O que acontecerá com o Bitcoin caso Craig Wright prove ser Satoshi Nakamoto? ChatGPT responde

Por fim, Wright só precisaria assinar uma mensagem com o endereço de Bitcoin usado no bloco gênesis para provar que realmente é Satoshi Nakamoto. Em 2022, também sobre juramento, CSW disse que “pisou no HD” que continha seus bitcoins e outras informações.

Craig Steven Wright (CSW), um australiano de 54 anos, está sendo processado pela COPA, um conjunto de empresas e pessoas que duvidam que australiano seja o criador do Bitcoin, como ele mesmo afirma.

A disputa nos tribunais teve início na segunda-feira (5) e entrou em seu segundo dia nesta terça-feira (6). Segundo relatos da jornalista Lucia Osborne-Crowley, que estava a 2 metros de Wright, ele parecia “extremamente sereno” e “muito sorridente, muito tagarela” no primeiro dia de audiência.

Embora poucos acreditem que Wright possa realmente ser Satoshi Nakamoto, o criador do Bitcoin, precisamos pensar no que aconteceria caso ele conseguisse provar suas afirmações. Ao que tudo indica, esse processo é a última chance para CSW fazer isso.

O que aconteceria com o preço do Bitcoin caso Craig Wright prove ser o criador do Bitcoin?

Conforme é difícil estimar o que aconteceria com o preço do Bitcoin caso Craig Steven Wright prove ter criado o Bitcoin, pedimos para uma inteligência artificial responder a essa pergunta. Segundo o ChatGPT, essa revelação poderia criar uma grande volatilidade no mercado.

“Se Craig Wright provasse de forma definitiva e incontestável que é Satoshi Nakamoto, o preço do Bitcoin poderia experimentar volatilidade inicialmente”, respondeu o ChatGPT. “A confirmação de sua identidade como o criador do Bitcoin poderia gerar incerteza e especulação no mercado de criptomoedas.”

“Alguns investidores poderiam ficar preocupados com o impacto que isso poderia ter no desenvolvimento futuro da moeda e na distribuição de suas participações.”

Ou seja, isso teria um grande impacto em todo mercado de criptomoedas, não apenas no Bitcoin. Em relação as suas “participações”, a IA está falando de 1,1 milhão de bitcoins de Satoshi Nakamoto. Atualmente essa quantia está avaliada em R$ 237 bilhões, deixando o verdadeiro criador do Bitcoin como a 27ª pessoa mais rica do mundo.

Em comparação, a MicroStrategy possui 189.150 BTC (R$ 40,7 bilhões) e todos ETFs de Bitcoin do mundo, somados, possuem 807.832 BTC (R$ 174 bilhões). Portanto, a fatia de Nakamoto é assustadora caso pensarmos em venda.

Outras criptomoedas que seriam severamente afetadas são os clones do Bitcoin já que Satoshi Nakamoto também possui 1,1 milhão de moedas dessas outras redes. O maior exemplo é o Bitcoin Cash (BCH), atualmente 20ª maior criptomoeda do mercado.

Bitcoin não é de ninguém, mas é de todos

O Bitcoin é um projeto descentralizado, ou seja, ninguém consegue realizar alterações sem que haja consenso. Portanto, mesmo que Craig Steven Wright prove ser o criador do Bitcoin, isso não teria nenhum efeito no funcionamento do Bitcoin. Em outras palavras, Wright não teria nenhum controle sobre o código.

No entanto, vale destacar que CSW já processou desenvolvedores do Bitcoin e também corretoras. Sendo assim, é possível que alguns nomes famosos abandonem o projeto para evitar problemas jurídicos, podendo voltar como anônimos no futuro.

Algumas pessoas acreditam que isso já esteja acontecendo, não apenas pelos processos de Wright, mas por questões governamentais e também segurança. Nos últimos anos, diversos desenvolvedores abandonaram o BTC, incluindo Wladimir van der Laan, mantenedor do código por 8 anos.

Como anda o processo da COPA contra Craig Wright?

Iniciado nesta segunda-feira (5), o processo da COPA (Crypto Open Patent Alliance) contra Craig Wright deve se estender até o dia 15 de março, com um cronograma já montado. Antes mesmo do início, Wright ofereceu uma proposta à COPA para dar fim ao processo, mas ela foi rejeitada.

Nos dois dias de audiência, pouco de novo. Enquanto a COPA afirma que Wright forjou documentos, o australiano continua afirmando ser o criador do Bitcoin. Como exemplo, comenta sobre o domínio Bitcoin.org, hoje controlado por Cobra, que também foi processado por ele.

“Muitos dos meus dados foram perdidos ou excluídos”, comentou Wright.

“É muito mais simples — você forjou”, respondeu a COPA.

Outras alegações, vindas de ambas as partes do processo, podem ser acompanhadas no perfil do Twitter mencionado acima. Norbert (@bitnorbert, no Twitter) está transcrevendo a batalha judicial em tempo real e acompanhará o caso até o final.

Por fim, Wright só precisaria assinar uma mensagem com o endereço de Bitcoin usado no bloco gênesis para provar que realmente é Satoshi Nakamoto. Em 2022, também sobre juramento, CSW disse que “pisou no HD” que continha seus bitcoins e outras informações.

Por conta da falta de evidências concretas, é difícil imaginar que Wright seja Satoshi Nakamoto. Portanto, o processo parece apenas um contra-ataque da COPA, que inclui empresas como Block, Ark e MicroStrategy, de silenciar CSW de uma vez por todas.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias