Carros apreendidos em pirâmide serão leiloados

Um esquema de pirâmide financeira terminará com o leilão de 16 carros de luxo. Dentre os veículos que serão leiloados, existem até modelos da marca Ferrari. Após uma investigação que resultou na condenação de 13 pessoas, a justiça do Distrito Federal determinou que os veículos apreendidos fossem a leilão em busca de ressarcir as vítimas que foram enganadas pela pirâmide financeira.

O assunto do momento são as criptomoedas, desde que o Bitcoin (BTC) viveu dias de grande expressão no mercado em 2017 e 2018. Desde então, criptomoedas são envolvidas em golpes que prometem lucros que, na verdade, não existem. Além de propaganda enganosa, a maioria dos casos envolvendo pirâmides financeiras configura crime e vários deles já foram desmantelados pelas autoridades.

No caso do Distrito Federal, os criminosos prometiam lucros de 1% ao dia. Esse índice é algo completamente incompatível com outros serviços de investimentos financeiros que prezam pela seriedade de seus negócios. Segundo a investigação, todo o valor arrecadado com a venda dos automóveis deverá ser usado para ressarcir as vítimas que foram enganadas no golpe envolvendo pirâmide financeira.

Maioria dos carros de luxo que vão ao leilão são modelos novos

Atraídos por um lucro completamente fora da realidade, muitos investidores caíram neste golpe. As autoridades apreenderam veículos de luxo também da BMW, Land Rover, Mercedes-Benz, Porsche e Audi. Os carros vão ser leiloados no dia 28 de março. Além deste dia, está marcado parte do leilão dos automóveis também para dois de abril de 2019.

----- Publicidade ------ 
BitcoinTrade
-----

Os lances para os carros de luxo poderão ser feitos a partir de R$ 35 mil, no caso de um modelo da marca Lamborghini produzido em 2015. Dessa forma, neste leilão, o veículo pode chegar até a R$ 1,3 milhão. Além disso, a maioria dos carros são modelos novos, sendo que o mais “antigo” entre eles é um modelo de 2017.

Ferrari será leiloada em Brasília
(Veículo que pertencia ao esquema de pirâmide financeira) (Foto/reprodução/Leiloeiros de Brasília)

Envolvidos em esquema podem pegar até onze anos de prisão

Com a venda dos automóveis, o Ministério Público espera arrecadar parte do dinheiro que os investidores perderam nesse caso. Com a promessa de lucros em investimentos em uma criptomoeda falsa, chamada Kriptacoin, o caso passou a ser investigado em abril de 2018. Na ocasião, 13 envolvidos foram condenados por vários crimes, dentre eles está o de falsidade ideológica e organização criminosa. Sendo assim, com a condenação, os criminosos podem pegar de três a onze anos de detenção.

Após esse julgamento, o Ministério Público decidiu incluir novas denúncias e outras pessoas foram autuadas. Por outro lado, em uma dessas denúncias os envolvidos são claramente acusados de criarem um esquema de pirâmide financeira.

XDEX: Negocie bitcoin com TAXA ZERO. Aproveite também para negociar outras 6 criptomoedas com as menores taxas do mercado. Abra sua conta, é grátis!