O que é Atomic Swap

Para falar deste assunto devemos conhecer mais sobre a história das criptomoedas, Bitcoin e também sobre a história do trade, pois somente assim entenderemos o que é Atomic Swap e quais as suas vantagens.

O que é Atomic Swap?

Com o Atomic Swap é possível trocas de diferentes criptomoedas usando suas blockchains, também chamado de on-chain, sendo a primeira da história uma troca entre a Decred e Litecoin, ambas forks do Bitcoin.

Segue também a primeira transação de Atomic Swap realizada no Brasil, no ano de 2017, pelo Narcélio e pelo Gogocoins, transação na qual criaram um smart contract para efetuar a mesma, eliminando a necessidade de exchanges, um escrow totalmente realizado em smart contract. Com essa transação foi possível a troca de 10 Decred por 0.1 BTC, o que é um marco na relação P2P das trocas.

Não são todas as criptomoedas que possuem a tecnologia que suporta o atomic swaps, sendo necessário cumprir alguns pré-requisitos, como: scripts de transação ramificados, mesmo algoritmo hash nos scripts de transação nas duas redes, CLTV e CSV em scripts de transação, verificação de assinatura.

As transações já realizadas utilizaram Bitcoin, Litecoin e Decred, que possuem muitas questões em comum em suas redes, levando ao sucesso das transações, e como é um novo paradigma da tecnologia ainda estão sendo testadas em mais criptomoedas, conforme visto no GitHub da Decred: Bitcoin Cash, Monacoin, Particl, Viacoin, Vertcoin e Zcoin.

Para a questão de taxas, a troca via atomic swap pode sair mais cara do que trocas convencionais, visto que tem a taxa do swap e a taxa de resgate de cada cadeia, de forma que utilizando o Bitcoin pode sair caro o processo até então.

No quesito agilidade, a mesma perde o desempenho de uma troca de criptomoedas em eschanges centralizadas, mas serve muito bem ao propósito de realizar uma negociação de grandes proporções e que não tenha a necessidade de se dar frequentemente e/ou ainda que não seja necessário que se realize em um período baixo de tempo.

Para a questão da privacidade foi detectada uma possibilidade de acompanhar a transação de forma passiva na blockchain e linkar a partir disso, pois é utilizado o mesmo valor de hash em ambas as redes. Mesmo com essa possibilidade afetando a privacidade das transações, não há dados de identidades disponíveis nas contrapartes.

O pessoal da Decred Brasil recentemente realizou uma live pelo YouTube com o Nárcelio que comentamos acima, o papo é sobre o Atomic Swap:

Obviamente o Atomic Swap ataca a centralização das exchanges, de qualquer forma vem de encontro com a ideia inicial do Satoshi Nakamoto de um dinheiro digital feito de pessoas a pessoas, poder da rede aos usuários novamente, por esse motivo estamos acompanhando de perto essa nova possibilidade de trades.

Fonte: Decred