Polícia americana contrata empresa para armazenar bitcoins apreendidos

Nos últimos anos, agência havia vendido algumas moedas, obtendo lucros grandes com negociações.

Siga no
US Marshals na vigilância do telhado bitcoin
US Marshals na vigilância do telhado

A polícia dos Estados Unidos quer guardar os bitcoins apreendidos em operações e para isso, contratou uma empresa especializada, a Anchorage Digital.

De acordo com a empresa, o processo de admissão pela agência de polícia demorou mais de um ano.

“Hoje, após o processo de mais de um ano, temos o orgulho de anunciar que a Anchorage Digital foi selecionada como fornecedora de custódia de ativos digitais e serviços financeiros para o United States Marshals Service (USMS), uma das principais agências de aplicação da lei de Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ).”

Agora, todas as criptomoedas que forem apreendidas em atividades criminosas pela polícia serão enviadas para a empresa. Além de custodiar, a “Anchorage será responsável por fornecer um conjunto completo de serviços de criptomoeda“, informou a empresa em um comunicado de imprensa.

Contrato da polícia americana com empresa para guardar bitcoins apreendidos é de R$ 33 milhões

De acordo com o portal Decrypt, o contrato da Anchorage com a US Marchals é de US$ 6,6 milhões, cerca de R$ 33 milhões.

A reportagem apurou que o departamento do governo dos EUA foi responsável por lidar com bilhões em Bitcoin nos últimos anos, em apreensões feitas por vários órgãos públicos. Uma das mais expressivas é a do Silk Road, que teve 144 mil bitcoins apreendidos, vendidos por US$ 48 milhões em 2017.

Para efetivamente apreender as criptomoedas, os agentes devem resgatar a senha que dá acesso ao saldo de um endereço, processo totalmente diferente de apreender dinheiro em espécie. Claro que o processo de confisco é mais fácil quando a soma está em corretoras, bastando para isso apenas uma ordem judicial.

Mesmo assim, ao contar agora com a ajuda especializada de uma empresa do setor, a polícia dos Estados Unidos demonstra que a atividade de apreender bitcoin é lucrativa, merecendo os devidos cuidados.

Vale o destaque que em abril de 2021, um contrato similar havia sido feito com a empresa BitGo.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
PayPal e Bitcoin

PayPal anuncia novo aplicativo para criptomoedas

O PayPal continua apostando nas criptomoedas, após ingressar no criptomercado há cerca de um ano, a empresa revelou seu novo app que traz recursos...
Ethereum. (Imagem: Adobe Stock)

Investidor veterano alerta: “Ethereum está entrando em momento de queda prolongada”

Peter Brandt é um veterano do mercado de investimentos e um nome bem respeitado entre quem acompanha criptomoedas. Peter não é um estranho para o...

“Corretoras de criptomoedas estão em risco”, diz Bloomberg

As corretoras de criptomoedas dos EUA podem estar prestes a enfrentar um grande risco de existência conforme as questões sobre a regulamentação do setor...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias