização de preços em 2019. Entretanto, o cenário pode ser ainda melhor se as pessoas entenderem realmente o que é o halving do bitcoin.

Isso porque, de acordo com um estudo conduzido pela Grayscale, o evento marcado para 2020 ainda não foi precificado.

Halving do Bitcoin está de bloco marcado, mas evento ainda não foi precificado!

A mineração de Bitcoin, ainda, extrai moedas como recompensa pela atividade. Entretanto, a cada quantidade de blocos minerados, a quantia obtida dessa recompensa cai pela metade.

Certamente esse é um evento que muitos do criptomercado conhecem como Halving. Só que essa realidade, que o Bitcoin se tornará mais escasso em 2020, ainda não é totalmente conhecida.

Fato é que o Bitcoin teve enorme valorização após passado os halvings anteriores. A expectativa é de que com o novo evento em 2020, o Bitcoin passe por uma extrema valorização em seguida.

Fonte: Grayscale

Pessoas ainda não conhecem sobre o assunto

Apesar das pessoas ligadas ao mercado de criptomoedas conhecerem este fato, indivíduos de fora não sabem dessa oportunidade. Certamente ninguém os culparia, principalmente pelo Bitcoin ainda estar em processo de apresentação ao mundo.

Com isso, certamente o halving do Bitcoin não está precificado, de acordo com a Grayscale. Isso mostra que, apesar da expectativa dos entusiastas, apenas este fato não será a luz no fim do túnel para uma imensa valorização de preços. Pelo menos, não no curto prazo.

De fato, os halvings passados impactaram os preços do Bitcoin após um ano do evento ocorrer. Se o marcado para meados de maio de 2020 seguir esta tendência, uma crescida nos preços ocorreria em 2021.

Oportunidade para quem está acumulando Bitcoins

Certamente o halving é um fator-chave para os preços do Bitcoin nos últimos anos, de acordo com Joseph Young. Este analista, ao comentar o estudo da Grayscale em seu Twitter concordou com a não precificação do evento nos preços atuais.

Certamente o Bitcoin voltou a passar a marca de U$ 8 mil dólares nesta sexta (07), mostrando mais de 2% de valorização nas últimas 24 horas. Entretanto, a região continua sendo testada, não tendo sido rompida a resistência da faixa de preços ainda.

Finalmente, é uma ótima oportunidade conhecer tal informação no caso de quem está acumulando Bitcoins. O hold tem sido uma ótima estratégia de trade para criptomoedas, mas que mesmo assim não dispensa o estudo do criptomercado.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Criptomoedas mais populares atualmente são de jogos

De acordo com medidores de popularidade de criptomoedas, uma nova tendência parece estar começando dentro do mercado de criptomoedas: a popularização dos ativos ligadas...

Sob pressão regulatória, maior corretora de Bitcoin do mundo decide limitar saques de novos...

A Binance, maior corretora de criptomoedas do mundo, sempre teve uma postura não muito rígida em relação as regras de KYC (identificação de clientes)...
Movimentos de baleias em gráfico do Bitcoin

Baleias compraram 170 mil bitcoins nas últimas cinco semanas

Um recente estudo publicado pela Santiment revelou que as baleias (grandes detentores) compraram 170 mil bitcoins nas últimas cinco semanas, avaliados em cerca de...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias