IA é uma ameaça para a humanidade, diz especialista em Bitcoin

Para Max Keiser, um dos primeiros investidores de Bitcoin do mundo, a Inteligência Artificial (IA) é uma ameaça para a humanidade. Seu comentário acontece após Martin Casado, sócio da empresa de criptomoedas a16z, contar que seu pai quase caiu em um golpe no qual golpistas fingiram ser ele ao telefone.

“Acabei de falar ao telefone com meu pai. Ele tinha acabado de falar ‘comigo’ e estava convencido de que eu estava na prisão após um acidente de carro e precisava de fiança de US$ 10 mil”, comentou Casado. “Ele estava indo para o banco, mas decidiu me ligar por precaução (sorte que atendi, estou no Japão).”

Outro que se juntou a conversa foi Balaji Srinivasan, diretor da Coinbase que ficou famoso ao apostar US$ 2 milhões que o Bitcoin chegaria a US$ 1 milhão. Em seu tuíte, Balaji compara golpes de criptomoedas com golpes de IA.

“Os golpes de IA serão muito piores do que os golpes de criptomoedas”, alertou Balaji sobre o caso. “E as criptomoedas podem ser a única maneira de evitar fraudes de IA.”

Um projeto que está apostando nessa solução foi criado por Sam Altman, CEO da OpenAI. Em suma, a Worldcoin visa separar humanos de inteligências artificiais ao escanear a retina das pessoas. A solução já está sendo testada por algumas gigantes como Microsoft, Telegram e Mercado Livre. Governos também são potenciais clientes.

No entanto, os mais puristas acreditam que o mundo só precisa de uma criptomoeda, o Bitcoin. Uma das principais vozes desse movimento é Max Keiser. Também no Twitter, o maximalista aproveitou a oportunidade para criticar a tecnologia de IA.

“Bitcoin e IA estão em uma batalha para ver se a humanidade sobrevive. BTC está lutando pela humanidade. IA é a revolta dos robôs vindos do inferno.”

Quanto aos golpes de telefone, que já são populares mesmo sem IA, a melhor proteção é duvidar de parentes e amigos pedindo dinheiro. Assim como aconteceu com o sócio da a16z, a melhor saída é entrar em contato com a suposta pessoa que está pedindo dinheiro.

Max Keiser acredita que Bitcoin chegará aos 50 mil dólares em breve

Voltando ao Bitcoin, Max Keiser acredita que a maior criptomoeda do mercado chegará a US$ 50.000 em breve. No momento desta redação, o BTC está cotado a US$ 41.880, uma alta de 5,7% nas últimas 24 horas.

Em sua explicação, Keiser afirma que alguns players de Wall Street estão bloqueando compras de ETFs de Bitcoin. Embora não tenha citado fontes, uma recente matéria da FOX Business aponta que “um concorrente da BlackRock disse a um cliente que os novos ETFs não se enquadram na filosofia de investimento do gestor de ativos”.

“Equilíbrio do GBTC alcançado”, iniciou Keiser, falando sobre as saídas do ETF da Grayscale. “US$ 50.000 foi adiado — devido a alguns players de Wall Street bloquearem compras de ETF de BTC — US$ 50 mil agora são um alvo imediato.”

Parecendo animado nesta sexta-feira (26), o famoso investidor de Bitcoin também aproveitou o dia para zombar do Reino Unido e a sua futura moeda digital, a Libra Digital, também conhecida por “Britcoin”.

“A Grã-Bretanha não merece Bitcoin. Não por menos de US$ 5.000.000, certamente”, comentou Keiser, apontando que cada um compra Bitcoin pelo preço que merece. “Três empresas listadas nos EUA têm valor de mercado superior ao PIB do Reino Unido.”

“É realmente uma pequena ilha bajuladora cheia de ratos, sem a qual o mundo estaria melhor.”

Por fim, vale lembrar que Keiser é um dos primeiros investidores de Bitcoin e possui histórias únicas. Como exemplo, além de rasgar uma nota de dólar, Keiser deu 10.000 bitcoins de presente a um amigo há mais de 10 anos, mas esse amigo perdeu a carteira.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias