Presidente da Unick Forex desdenhava do Ministério Público e da CVM

-

Siga no
Anúncio

O presidente da Unick Forex, Leidimar Lopes, desdenhava da atuação do MPF (Ministério Público Federal) e da CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

De acordo com o suposto “piramideiro”, que cumpre prisão domiciliar por causa do coronavírus, os órgãos não iriam fazer nada contra sua empresa, investigada por crimes contra o sistema financeiro.

A afirmação foi feita em uma conversa interceptada pela PF (Polícia Federal) em maio do ano passado. A reportagem do Livecoins teve acesso ao material.

Eles estão batendo, mas não vão conseguir nada, diz Lopes sobre CVM e MP

Anúncio

Lopes tratou com descaso a atuação do MPF e da CVM em uma conversa com o ex-diretor de marketing da Unick Forex, Danter Navar da Silva.

A afirmação foi feita no mesmo bate-papo em que Lopes e Silva falaram sobre um projeto de franquia com a universidade Estácio de Sá.

Na conversa, Lopes disse que, apesar de a CVM e o MP “baterem” na Unick Forex, ele acreditava que nada poderia acontecer.

“A UNICK SOCIEDADE DE INVESTIMENTOS e o LEIDIMAR hoje são as caras que estão lá levando porrada! Deixa leva! Foda-se! O negócio tá acontecendo aqui! Enquanto eles estão batendo em nos lá! Nós temo trabalhando aqui… E deixa eles bate… Porque eles nunca vão faze nada, não vão consegui faze nada… De novo fizeram mais uma palhaçada ontem a CVM… Eles nunca vão faze nada porque eles estão indicando a UNICK SOCIEDADE DE INVESTIMENTOS e o meu nome e o nome do pai! Bom! Legal! E aí?”, disse Lopes.

Foi naquela época que a Unick Forex foi intimidada a apresentar defesa à CVM no processo aberto pela autarquia.

Nem conta bancária temos, como podemos ser pirâmide, disse Lopes

No mesmo telefonema, Lopes disse que os órgãos não poderiam acusá-lo de estar fazendo pirâmide financeira, pois nem conta bancária a Unick Forex tinha.

“Ah mas tá fazendo pirâmide financeira… Tu tá fazendo isso e aquilo!…
Sério!… Como seus filha da puta! Se nem uma conta bancária eu posso abri pra vende, pra recebe a venda de um produto. Pra mim paga hoje a minha folha de funcionários que tem um monte de pessoas com carteira assinada eu tenho que recebe dinheiro de fora pra pode faze esses pagamento… Como é que vocês tá me acusando de uma coisa que nem tem como eu faze isso!…”, falou.

“O que eles querem é ficar com o dinheiro”, disse Leidimar

Ainda na conversa, Leidimar disse à Silva que a única coisa que a CVM e o MPF queriam era ficar com o dinheiro captado de forma ilegal pela empresa.

“Aí nós vamos lá e vamos cria um modelo de franquia… Legal vão bate isso aí na porta da CVM, MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL e vamo dize assim óh!… A partir de hoje nós tamos transformando todos os nossos clientes em franqueados!… Beleza!… Nós vamos paga uma fortuna de imposto né! … Eles vão abri uma conta bancária… Quando tive dinheiro, dois, três mês, eles vão bloquea e vão tranca a empresa!… Porque é isso que eles querem! É só isso que eles querem! É só um motivo pra tranca as nossas operações!”.

Veja outras reportagens sobre a Unick na nossa série especial #UnickLeaks

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Lucas Marins
Lucas Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).

Leia mais

Verificador de saldo de endereços bitcoin

Verifique o Saldo de Endereços Bitcoin

O Verificador de Saldo de Endereços Bitcoin já está disponível. Desenvolvido no Brasil, o aplicativo permite verificar facilmente o saldo de diversos endereços bitcoin...
ONU (Nações Unidas, Blockchain e Bitcoin)

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Últimas notícias

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...